Planta baixa: o que é, como fazer e quanto custa fazer a sua

A planta baixa é o primeiro passo para construir ou reformar porém, poucas pessoas sabem para que ela serve e qual o preço que vale

- Continue depois da Publicidade -

O primeiro passo para construir uma casa é fazer o planejamento. Para isso, ao conversar com um arquiteto, ele irá precisar fazer uma planta baixa. Mas, afinal, você sabe o que é isso? Este elemento essencial na construção civil é um desenho que apresenta o tamanho e o posicionamento de cada cômodo da casa.

Embora exista vários modelos de planta de casa ou apartamento, hoje falaremos sobre a planta baixa. Então, você verá:

  • O que é uma planta baixa
  • Como fazer a sua
  • Quanto custa uma planta baixa

 

O que é uma planta baixa?

 

Basicamente, trata-se de um desenho técnico de uma casa a partir de um corte horizontal imaginário feito à 1,50m do piso. Ou seja, é como se tirássemos o teto da casa e estivéssemos olhando os ambientes por cima.

- Continue depois da Publicidade -

Aqui, será apresentado aos moradores o que será feito no projeto. Como resultado, todos os ambientes são estarão posicionados como a sala, quarto, banheiro, cozinha, entre outros.

A planta baixa pode ser feita para diversos ambientes. Por exemplo, para um prédio inteiro, uma apartamento, um andar inteiro e até mesmo ser feita para um único cômodo da casa.

- Continue depois da Publicidade -

Além disso, este desenho servirá de guia para os pedreiros. Por isso, precisa estar muito bem detalhada para que não hajam dúvidas.

 

Por que 1,50m de altura?

 

Esta medida é utilizada por permitir que mesmo com o corte seja possível identificar a posição das portas e janelas.

 

- Continue depois da Publicidade -

O que deve ter em uma planta baixa?

 

Existem três elementos fundamentais para produzir uma planta baixa:

  • Escala: isso significa que todos os elementos contidos no desenho será proporcionais ao tamanho real. Por exemplo, as janelas, portas e móveis. Na arquitetura, a escala mais utilizada segue o padrão de 1:50 e 1:100 para projetos residenciais. Ou seja, “cada centímetro da planta baixa será 50 vezes menor do que a realidade”, explicou o EntendAntes.
  • Linhas de dimensão: traduz as medidas de cada item que terá no cômodo.
  • Planta com layout: são modelos de desenhos que já incluem armários, escadas, eletrodomésticos, entre outros.

 

Como fazer uma planta baixa?

 

Casa em L.
Planta baixa de casa grande térrea. Fonte: Pinterest

 

Embora pareça uma tarefa simples, existem muitas orientações e passos que precisam ser seguidos para fazer uma planta baixa, mesmo que seja na versão mais simples.

Em primeiro lugar, é extremamente importante seguir as normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas, conhecida por ABNT.

O uso de um software de qualidade também é essencial para garantir um resultado mais realista e que seja exatamente como você desejar. Alguns dos mais conhecidos são o AutoCad e o Google SjetchUp. A vantagem de usá-los é que os programas de computador permitem ver o projeto em um formato 3D.

Como resultado, fica muito mais fácil compreender cada item da planta e fica ainda mais facilitado aos moradores que farão a visualização. Para fazer uma planta baixa é preciso seguir, basicamente, 7 passos.

1.Esboço

 

É nesta etapa que os moradores irão apresentar ao arquiteto o que desejam em sua residência. Ou seja, é um desenho bastante simples e cru onde o profissional irá visualizar a ideia principal.

 

2. Desenho do lote

 

Você também pode gostar!

Se o objetivo da planta é construir uma casa do zero, é muito importante considerar o desenho do terreno. Afinal, cada um possui suas especificidades. E, para facilitar, é possível usar algumas características a favor da construção.

Aqui, vale ressaltar que é preciso ter todas as dimensões do terreno. Não apenas a largura, mas também a altura e profundidade. Assim, será possível delimitar o espaço que a casa ocupará dentro do terreno bem como sua composição.

Porém, se o objetivo do projeto for uma reforma, provavelmente este espaço será desconsiderado.

 

3. Desenho da casa

 

Quando o desenho do lote estiver perfeito, poderá passar ao próximo passo. Basicamente, esta etapa consiste em definir o tamanho de cada cômodo e levar as paredes. Além disso, serão acrescentadas as aberturas. Por exemplo, das janelas e portas.

 

4. Insira o essencial

 

Planta baixa com nome nos espaços.
Planta baixa com cômodos definidos e espaços de janelas e portas abertas. Fonte: Pinterest

 

Ao fazer uma planta baixa, deve-se considerar os espaços que serão necessários para a abertura da porta e da janela. Por isso é comum vermos nesse tipo de desenho um quarto de círculo de todos em todos os cômodos.

Outro ponto que merece atenção é a inserção de itens essenciais na cada. Por exemplo, vaso sanitário, balcão da cozinha e pia já precisam ter uma posição definida. Isso irá delimitar o espaço do encanamento da casa e onde serão adicionado os outros elementos.

 

5. Níveis e cotas

 

O desenho parece bastante confuso. Porém, cada linha representa uma informação fundamental para a equipe da construção civil. Neste etapa, serão acrescentados as dimensões dos elementos da casa. Como as cotas e os níveis, por exemplo.

 

6. Cobertura da casa

 

Se você ver alguma linha tracejada em uma planta baixa, significa que esta área delimitada é a parte da casa que será coberta. Apesar de não estar mais na visão com 1,5m, a linha é um indicativo da parte superior da casa. Como se fosse um sobrado, por exemplo.

Aqui, ficará mais fácil identificar qual espaço será coberto e qual não será.

 

7. Humanização

 

Planta baixa de casa com piscina.
Plata baixa humanizada. Fonte: Pinterest

 

Esta, com certeza, é a parte preferida dos moradores. Afinal, é somente nesta etapa em que eles tem uma ideia mais próxima da realidade de como ficará o final da obra.

Basicamente, consiste em uma planta baixa colorida já com os móveis  itens decorativos inclusos. E, o melhor, tudo na cor que pode ser a real da casa.

 

Quanto custa fazer uma planta baixa?

 

Antes de construir ou reformar, saber quanto irá custar cada etapa deste sonho é uma das principais preocupações para os moradores.

Quando se trata da contratação de um arquiteto para fazer uma planta baixa é preciso levar alguns fatores em consideração. Por exemplo, o tamanho e a complexidade da obra.

No geral, o valor varia entre 2 e 4% do valor total da obra. Para ficar mais claro, ficará aproximadamente entre R$ 2.000 e R$ 5.000. Embora seja comum procurar pelo trabalho que seja com valor mais acessível é preciso estar atento as condições de trabalho e o que está incluso do orçamento.

Por isso, nem sempre o mais barato é a melhor opção.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes