Chocolate: o amado e inimigo na Páscoa

63

Chocolate: o amado e inimigo na Páscoa

O chocolate é nosso queridinho durante o ano inteiro. Mas na Páscoa ele ganha um gostinho especial aqui no Brasil. Já tradição os ovos de páscoa recheiam os mercados e nosso dia a dia durante esta época. Porém, algumas vezes, a fartura de doces se torna um desafio para manter a alimentação equilibrada e longe de excessos. Principalmente quando o fator ansiedade está envolvido.

Mas o que fazer para ter controle?

O chocolate para muitos se torna um momento de fuga, pois sua substância libera endorfina. Responsável pela sensação de prazer, relaxamento e bem estar no nosso cérebro. Por isso, o seu consumo pode acabar saindo do controle. Estados de ansiedade ainda poder gerar um comer compulsivo. Com a oferta maior de chocolate por conta da Páscoa, isso pode se tornar um desafio.

Para aliviar esse sentimento podem ser utilizadas diversas estrategias. Como: meditar, praticar exercícios físicos, exercitar a gratidão e utilizar ativos naturais para auxiliar durante o processo. Um bom exemplo é o Saffrin.

Extraído do açafrão, o Saffrin modula a serotonina e outros neurotransmissores. Como GABA, Dopamina, Norepinefrina, além de possuir ação antioxidante. Assim, o ativo auxilia no aumento do bom humor, do bem estar e da saciedade, além de diminuir o estresse e ansiedade, o que, consequentemente, diminui a compulsão alimentar. Pode ser administrado em cápsulas e sachês e apresenta certificações ECOCERT, Kosher, Alérgenos Free e Gluten Free. Dosagem Usual: 90 mg, 2 vezes ao dia.

Você também pode gostar!

Um chocolate turbinado

Segundo a Claudia Coral, especialista em ativos da Galena as farmácias de manipulação conseguem manipular chocolates com 70% ou mais de cacau associados a ativos com propriedades específicas para a saúde, como o Curcuvail. O Curcuvail é originado da Curcuma longa, raiz amplamente utilizada na culinária e mundialmente conhecida por seus benefícios medicinais, como ação antioxidante, anti-inflamatória e de aumento da imunidade, entre outros.

Mas para ter os benefícios da cúrcuma, são necessários alguns cuidados para melhorar sua absorção pelo nosso organismo. A chamada biodisponibilidade. Isso pode ser feito manipulando a cúrcuma comum com outras substâncias, como a piperina, por exemplo. Ou pode-se pedir na farmácia de manipulação o uso do Curcuvail. Isso porque este ativo é produzido especialmente para que a cúrcuma seja corretamente absorvida sem a necessidade de produtos adicionais.

Outra vantagem da utilização do Curcuvail é em relação ao sabor: nem todos apreciam o gosto da cúrcuma e o Curcuvail, devido à maneira especial que é produzido, é insípido. Além disso, o Curcuvail se dissolve facilmente em água, facilitando sua utilização em diversas preparações, como shots ou até mesmo em sucos.

O Chocolate

Seus primeiros vestígios são de 1.500 a.C. na região do México, e vêm da civilização Olmeca. Posteriormente, foi utilizado pelos Maias. O cacau era cultivado e com suas sementes era feita uma bebida considerada sagrada. Amarga e geralmente temperada com baunilha e pimenta. Com o domínio espanhol foi levado para a Europa, onde era consumido de forma exclusiva. Já com a popularização da planta, os suíços misturaram o cacau ao leite originando o chocolate.

A especiaria foi muito apreciada e era considerada um item de luxo. Tendo no início do século XX o Brasil como o maior produtor de cacau do mundo.

você pode gostar também