Surfista que iria para as Olimpíadas morre atingida por um raio no mar

Enquanto a surfista treinava para os Jogos Olímpicos, sofreu um terrível acidente que acabou com sua vida

- Continue depois da Publicidade -

Os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, adiados para o verão de 2021, estrearão diversos esportes radicais como o skate ou o surf, que atualmente está de luto pela morte de Katherine Díaz, a surfista que aspirava ao evento esportivo.

Foi no dia 19 de março que a salvadorenha de 22 anos viu seu sonho de representar seu país nos Jogos Olímpicos truncado devido a um terrível acidente em que um raio a atingiu durante um treinamento e acabou com sua vida.

O incidente ocorreu na praia de El Tunco, em El Salvador, quando a jovem se preparava para um torneio que lhe daria a oportunidade de aspirar aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

O drama aconteceu na sexta-feira por volta das 17 horas locais. Pouco depois de Diaz entrar na água, foi atingida por um raio.

Apesar de os serviços de emergência terem aparecido rapidamente, a menina de 22 anos não pôde ser salva. Ela morreu no local.

- Continue depois da Publicidade -

 

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Família e amigos prestam homenagens

 

- Continue depois da Publicidade -

“Katherine encarnou a alegria e a energia que tornam o surf tão especial e apreciado por todos nós”, afirmou a International Surf Association (ISA).

O ISA acrescentou que Díaz, que era uma embaixadora global, representou seu país nos Jogos Mundiais de Surf e no Campeonato Mundial Júnior de Surf da associação e enviou condolências a amigos e familiares.

O irmão de Katherine, treinador e juiz do ISA, José “Bamba” Díaz, divulgou uma mensagem no Instagram lamentando a perda de sua promissora irmã.

- Continue depois da Publicidade -

 

“Sempre amarei você, irmãzinha”, disse o surfista.

Yamil Bukele, presidente do Instituto Nacional de Esportes de El Salvador também compartilhou uma mensagem na qual expressou suas condolências:

“Estou muito triste com esta morte e me uno à dor que oprime sua família. Nossa solidariedade a ‘Bamba’ e a família do surf “, escreveu ele.

 

O mesmo já aconteceu com uma brasileira no surf

 

Não é a primeira vez que ocorre acidente semelhante, pois em 2019, a brasileira Luzimara Souza, líder do Campeonato Brasileiro de Surf 2019, morreu pela mesma causa poucos dias depois de estrear seu título como campeã.

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes