Conheça o Museu de Tecidos de Lyon na França

282

Lyon foi fundada em 43 a.C. com o nome de Lugdunum e era a capital da Gália, região Romana. Uma cidade antiga, com mais de dois mil anos de história e de cultura. Possui 24 museus e oferece uma série de eventos culturais durante o ano inteiro.

Classificada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO em 1998, Lyon e suas colinas gêmeas, Fourvière e Croix Rousse, fazem parte de um patrimônio Galo-Romano excepcional.

Através de um decreto do Rei François I, a cidade foi denominada capital da seda desde o século XVI. Hoje acolhe o Centro Francês do Têxtil, um verdadeiro laboratório de inovação para a indústria téxtil. O Museu dos Tecidos apresenta a história da seda em Lyon e da indústria téxtil em geral.

O Museu de Tecidos de Lyon faz parte de um conjunto arquitetônico que abriga também o Museu de Artes Decorativas, no entanto com acervos individualizados. O Museu foi criado pela câmera de comércio de Lyon e possui um dos mais ricos acervos sobre tecidos em todo o mundo, sendo um centro de referência. Possui cerca de 4000 anos de história de tecidos – dos egípcios, através de tapeçarias e roupas encontrados em túmulos durante escavações no final do século XIX, aos elegantes Carrés da francesa Hermés da década de 90 passada. A história não acaba, está sempre em movimento, e por isso o Museu não deixa de adquirir novas peças, seja comprando ou recebendo de doações peças com caráter histórico.


Túnica plissada em linho do Egito, Médio Império, por volta de 2000-1960 aC e  Tapete “polonês”ou persa. Pérsia, provavelmente Ispahan, do início do século 17 , feito a nós, algodão, seda, ouro e fio de prata

Esta coleção de tecidos é uma fonte de inspiração para criações contemporâneas. Oriente e Ocidente são os dois pólos das coleções do Museu. Tapeçarias egípcias, tecidos persas, tecidos bizantinos e muçulmanos e os tapetes da Ásia Menor refletem a essência da história das civilizações orientais. Sicília e as repúblicas italianas desempenharam um papel importante na origem da tecelagem de seda na Europa, seguido pelo rápido desenvolvimento da produção de seda francesa. À Produção de Lyon é dada um lugar de destaque pela sua história com a seda e pela própria localização do Museu. Vestidos e costumes completos da época real Francesa, do que se usava na época de Louis XIV, Rei Sol, às criações modernas de estilistas como do espanhol Paco Rabanne.

Robe com um projeto do dragão da China, século 20 em tafetá bordado, seda e fios de ouro. Segunda imagem é um Tabard da Itália, final século 16 feito de corte de veludo, fundo lamé, rendas, seda, lâmina de prata e fios de ouro.

Você também pode gostar!

“Brides de gala” em seda da Hermès, por Hugo Grygkar de 1957 feito em Lyon e  Vestido de bordados Pékin e seda da França, cerca 1780-1785

 

Robe à la française de cetim e brocado de seda da França, cerca 1740-1750 e vestido sem alças de Gazar em forma de uma lanterna chinesa, Paco Rabanne, 1996.

Excelente visita para quem gosta de moda e se interessa pela origem de seus materiais. Uma viagem pelo tempo e civilizações através do tecido, singelo meio de criação que é a base da indústria da moda, existente desde muito antes da moda por si mesma existir…

Conheça o site do Museu de Tecidos de Lyon

Por Fernando Figueiredo

Conheça outros museus dedicados à moda:

você pode gostar também