No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2

Tudo o que é bom tem merece ser relembrado, por isso damos continuidade na nossa seleção de trilhas sonoras que marcaram épocas!

O Clone
Resumo: “Cultura muçulmana, clonagem humana e dependência química são os principais temas de O Clone, que tem como fio condutor a história de amor vivida pela muçulmana Jade (Giovanna Antonelli) com o brasileiro Lucas (Murilo Benício). A história tem início na década de 1980, quando Lucas conhece Jade no Marrocos. Filha de muçulmanos nascida e criada no Brasil, Jade foi viver com o tio após a morte da mãe, Sálua (Walderez de Barros). Os dois jovens se apaixonam à primeira vista, mas são impedidos de ficar juntos por causa dos costumes muçulmanos, defendidos com rigor pelo tio de Jade, o patriarca Ali. Sid Ali se agarra às crenças e à cultura árabe para arranjar bons casamentos para as sobrinhas Jade e Latiffa (Letícia Sabatella), que estão sob sua proteção. Para isso, ele conta com a ajuda da empregada Zoraide (Jandira Martini), confidente e cúmplice das meninas”, segundo o portal Memória Globo.

Trilha sonora marcante: Apesar do grande mix musical do universo islâmico e o pop, os nove meses de duração foram marcados pela música tema do casal Lucas (Murilo Benício) e Jade (Giovanna Antonelli) com ‘A miragem’ de Marcus Viana.

Leia também: No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 1

Pérola Negra

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: Oyo

Resumo: “Recém-nascida, Pérola é entregue a um internato de meninas na calada da noite. Crescendo no local, ela fica amiga de Eva, herdeira de uma empresa de cosméticos que foi para o internato por conta do ódio que sua avó sentia de sua mãe, já falecida. O tempo passa, Eva fica grávida e dá seu filho para que outras pessoas cuidem para evitar o escândalo, mas junto de Pérola fazem uma promessa: encontrarão o menino quando saírem da escola e o criarão. Uma fatalidade faz com que Eva morra e Pérola assuma seu lugar, o que será o estopim de muitos problema” segundo o portal Oyo.


Trilha sonora marcante: O grande marco de ‘Peróla Negra’ certamente foi a música tema de abertura ‘Tudo por nada’ interpretada por Paulo Ricardo.

Laços de família

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: Ofuxico

Resumo: “Manoel Carlos volta a escrever sobre o bairro do Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro, para falar de temas universais como as relações amorosas e familiares, em especial das que são construídas entre pais e filhos, com doses bem equilibradas de folhetim e realismo”, acompanhe na íntegra no site Memória Globo.

Trilha sonora marcante: Dentre alguns temas mais atuais abordados na novela de Maneco, a leucemia da personagem Camila (Carolina Dieckmann) filha de Helena (Vera Fisher) teve certo destaque. Não há quem não se lembre da música ‘Love by Grace’, de Lara Fabian, que tocava enquanto Camila raspava a cabeça?

Chocolate com pimenta

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: Inforum

Resumo: “Chocolate com pimenta foi inicialmente inspirada na opereta A viúva alegre, do compositor húngaro Franz Lehár.
– Trata-se de uma comédia romântica ambientada na década de 1920 na fictícia Ventura, uma pequena cidade cuja economia gira em torno da fábrica de chocolates e bolos artesanais Bombom, de propriedade do milionário Ludovico (Ary Fontoura).
A protagonista, Ana Francisca (Mariana Ximenes), é uma menina humilde, ingênua e romântica que, após perder o pai – assassinado por grileiros no sul do país -, vai morar em Ventura com uma parte da família que não conhece. Mesmo sendo uma espécie de “patinho feio” com seus vestidos pobres e penteados antiquados, a caipira chama a atenção do don juan Danilo (Murilo Benício), o rapaz mais bonito do colégio e a grande paixão da mimada Olga (Priscila Fantin), filha do delegado da cidade, interessada em fisgar aquele bom partido”, de acordo com o Memória Globo.

Trilha sonora marcante: A tradicional trilha de ‘Chocolate com pimenta’ ganhou interpretações diferenciadas de clássicos da música. Entre eles temos ‘Além do arco íris’ na voz de Luiza Possi, que nada mais é que uma versão de ‘Somewhere over the rainbow’, de Harold Arlen e Yip Harbung.

Caminho das índias

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: Adiencia da TV

Resumo: “Retratar peculiaridades da cultura indiana em contraponto aos hábitos e costumes do Brasil foi uma das premissas da autora Gloria Perez ao escrever Caminho das Índias, primeira telenovela brasileira a ganhar o Emmy International Awards. A história se passava na Índia e no Brasil, com duas tramas centrais em cada país, e investiu em campanhas sociais como a inclusão social dos doentes mentais e a educação familiar”, leia mais no Memória Globo.

Trilha sonora marcante: Apesar da temática da cultura indiana, ‘Caminhos das índias’ foi marcada pela música ‘Você Não Vale Nada’ do grupo Calcinha Preta, que era tema da adúltera Norminha (Dira Paes).


Novelas mexicanas

Usurpadora

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: No mundo dos famosos

Resumo: “Paola e Paulina são idênticas, mas não possuem nenhum parentesco, tampouco são parecidas em caráter. Paola está insatisfeita com sua vida de esposa e mãe e ao descobrir uma pessoa igual em aparência a ela, faz chantagem com a moça para que ela assuma seu lugar em sua família enquanto viaja com seu amante. Paulina, uma doce e bondosa mulher, aceita a situação e transforma a vida de todos enquanto fica no lugar de Paola. Mas muitos problemas vão se seguir a esse evento”, conforme o site Oyo.

Trilha sonora marcante: ‘La Usurpadora’ de Pandora com certeza é a música mais marcante da novela mexicana.

Maria do bairro

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2

Foto: Canal do Ibope

Resumo: “Maria é uma menina que mora com a madrinha no subúrbio. Quando a senhora morre, ela acaba indo trabalhar na casa de Luiz Fernando, um jovem que se encanta com ela, apesar do descontentamento de sua mãe, Vitória, e de sua prima, Soraya. A protagonista vai enfrentar muitas dificuldades para conseguir ficar com o homem que ama e, posteriormente, com seus filhos”, segundo o portal Oyo.

Trilha sonora marcante: A cantora Thalia empresta a sua voz para a música ‘Maria do bairro’ tema de abertura que leva o nome da novela.

Infantis

Carrossel

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: Blig

Resumo: “Carrusel (em português: Carrossel) foi uma telenovela de 375 capítulos produzida pela Rede Televisa em 1989, transmitida quatro vezes no Brasil pelo SBT. Conta a história de uma turma de crianças que descobre os prós e os contras da vida e procuram resolver seus problemas com alegria e descontração”, de acordo com o site Oyo.

Trilha sonora marcante: ‘Embarque neste carrossel’, a música tema de abertura da novelinha é, sem sombra de dúvida, o hit que marcou o início dos 90 e muitas gerações.

Chiquititas

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: Blog Luciana Mira

Resumo: “Um orfanato, um triângulo amoroso, crianças felizes cantando e dançando. Essa foi a fórmula criada em 1995 na Argentina pela produtora Cris Morena, e que foi batizada de “Chiquititas”. Uma fórmula de tão grandioso êxito, que mais tarde, em 1997, viria a ser utilizada pelo SBT na produção da versão brasileira da novela”, segundo o site Infan Tv.

Trilha sonora marcante: Por ser uma novelinha cheia de músicas alegres, cantantes e com coreografia seria impossível dizer que apenas uma música marcou, mas a canção de abertura ‘Remexe’ tem certo destaque.

Novelas que estão no ar

Araguaia

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: Tv Ibope news

Resumo: “A história da nova novela das 6 da Rede Globo se passa no interior do Brasil,  às margens do rio Araguaia. Antoninha (Regina Duarte), uma mulher de fibra, por volta de seus 70 anos, está gravemente doente, e será a responsável por uma reviravolta na vida dos moradores da região. Antoninha vive solitária em sua grande estância, dividindo seu espaço apenas com a fiel escudeira Aspásia (Flávia Guedes). Mas essa história promete mudar com a chegada de Fernando (Edson Celulari), seu único filho”, leia mais no portal Tv Globo Araguaia.

Trilha sonora marcante: O tema de Solano (Murilo Rosa) e Manuela de Araguaia (Milena Toscano), a música ‘Rios de Amor’ de Victor e Leo, embala os apaixonados de hoje.

Ti Ti Ti

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: Audiencia e Tv

Resumo: De acordo com o portal Memória Globo, “Ti-Ti-Ti traz uma trama bem-humorada, ambientada em São Paulo, que tem como fio condutor a rivalidade profissional, familiar e afetiva entre André Spina (Alexandre Borges) e Ariclenes Martins (Murilo Benicio), ou Ari, como é chamado pelos mais próximos. Os dois eram amigos de infância e sempre brigaram muito, travando incansáveis disputas pelas mesmas namoradas. O tempo passa, e Ariclenes não consegue se estabelecer profissionalmente, ao contrário de André, que se tornou um conceituado costureiro da sociedade paulista, conhecido como Jacques Léclair. Um dia os dois se reencontram e, motivado pela disputa com o inimigo de longa data, Ari resolve entrar no terreno profissional de André, acirrando a rivalidade entre os dois. Assumindo a personalidade do espanhol Victor Valentim, Ari se infiltra no mundo da moda com o objetivo de revolucionar a alta costura.” A novela é uma releitura de ‘Ti ti ti’ exibido na década de 80 com a junção do tema principal de Plumas e paetês.

Trilha sonora  marcante: Com o mesmo nome da novela, a canção ‘Ti ti ti’ de Rita Lee mostra que o sucesso da década de 80 continua atual.

Passione

No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 2
Foto: Vooz

Resumo: Segundo o site Cultureba, “Um filho desaparecido será o ‘plot’ da história. Será o segredo guardado a sete chaves por Bete Gouveia, protagonista vivida por Fernanda Montenegro. O sumido será Totó (Tony Ramos), um camponês viúvo que mora na Toscana (Itália). Na trama, Bete conhece seu marido, Eugênio (Mauro Mendonça), já grávida, mas o jovem apaixonado não hesita em assumir a criança. O bebê, no entanto, morre no parto. “Bete segue em frente. O casal constrói um império -a Metalúrgica Gouveia, especializada na produção de bicicletas e material esportivo- e tem três filhos. O que Bete nunca imaginou é que por trás do amor que o marido dedica a ela há um enorme segredo”, diz Silvio de Abreu para a jornalista Silvia Corrêa. No leito de morte Eugênio revela à mulher que seu primogênito pode estar vivo: ele não suportou a ideia de criar o filho de outro homem e deu a criança para um casal de empregados, que voltou à Itália. O segredo da família Gouveia é descoberto pelos vilões Fred (Reynaldo Gianecchini) e Clara (Mariana Ximenes), e a viagem da dupla à Toscana modificará a vida e os objetivos dos personagens centrais da trama.”

Trilha sonora marcante: Lenine novamente empresta a sua voz pra mais uma música de abertura, com ‘Aquilo que dá no coração’.

* Foto de abertura: Blog Series e novelas da TV

Leia também: No ritmo das novelas: As trilhas sonoras que marcaram época – Parte 1

Publicação: 23 de novembro de 2010

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
Schwanke_004-450x301
Com foco no público infantil, Schwanke Baby a∓ Kids monta estrutura diferenciada

Foi-se o tempo que moda era coisa apenas de adulto. Cada vez mais a criançada gosta de opinar sobre o...

Fechar