Uma visita ao F.I.T – Museu do Instituto de Moda e Tecnologia de Nova York


Assim como os museus exibem a história e a arte de todos os tempos e deleita o homem com conhecimento e beleza de diferentes períodos e estilos, o museu de Moda da F.I.T. em Nova York, hipnotiza e fascina os designers e apaixonados por moda.

No museu existem mais de 100.000 objetos históricos e contemporâneos incluindo 50.000 peças de roupas e acessórios datando de 1800 até o momento. Há peças criadas por Azzedine Alaïa, Cristóbal Balenciaga, Gabrielle “Coco” Chanel, Christian Dior, Halston, Charles James, Norman Norell, Paul Poiret, Yves Saint Laurent e Vivienne Westwood. Sem contar os designers conhecidos da atualidade como Rei Kawakubo da marca Comme des Garçons e Rick Owens que podem ser vistos e admirados no F.I.T.

Com cerca de 15.000 acessórios incluindo 4.000 pares de sapatos, alguns exemplares de Manolo Blahnik, Ferragamo, Perugia, e Roger Vivier; frascos de perfumes e chapéus; o museu detém ainda 30.000 amostras de têxteis datados desde o século 5 até o presente momento; 300.000 amostras de tecidos e 10.000 fotos de moda.

Inúmeras biografias de Designers podem ser acessadas no site, onde também é possível ver 350 objetos com zoom nos detalhes, além da descrição completa dos mesmos:  http://fashionmuseum.fitnyc.edu/code/emuseum.asp

No site do FIT você encontra fotos com zoom nos detalhes

O MFIT possui 3 galerias para exposições. A The Fashion and Textile History Gallery é a única exposição com objetos do acervo permanente com mais de 200 artigos de grande importância histórica e artística. A cada seis meses a exibição nessa galeria é completamente trocada, sempre cobrindo 250 anos de história do mundo da moda.

A Gallery FIT, também localizada no mesmo piso que a Fashion and Textile History Gallery, é dedicada aos estudantes e exibe Arte e Design dos alunos formados em maio de cada ano.

Related Post

E por fim a sala Special Exhibitions Gallery, onde acontecerá a exposição American Beauty, a partir de 06 de Novembro de 2009 a 10 de Abril de 2010.

O museu possui ainda um laboratório de conservação, um estúdio fotográfico e cerca de 30 funcionários especializados em conservar, documentar, exibir e interpretar a moda.

Exposição Gothic: Dark Gamour

No início de 2009 tive a chance de visitar a exposição Gothic: Dark Gamour, onde foram exibidos objetos e roupas com inspiração Gótica, quase tudo em preto, cor associado com morte, perigo, diabo e mistério. Hoje, a cor preta está mais relacionada ao simbolismo do erótico e da elegância – toda mulher deve ter um vestido preto básico!

Os looks eram expostos em uma sala com pouca iluminação, às vezes as luzes se apagavam e o olhar era direcionado para outro canto que subitamente recebia iluminação. Uma profusão de brilhos, cruzes, rendas e um certo grau de sadomasoquismo, já que algumas peças causavam sensação de desconforto mescladas com tons de vermelho representando o sangue. Essa dramaticidade tornou a exposição inesquecível.  Que tal um brinco feito de pé de galinha! Veja fotos da exposição.  http://www3.fitnyc.edu/museum/gothic/home.html

Atualmente uma exposição especial intitulada Fashion & Politics na Fashion and Textile History Gallery, está aberta ao público desde julho e vai até novembro de 2009, onde mais de 100 peças de vestuário, têxteis e acessórios sobre o tema Moda e Política mostram detalhes históricos da influência política na moda.

1) American Flag” vestido de algodão estampado de cerca de 1889, USA, presente de Stephen de Pietri

2) Vivienne Tam, Conjunto preto e branco em poliéster estampado com fotos de MAO, 1995, USA. Doado por Vivienne Tam

A exibição explora o tema do nacionalismo Americano. Quem tiver oportunidade de conferir a exposição verá, por exemplo, um vestido de 1889, estampado com motivos da bandeira americana, ou o vestido de chifon de Catherine Malandrino, chamado de Flag Dress. Ele foi usado por diversas celebridades e socialites para expressar patriotismo após a queda das torres gêmeas em 11 de Setembro de 2001 e novamente durante as eleições históricas de 2008 que culminou com a eleição de Obama como presidente dos EUA.

LaValle, sapatos vermelho, branco e azul em couro, estrelas de metal encrustado.  1938 – 1942, USA, doado por Carroll Cook

Localizado na Sétima Avenida entre as ruas 27 e 28 em Manhattan, o MFIT esta entre os três mais conceituados Museus de Moda do mundo, incluindo Musée de la Mode, o Mode Museum e o Museo de la Moda. Cerca de 100.000 pessoas visitam o museu anualmente.

Em sua próxima viagem a NY reserve parte do dia para visitar esse museu e conferir de perto a história da moda através dos looks ricamente preservados e expostos ao público. Veja mais informações sobre o FIT no site.

Visitas Guiadas

Se desejar visitas guiadas em português entre em contato para agendar com antecedência e saber mais informações pelo e-mail: denisepitta@hotmail.com .

OBS: As visitas guiadas não têm vínculo oficial com FIT.


Por Sue Schmitt

Conheça outros museus dedicados à moda:

Salvar

Sue: