Atriz, Claudia Jimenez morre aos 63 anos no Rio de Janeiro: “Obrigado por ter caminhado ao meu lado”

A família de Claudia Jimenez não divulgou a morte da atriz, que estava internada em um hospital da zona Sul do Rio de Janeiro

Claudia durante gravações da novela e também em uma viagem.
Compartilhe

Uma das maiores atrizes e comediantes do Brasil nos deixou no inicio dessa manhã de sábado, 20. A atriz Claudia Jimenez estava com 63 anos e de acordo com o UOL, ficou internada no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro. A causa da morte, no entanto, não foi divulgada pela família.

Desde 1986, Claudia Jimenez enfrenta problemas de saúde. Nessa época, Claudia chegou a procurar um médico após uma dor insistente não passar de jeito nenhum. Dessa forma ela descobriu que estava com um câncer maligno, atrás do coração.

A atriz chegou a ser desenganada. No entanto esse diagnóstico não se cumpriu. Ela se curou após várias sessões de quimioterapia e radioterapia. Contudo, o processo de radioterapia resultou num outro problema de saúde para Claudia. A humorista teve os tecidos do coração afetado e passou a tratar, dessa sequela.

Vem saber mais sobre a vida e a carreira de Claudia Jimenez.

Tratamento de saúde de Claudia Jimenez

Claudia participando do Encontro com Fátima.
A atriz enfrentava problemas de saúde desde 1986. Fonte: Globo

Desde 1986, Claudia Jimenez teve que ter uma atenção especial quanto a sua saúde. Mesmo assim, a atriz continuou trabalhando, com pausas maiores entre uma novela e outra. Após descobrir seu problema cardíaco a Claudia passou por 3 cirurgias.

A primeira foi em 1999, quando colocou cinco pontes de safena. A segunda, em 2012, para a substituição da válvula aórtica por outra, sintética. A terceira e última, em 2014, para botar um marca-passo.

“Quando eu falo para o meu médico: ‘Ô, radioterapia desgraçada!’. Aí ele fala: ‘Mas se não fosse ela, você já estava há muito tempo lá em cima, né?’. E é verdade, quer dizer, a gente tem sempre que agradecer em vez de reclamar.

Maturidade faz você ficar mais bacana. Às vezes, eu percebo que, internamente, não estou legal eu vou em busca de alguma coisa que me faça ficar legal. Tem gente que fala assim para mim: ‘Ai, como você é frágil’. Eu falo: ‘Frágil? Eu sou a pessoa mais forte que eu conheço’.

Chegam perto de mim e falam: ‘Vamos trocar válvula aórtica’. Eu falo: ‘Ok, vamos’. ‘Vamos fazer cinco pontes de safena’. ‘Ok, vamos’. ‘Botar o marca-passo’. ‘Ok’. Eu faço qualquer coisa para ficar aqui”- disse Claudia Jimenez em entrevista ao Fantástico, em 2014.

Vida e Carreira de Jimenez

Claudia Jimenez como Dona Cacilda na Escolinha do Professor Raimundo.
O primeiro destaque de Claudia na Globo em na versão da Escolinha do Professor Raimundo em 1990. Fonte: Globo

Claudia Jimenez nasceu em 18 de novembro de 1958. Filha de cantor de tangos e caixeiro viajante e uma enroladora de bala de coco, Claudia nasceu na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Antes de ser atriz, ela chegou a fazer um curso de especialização em maternal e jardim de infância. Todavia, a dedicação e o estudo ao teatro sempre correu em paralelo.

“Sempre fui palhaça, sempre. No colégio de freira me pagavam um chocolate, bala para eu não deixar de ir na aula de religião, porque quando eu ia era um divertimento só”- disse a atriz em entrevista.

Em 1978, estreou na peça “Opera do Malandro”, de Chico Buarque, em que viveu a prostituta Mimi Bibelô. Na sequência, o diretor Maurício Sherman, a descobriu e a convidou para Globo. Por lá ela trabalhou no humorísticos, “Os trapalhões”, “Viva o Gordo” e “Chico Anysio Show”.

Mas foi no início dos anos 90 que Claudia conquistou o público com seu primeiro personagem de destaque: a “Dona Cacilda”, da “Escolinha do Professor Raimundo”. Com seu bordão “Beijinho, beijinho, pau, pau”, Dona Cacilda arrancou muitas risadas do público.

“Não era nem propriamente pelo personagem, mas pelo que eu vivi ali dentro. Foram seis anos de gargalhadas”- disse Claudia sobre trabalhar com Chico Anysio e companhia.

Sai de Baixo e outras novelas

Claudia Jimenez em dois momentos: no Sai de Baixo e na novela Sete Pecados.
Além de humorísticos, Claudia Jimenez também trabalhou em novelas como “Sete Pecados” de Walcyr Carrasco, em 2007. Fonte: Globo

Em 1996 veio outro grande sucesso de Claudia Jimenez: a doméstica Edileuza, de “Sai de Baixo”. A dobradinha com Miguel Falabella foi perfeita e a atriz trouxe novos bordões como o “Ai meu Deus!” e o “Ohhhh”.

Apesar do sucesso, Claudia Jimenez ficou apenas uma temporada no humorístico “Sai de Baixo”. Todavia, a atriz chegou a ser convidada por Daniel Filho para participar do longa metragem, nas declinou o convite.

Além de humorísticos, Claudia também participou de grandes novelas na Globo. Entre elas, “Torre de Babel”, “América”, “Sete Pecados” e “Aquele Beijo”. Sua última novela foi em “Haja Coração”, onde interpretou a mãe da personagem de Tata Werneck e ainda voltou a contracenar com Marisa Orth, com quem trabalhou no Sai de Baixo.

Declaradamente bissexual, Claudia Jimenez viveu alguns romances ao longo da sua vida. De fato, Cláudia se relacionou com a personal trainer Stella Torreão, cuja relação terminou em 2008; assim como namorou os atores Rodrigo Phavanello e Todd Rotondi, além dos empresários Ricardo Nunes e Rodrigo Bonadio.

Com efeito, em 2010, Jimenez publicou em seu Twitter um desabafo sobre o preconceito quanto a sua condição sexual.

“Engraçado, quando eu estava namorando moças, minhas amigas hetero nuncam me discriminaram. Mas tem amiga gay que anda me discriminando agora… Eu não sou uma coisa ou outra!!! Eu sou alguém procurando pegar na mão da felicidade!!” – desabafou a atriz.

Despedida de Miguel Falabella

Ator Miguel Falabella abraça Claudia Jimenez.
Um dos grandes amigos e parceiros de trabalho de Claudia Jimenez foi Miguel Falabella. Fonte: Instagram

Alguns famosos usaram as redes sociais para se despedirem de Claudia Jimenez. No entanto, uma das homenagens mais emocionantes foi a de Miguel Falabaella.

“Fui procurar uma foto para ilustrar essa postagem e me deparei com uma vida. Agora, estou deitado, passando um filme na minha cabeça, tentando me agarrar às tantas gargalhadas que demos, ao prazer de atuar juntos, ao seu único e irreproduzível tempo de comédia”

Você estará para sempre usando aquele biquíni selvagem que nos ensolarou a existência, Claudinha. Hoje todas as homenagens são suas e os refletores de todos os teatros do Brasil reluzem para você.”

Obrigado por ter caminhado a meu lado nesta passagem. Betty Lago e Mercedinha certamente vão recebe-la em festa! A nós, resta a saudade e a responsabilidade de manter viva a memória do seu imenso talento! Te amo! Descanse em paz!”– declarou o ator.

  • Logo depois, nos siga no Google News e acompanhe as novidades de Pantanal e Ilha Record direto do seu smartphone. Basta clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News

Por fim, veja como a notícia foi dada no CNN:

Compartilhe

Stories

Matérias Similares