Amor nos tempos modernos

95

- Continue depois da Publicidade -

O Eddie sempre me manda textos lindos e tocantes. Entre eles estava este, que não fala de moda, mas fala de algo que nos toca profundamente e essencialmente por isso o coloquei aqui.

A moda cuida da aparência, ela expressa em formas e cores nossas verdades mais íntimas: o que somos, nossos sonhos, nossos desejos e entre os principais desejos está o amor !


“O amor não sobrevive aos ritmos da nossa modernidade. O amor exige tempo e conhecimento. Exige, no fundo, o tempo e o conhecimento que a vida moderna de hoje não permite e, mais, não tolera: se podemos satisfazer todas as nossas necessidades materiais com uma ida ao shopping do bairro, exigimos dos outros igual eficácia.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Os seres humanos são apenas produtos que usamos (ou recusamos) de acordo com as mais básicas conveniências. Procuramos continuamente e desesperamos continuamente porque confundimos o efêmero com o permanente, o material com o espiritual.

A nossa frustração em encontrar o “amor verdadeiro” é apenas um clichê que esconde o essencial: o amor não é um produto que se compra para combinar com os móveis da sala. É uma arte que se cultiva. Profundamente. Demoradamente.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/ult2707u29.shtml

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

- Continue depois da Publicidade -