Lavanda: 10 benefícios, história e tudo sobre o óleo essencial de lavanda!

Muito usada no mundo todo, a Lavanda traz benefícios para a saúde, beleza e muito mais! Fique por aqui e saiba mais sobre esta flor!

- Continue depois da Publicidade -

A Lavanda é um arbusto pequeno e florido, amplamente conhecido em todo o mundo. A planta faz parte da família das Lamiaceaes.

A popularidade da planta vem de sua ampla utilização, em diversos aspectos. Por exemplo, a espécie é usada para fins ornamentais, cosméticas e até mesmo fitoterápicas.

Assim, vamos saber tudo sobre a Lavanda? O que ela pode nos proporcionar e como pode ser usada no dia a dia?

 

  • Aproveite e nos siga no Google News para poder acompanhar o melhor da Moda, Beleza, Decoração, Autocuidado, Alimentos Curativos, Famosos, BBB 21 e muito mais  direto em seu smartphone. Para seguir É só clicar aqui e depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

Tudo sobre a Lavanda

 

 

- Continue depois da Publicidade -

Temos registros da  Lavanda, também conhecida como Alfazema, há mais de 2.500 anos. Obviamente, a erva não recebia nenhum destes nomes.

Há anos e anos, era conhecida, por exemplo, como: nardos, nurdus, nardo ou espicanardo.

- Continue depois da Publicidade -

De acordo com pesquisas, a planta tem a sua origem na região do Mediterrâneo. Além disso, na Índia e no  Oriente Médio e da Índia. Assim, com uma histórica que transcende 2.500 anos.

A História também nos mostra, que esta fantástica flor era uma erva sagrada entre povos antigos. No entanto, também já era usada pelo seu aroma suave, delicado e agradável.

Atualmente, este arbusto com lindas e delicadas flores tem ainda mais utilizações. Assim, a Lavanda é empregada na cosmética e beleza e até na farmacologia.

- Continue depois da Publicidade -

Fique por aqui e descubra tudo sobre a Lavanda!

 

 

Conheça os incríveis benefícios da Lavanda

 

 

A Lavanda pode ser usada in natura ou seca. Assim, pode ser ingerida.

Os benefícios da Lavanda, em forma de chás, sucos e xaropes, são:

  • Ajuda a tratar a insônia, a depressão, a ansiedade;
  • Alivia cólicas menstruais;
  • Auxilia no tratamento de doenças inflamatórias;
  • Alivia a dor de dente;
  • Combate náuseas, enjoos e outros problemas estomacais.

A pedidos, primeiramente, vamos conhecer um pouco mais de um produto feito com esta incrível planta: o famoso Óleo Essencial de Lavanda.

Em seguida, a curiosa e fascinante história desta planta  e muito mais!

 

 

 

 

 

 

 

 

O Óleo Essencial de Lavanda

 

Primeiramente, você sabe o que é um óleo essencial?

Bem, de acordo com a Just Naturally Healthy (dos Estados Unidos), óleos essenciais (como o Óleo Essencial de Lavanda) são composto sintéticos. Ou seja, além da componente principal (no caso, a Lavanda / Alfazema) são feitos por processos indústrias e farmacológicos.

Mas, assim como a erva pura, trazem diversos benefícios para a saúde e o bem-estar. São muito usados na Aromaterapia, mas tem muitas utilidades domésticas.

No caso do óleo essencial desta planta – um dos mais usados no mundo todo, seus principais benefícios são:

  • Ajudar no tratamento de problemas de saúde mental. Por exemplo: depressão, ansiedade, insônia, etc.
  • Combate a queda de cabelo;
  • Alivia dores de cabeça;
  • Combate náuseas e enjoos;
  • Ajuda a tratar irritações na pele, como alergias e dermatites.
  • Equilibra a oleosidade da pele, assim, evitando acnes.
  • Alivia dor de dente;
  • Ajuda a evitar o câncer, pois contém antioxidantes

 

 

 

 

Tipos de Óleo Essencial de Lavanda

 

Há algumas diferenças entre os tipos de óleos. Por exemplo, os  mais usados no Brasil são: o de lavanda francesa e o brasileiro.

O óleo com a planta de origem francesa (lavandula angustifolia ou lavandula officinalis) tem propriedades mais calmantes e sedativas. Isto, de acordo com a aromaterapeuta Priscila Torres.

Já o de origem brasileira (lavandula dentata), tem efeitos calmantes menos potentes. Enquanto possui mais propriedades estimulantes.

No entanto, os benefícios dos dois óleos de Lavanda são bem semelhantes. Assim, você pode optar por qualquer um dos dois, certo?

 

Como guardar o Óleo?

 

De acordo com o especialista Robert Tisserand, os óleos devem ser armazenados em frascos de vidro. De preferência, de cor escura e sempre fechado. No caso, a fim de proteger da à luz solar

Além disso, manter em ambiente com temperatura amena. Ou seja, não muito fria, nem muito quente. Assim, o ideal é manter o produto em ambientes com temperaturas entre 18 ° C e 30 ° C.

 

 

 

 

Breve História da Lavanda / Alfazema

 

Conforme já mencionado, a emprego da  Lavanda remonta a registros de mais de 2.500 anos. Por exemplo, os povos egípcios usavam a erva como ingrediente para processos de mumificação. Além disso, como perfume.

Os romanos também já conheciam a planta. Assim, já extraiam o óleo dos caules e flores deste arbusto. 

No Império Romano, se fazia o uso do óleo de Lavanda para cozinhar. Além, é claro de aromatizar os ambientes e durante o banho.

Tanto que o nome Lavanda vem do latim. Ou seja, deriva do verbo “lavare”, em português, “lavar”.

Os romanos, ainda, tinham na Lavanda, um excelente medicamento. A erva era usada para curar lesões e infecções, devido as propriedades antissépticas, cicatrizantes, bactericidas.

Enquanto isso, na França medieval e renascentista, mulheres da época alugavam roupas limpas. Estas, então, eram chamadas de “lavanda”.

Isso porque, as peças eram limpas e perfumadas com a planta. As roupas  eram colocadas para secar por cima dos arbustos das flores.

A Grécia Antiga também não poderia ficar de fora dos registros sobre a Lavanda. Esse povo antigo usava a planta como sedativo, a fim de ajudar no sono. Além disso, os gregos aplicavam as flores para aliviar dores.

Por fim, esta lendária planta também aparece na  Bíblia. No caso, com o nome de  “nardo”.

 

Lavanda na Bíblia

 

Por exemplo, no livro de João (capítulo 12), Maria unge os pés de Jesus com um caro “unguento de nardo”.  Assim, Jesus declarou que este unguento não podia ser vendido, mas, sim, reservado para o dia de seu sepultamento.

De acordo com o Espaço Aberto de Ciências, da USP, a planta ainda  foi um dos remédios durante a Grande Peste (Londres, no século XVII). Diz-se que quem protegeu as mãos com a erva, escapou da doença.

Além disso, a conta-se que a rainha Elizabeth da Inglaterra sempre exigiu conservas de Alfazema na mesa real.  Também, sempre lavandas frescas e floridas em sua residência real.

Temos também a rainha Vitória (Inglaterra, século 19). A rainha apreciava muito a Alfazema, assim a flor se tornou muito popular .

Um pouco mais tarde, a Lavanda se transforma em artigo comercial. Remonta os registros que foram os Shakres – um grupo cristão do século  século XVIII (Inglaterra) – foram os primeiros a cultivar a erva para o comércio em maior escala.

Com isso, a Lavanda chegou às Américas.  Assim, se tornando popular e apreciada por aqui, também.

 

 

 

rainha Vitória apreciava a Alfazema, de acordo com registros históricos
Rainha Vitória apreciava a Alfazema, de acordo com registros históricos

Usos práticos da Lavanda e do Óleo Essencial de Lavanda

 

Uso cosmético

 

Você sabia que esta planta ajuda na nossa beleza? Sim! Por exemplo, a Lavanda atua:

  • Na hidratação da pele;
  • Equilibra a oleosidade da pele, assim, prevenindo acnes;
  • Acelera processo de cicatrização de lesões;
  • Hidratação e fortalecimento dos cabelos e muito mais!

Isso porque esta espécie, de acordo com um estudo do Centro Nacional para a Saúde Complementar dos EUA, possui:

  • Tanino: uma substancia que altamente hidratante e tonificadora.
  • Propriedades antioxidantes: assim, evita o envelhecimento precoce.
  • Vitaminas: o que fortalece pele e cabelos.
  • Ação adstringente: limpando profundamente pele e cabelos e removendo impurezas.

Água de Lavanda para o Rosto

Você também pode gostar!

Esta receita caseira é simples de preparar, mas muito eficaz. Pode ser usada diariamente no rosto. Além disso, está indicada para todos os tipos de pele.

A Água de Lavanda caseira limpa a pele e desodoriza. Também hidrata, mas sem deixar a cútis oleosa.

  • 15 gotas de Óleo Essencial de Lavanda
  • 80 ml de água
  • 20 ml de soro fisiológico

 

Água de Lavanda para o rosto Tudo sobre a Lavanda
Água de Lavanda para o rosto Tudo sobre a Lavanda

 

 

Como fazer e usar?

 

 

Muito simples! Basta misturar os ingredientes. Em seguida, colocar em um borrifador.

Aplique no rosto até 3 vezes ao dia. Se preferir, pode guardar na geladeira.

 

Uso Fitoterápico da Lavanda e seus 10 Benefícios

 

Primeiramente, o que é, afinal, a fitoterapia?

Bem, de acordo com a Escola de Farmácia da Universidade São Camilo, Fitoterapia se trata do emprego de determinadas espécies vegetais tratamento de doenças. Isto, desde que a planta tenha efeitos farmacológicos.

E a Lavanda é uma planta com muitas propriedades fitoterápicas. Dessa forma, pode ajudar em tratamentos e aliviar sintomas de diversos problemas de saúde.

Conforme com um estudo científico da Universidade da Beira (Portugal), a planta contém componentes que comprovam as suas propriedades fitoterápicas.

Por exemplo, conforme o estudo, esta planta contém ácidos fenólicos, como flavonóides e taminas. Assim, tem 10 benefícios:

  1. Antiinflamatória;
  2. Anticarcinogênica (ajuda a evitar o câncer);
  3. Bactericida (combate bactérias);
  4. Antifúngica;
  5. Relaxante muscular;
  6. Calmante e sedativa;
  7. Antidepressiva;
  8. Cicatrizante;
  9. Inibidora da ação de picadas de insetos;
  10. Antiarteriosclerótica (ajuda a controlar a arteriosclerose – doença vascular crônica e progressiva); etc.

Dessa forma, perceba que esta sensacional flor pode ajudar em problemas de saúde diversos.

Por exemplo, uma maneira fácil e eficaz de usar esta planta é preparar o Chá de Lavanda. E para que ele serve?

  • Reduzir cólicas menstruais;
  • Usado com compressa, ajudar a cicatrização de lesões e aliviar picadas de insetos;
  • Ajudar a acalmar e a dormir e muito mais.

 

Receita do Chá de Lavanda

 

 

Basta ferver 1 xícara de chá de água com 10 g de Lavanda, ou seja, 1 colher rasa de sopa.

Depois de ferver por uns 5 minutos, tampe por 10 minutos, a fim de apurar a infusão.

Espere amornar, coe e beba em seguida.

Se quiser, adoce com um pouco de mel. Evite o açúcar.

 

Chá de Lavanda
Chá de Lavanda

Uso Ornamental

 

Além de todos estes benefícios da espécie, a Lavanda é um arbusto pequenino, florido e muito delicado. Dessa forma, pode se usado para decorar ambientes.

Além disso, ao ter essas flores em casa, você ornamenta os espaços e também usa a planta para fins cosméticos ou fitoterápicos.

A Lavanda resulta em arranjos lindos e que exalam um aromo fresco e muito agradável. As suas flores são pequeninas, porém, com cores marcantes.

As flores apresentam cores como lilás, roxa, magenta. Com isso, o ambiente fica lindo, não é?

E mais! Cultivar a Lavanda em casa é fácil! Basta alguns cuidados, como por exemplo:

  • Regar apenas quando a terra estiver com pouca umidade.
  • Adubação somente a cada 2 meses, pois a Lavanda possui seus próprios fortificantes.
  • Deixar o arbusto ao sol por cerca de 4 horas ao dia.

Vale destacar que esta planta gosta muito de sol, portanto, conforme mencionado, todos os dias ela precisa de 4 horas banho de sol, certo?

 

 

Lavanda para decorar a casa
Lavanda para decorar a casa

 

Lavanda na Aromaterapia

 

 

A Aromaterapia é mais uma técnica em que a Lavanda é muito empregada. Em especial, o Óleo de Essencial de Lavanda – devido ao seu cheiro ser concentrado.

Na Aromaterapia, o Óleo Essencial de Lavanda costuma ser usado como:

  • Incenso de Lavanda;
  • Aromatizador;
  • Para inalação;
  • Spray;
  • Banhos;
  • Massagens, etc.

Assim, a Lavanda na Aromaterapia é muito usada para:

  • Controlar o estresse;
  • Ajudar no sono;
  • Aliviar sintomas de problemas respiratório;
  • Diminuir dores de cabeça;
  • Proporcionar bem-estar em geral, como por exemplo: ajudando no tratamento de depressão, ansiedade, descontrole emocional, confusão mental, etc.

 

 

Tudo sobre a Lavanda e o Óleo Essencial de Lavanda: esclareça as suas dúvidas!

 

 

Por fim, confira as principais dúvidas sobre a Lavanda e o Óleo!

 

Qual a diferença entre a Lavanda e a Alfazema?

 

As duas plantas pertencem ao mesmo gênero. No entanto, A Alfazema se diferencia por ter floras mais largas. Além disso, florescer no Verão.

Já a Lavanda floresce, praticamente, no ano todo. Assim, a Lavanda costuma ser mais usada, devido a abundância de suas flores.

 

Há diferença entre a Lavanda e o Óleo Essencial de Lavanda?

 

 

Sim, conforme já mencionado no tópico sobre o óleo, ele é um produto modificado.

Portanto, por exemplo, o Óleo Essencial de Lavanda é empregado de forma tópica: uso cosmético, na aromaterapia e em soluções fitoterápicas.

Enquanto isso, a Lavanda pode ser ingerida e é usada de maneira ornamental.

 

Como usar o Óleo Essencial de Lavanda no dia a dia?

 

Acima, há algumas dicas para se beneficiar deste óleo. Porém, uma forma bem fácil é, por exemplo, pingar cerca de 5 gotas em travesseiros, roupas, etc.

Assim, você conta com todos os benefícios deste incrível óleo essencial.

 

A Lavanda pode ser usada por crianças?

 

Sim, porém, recomenda-se o uso apenas como Aromoterapia. Além disso, deve-se evitar a utilização em crianças com menos de 3 meses de vida.

 

Óleo Essencial de Lavanda X Gravidez

 

Primeiramente, as mulheres grávidas devem consultar um médico. Isso porque a Lavanda e o óleo essencial pode causar relaxamento no útero. Assim, pode não ser indicado na gestação.

 

Óleo de Lavanda tem validade?

 

Sim! Em geral, a validade varia de 2 a 4 anos. Confira na embalagem o prazo de validade.

Além disso, não compre se o fabricante não fornecer tal informação.

 

Animais de estimação e a Lavanda

 

Na forma de óleo essencial, não há problemas usar esta planta em animais de estimação.

Porém, não oferece, por exemplo, o chá das flores ou folhas de Lavanda para os pet’s, certo? Pode ser tóxico aos animaizinhos.

 

 

Fontes:
  • Health Line (História das Plantas – Lavanda).
  • Escola de Farmácia da Universidade São Camilo (Fitoterápicos).
  • Universidade da Beira – Portugal (Estudo químico da Lavandula).
  • Revista Jardins – Portugal (A História da Alfazema).
  • Centro Nacional para a Saúde Complementar dos EUA.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Análise Mercadológica do óleo essencial de Lavanda).
  • Just Naturallu Healthy (Óleos Essenciais).
  • Ole um Vitta (Lavanda – a queridinha da aromaterapia).
  • Revista Globo Rural (Símbolo medieval, Lavanda promove ecoturismo na França).
  • Lavandas (11 momentos históricos da Lavanda).
  • Universidade Federal de São João Del Rei (Óleo essencial de Lavanda –  Lavandula angustifolia). 
  • Bíblia Sagrada (Livro de João).

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes