BBB 21: Karol Conká no Fantástico – “Meu sonho era ser branca”

Eliminada com o maior índice de rejeição da história do BBB, Karol Conká dá entrevista ao Fantástico revelando que ficou “mergulhada na soberba”.

- Continue depois da Publicidade -

No último domingo (28) os telespectadores se depararam com uma chuva de conteúdos sobre Karol Conká na Rede Globo. Além de participar do Faustão, a rapper eliminada com recorde de rejeição no BBB 21 também deu uma entrevista para o Fantástico.

Nas redes sociais, internautas criticaram a postura da Rede Globo de dar audiência para Karol Conká depois de sua trajetória conturbada no Big Brother Brasil. A ausência de lágrimas ao falar sobre arrependimento também levantou dúvidas na web.

Na entrevista, Karol explicou porque evita chorar em público e fez desabafos sobre sua infância. “Eu sou uma pessoa que cometeu erros, deslizes. A única coisa que eu tenho para dizer é pedir perdão para todo o Brasil. Não tive controle na hora e eu realmente não sou essa pessoa aqui fora” afirmou a ex sister.

 

 

Karol Conká no Fantástico: rapper fala sobre preconceito na infância

 

Karol revelou na entrevista que começou sua carreira no rap com o objetivo de fugir do preconceito que recebia na escola.

“Foi tipo uma gincana. Cada um entregava alguma coisa e eu falei “deixa que eu escrevo um som”. A partir desse dia os meninos pararam de me xingar. Aí não era só a “neguinha boba”. Eu era a Karol Conká, a menina que faz umas rimas, que entende de rap.”

“Eu sempre fui rejeitada. Não pela minha família, mas em colégio. Teve um momento marcante da professora falar: você não conseguiu resolver essa equação porque você é preta e nasceu para limpar privadas.” relembrou Karol.

A rapper também citou outro momento que foi marcante em sua juventude.

“Um menino no colégio falou: mergulhe numa piscina de água sanitária para falar comigo. Eu fiquei pensando “mas porquê?”  e eu vi que era porque dissolvia a cor. Eu molhei o dedo e fiquei passando no braço pra ver se dava algum efeito.”

A rapper contou à repórter Ana Carolina Raimundi que quando era criança acreditava em papai noel e fazia pedidos inusitados.

“Quando eu era criança e acreditava em papai noel, eu pedia na carta para ser branca. Meu sonho era ser branca para não sofrer.”

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Analisando sua postura dentro do jogo, Karol Conká disse que é triste ver que o oprimido acabou se tornando o opressor.

 

Karol revela não se sente uma vilã

 

Ao ser questionada pela entrevistadora sobre suas brincadeiras sobre ser a vilã do BBB 21, ex sister revela que não se sente vilã.

“Não me sinto vilã, me sinto uma pessoa que cometeu erros, teve um deslize e ficou achando que aguentaria.” … “Tem coisas que não fazem sentido que estão rolando na internet.”

“Não consigo me sentir forte vendo o que fiz na casa. Depois que a gente sai e vê as imagens, elas são muito perturbadoras.”

 

Consequências do pós BBB

 

Além de perder muitos seguidores, Karol Conká teve sua participação em eventos e parcerias encerradas.

“Nunca pensei que minha carreira fosse acabar por causa disso. Quantas pessoas não passaram por essa onda de cancelamento e suas carreiras não foram canceladas? Agora acabou o jogo, vamos parar por aqui.”

“É compreensível a rejeição. Foi justa a minha saída, assim como está sendo justo eu reconhecer o meu erro e me desculpar com todo o Brasil , como todo mundo que se sentiu ofendido. Estou sujeita a errar, não sou perfeita e errei feio, mas eu posso acertar bonito agora.” finalizou a rapper.

Além das entrevistas, Globoplay deve produzir um documentário sobre a trajetória de Karol Conká.

 

 

Karol Conká no Fantástico: entrevista na íntegra

 

A entrevista completa de Karol Conká no Fantástico está disponível na plataforma Globoplay, para assistir basta clicar aqui

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes