Arquiteta Sabrina Wernicke afirma: Pandemia é oportunidade de recriar o dia a dia

Pandemia traz consciência sobre estilo de vida. Muda a forma de se relacionar com seus espaços, reconhecendo-se em suas casas e aprendendo a morar com elas próprias.

0 617

Foto de Arquiteta Sabrina Wernicke

Arquiteta Sabrina Wernicke reflete sobre o período de maior isolamento ocasionado pela pandemia do Covid-19. Para ela, esta pode ser uma  excelente oportunidade de recriar o dia a dia e  também ressignificar a casa e seus ambientes.

Essa constatação vem do fato, de que antes desses dias de isolamento, a maior parte das pessoas nunca parou para rever – por tanto tempo – sua relação com o espaço de sua própria moradia.

Adaptando o ambiente

“Alguns desafios, como separar os momentos coletivos da privacidade individual, criar espaços de lazer dentro de casa, saber manter a produtividade no trabalho em home office ou até mesmo desenvolver habilidades e passatempos adormecidos pela falta de tempo, podem ser solucionados com melhorias no âmbito da arquitetura e da reorganização de espaços”, diz Sabrina Wernicke.

Ela conta ainda, que comprovou suas observações quando postou uma foto com seu marido, o fotógrafo Gal Oppido, com uma furadeira na mão e contou que estavam adaptando o apartamento em que residem. “Foi curioso receber as mensagens de amigos querendo saber como estávamos melhorando nossa casa. No entanto, tenho certeza de que a mesma foto não teria a mesma repercussão meses atrás”, avalia Wernicke.

Confira também: Vai mudar de casa? Confira 21 dicas para organizar sua mudança.

Sala decorada da Arquiteta Sabrina Wernicke
Projeto assinado pela arquiteta Sabrina Wernicke

Ressignificação e  interpretações

Assim, a ressignificação da foto postada por Sabrina pode, desta forma, abrir caminho para outras interpretações. “As pessoas desejam um novo estilo de vida e de se relacionar com seus espaços. Querem se reconectar com suas casas, enfim, aprender a morar com elas próprias”, argumenta.

Para Sabrina Wernicke, outro aprendizado que se pode tirar é que o distanciamento social proporciona ainda,  a oportunidade de dar início a este processo de mudança.  Seja pela organização de um novo sistema para as residências que, portanto, simplifique a rotina, evitando-se contudo, perda de tempo e estresse.

Veja também: Make – Como organizar sua maquiagem em 15 passos.

Projeto de cozinha decorada por Sala decorada da Arquiteta Sabrina Wernicke
Projeto assinado pela arquiteta Sabrina Wernicke

 

Foco, disciplina e produtividade em home office

Passamos um período em que ainda está em vigor o distanciamento social e com muitas pessoas trabalhando em sistema de home office, além de estudantes que também estão tendo aulas on-line. Logo Sabrina destaca a  importância de se eleger um espaço dentro da própria casa para essas atividades.

O local pode ser pequeno, como ocorre, geralmente, em apartamentos de grandes cidades. No entanto, para residências com mais de dois moradores, o ideal é pensar em um lugar que possa ser fechado com portas para se garantir privacidade.

Já no caso de duas pessoas vivendo no mesmo imóvel, esses espaços de trabalho podem estar na copa ou até nos corredores.

Você também pode gostar!

Outra possibilidade, é a utilização de mesas retráteis que escondem uma área de trabalho, com encaixes dentro de um armário.  Ou ainda, trocar o criado-mudo por uma mesa são algumas possibilidades que podem contribuir para solucionar um projeto de home office que permita manter foco, disciplina e produtividade, seja no desempenho das atividades profissionais ou na execução de trabalhos escolares.

Cozinha pegada retro - Projeto assinado pela arquiteta Sabrina Wernicke
Projeto assinado pela arquiteta Sabrina Wernicke

Nova consciência de consumo 

O momento de pandemia, segundo a arquiteta, forçou a viver com menos em todos os setores da vida. “Se pensarmos em nosso mundo atual da casa, tornou-se prioridade criar um sistema de organização que simplifique a rotina.

Desta forma, os moradores  desejam autonomia e praticidade para encontrar algo ou onde guardar. Querem saber rapidamente, os itens necessários para repor na despensa de alimentos. Em resumo, praticidade! Ter o necessário, lembrando que quanto menos coisas para tomar conta (limpeza ou manutenção), mais tempo terá para si ou para a família.

Portanto, neste panorama, tanto a decoração, como a organização de ambientes têm encontrado a semente da vontade de mudança. Desejo que já vinha germinado em muitas pessoas.

Este momento, mais do que mostrar uma oportunidade para rever o consumo, convida também a assumir uma posição mais consciente com a própria essência humana e com o planeta”, afirma Sabrina.

Projeto de loja assinado pela arquiteta Sabrina Wernicke

Pequenas adaptações, grandes mudanças

Por fim, em sintonia com os ensinamentos de Marie Kondo (escritora japonesa e especialista em organização pessoal). Sabrina também acredita que é saudável rever os itens materiais para identificar que, se eles não tornam as pessoas felizes, devem ser descartados. “Sinto que, muitas vezes, temos objetos que poderiam ser ressignificados ou pela função, pela composição estética ou por sua ordenação no espaço”, finaliza.

Veja também: Por dentro da casa de Bruna Marquezine no Rio de Janeiro.

Sobre Sabrina Wernicke

Nascida em Buenos Aires, com origens espanhola e alemã, Sabrina chegou ao Brasil ainda criança em 1986. Na capital paulista cursou a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Mackenzie, onde a influência da arquitetura japonesa de Tadao Ando, em companhia dos mestres da Bauhaus e do modernismo brasileiro em figuras como Niemeyer e João Filgueiras Lima, são até hoje uma fundamental inspiração para seus projetos.

Já formada, viveu em Barcelona, onde fez parte da equipe do Estudio de Interiorismo AM_Asociados desenvolvendo projetos e acompanhamento de obras comerciais, residenciais e na área de Retail por toda a Espanha.

De volta ao Brasil, precisamente a São Pulo, iniciou sua trajetória própria, inclusive em trabalhos colaborativos com outros arquitetos e escritórios, na sua maior parte em projetos de arquitetura de interiores e gestão de obras.

Por fim, tem uma relação muito próxima com a arte contemporânea paulistana – artistas plásticos, grafiteiros, designers de moda, entre outros. Sabrina estabelece ainda, parcerias com esses profissionais que estimulam seu processo criativo e colaboram para o exercício de uma arquitetura que busca funcionalidade, essência e estética.

Instagram: @sabrinawernickearquitetura

você pode gostar também