Você já pensou em trocar o piso da sala mas ficou com preguiça só de pensar no quebra-quebra e a sujeira que faria? Este problema é muito comum em quem mora em casas antigas, onde o chão pode estar arranhado ou já sem brilho. Portanto, reunimos alguma soluções para você conseguir transformar seu cômodo sem se preocupar com a reforma.

Como resultado, a redecoração ficará muito mais simples, rápida e barata. Sendo assim, continue lendo e anote todas as dicas. Afinal, elas foram elaboradas em parceria com a Habitíssimo, que é especialista em serviços de reforma.

1. Piso de PVC

Se o objetivo for reformar sem gastar muito, o piso de PVC com certeza é a melhor opção.

Além do preço baixo, a instalação é rápida e, dependendo do tamanho do cômodo, é feita em um dia.

Hoje em dia, existem diversos tipos de acabamento e formatos desse tipo de piso. Ademais, a qualidade não deixa a deseja. Afinal, eles são antideslizantes, impermeáveis e são silenciosos, o que acaba sendo uma excelente opção para quem mora em apartamento.

Por outro lado, o piso de PVC é bastante sensível a abrasão e arranhões. Portanto, nada de arrastar as cadeiras.

Sendo assim, esta opção é favorável para quem mora em casas alugadas e não quer uma solução definitiva e não se importante com qualidade a longo prazo.

2. Cimento queimado

Sala com cimento queimado.
Fonte: @apto41

Se você acompanha as matérias de decoração do Fashion Bubbles, já sabe que o cimento queimado está em alta. Além de ser uma solução prática para transformar um cômodo, o material utilizado é super resistente ao desgaste.

“Sua aplicação requer ajuda profissional, mas garantimos que, em dois dias, terá um piso novo sem retirar nenhum saco de escombro e sem quebrar um ladrilho. E se a manutenção te preocupa, pode ficar tranquilo, por ser um material sem juntas e totalmente impermeável a limpeza por ser feita facilmente com água e sabão neutro”, explicam os especialistas da Habitíssimo.

O cimento queimado é utilizado em áreas internas e externas da casa. Além disso, os estabelecimentos e hotéis estão investindo cada vez mais nesse piso.

3. Decks modulares

Por outro lado, se o objetivo for renovar a área externa da casa, como a área de lazer, terraço, varandas ou quintais, os decks modulares são são os indicados.

Existem dois principais materiais que são utilizados para produzir o deck: madeira ou resina. Portanto, esse critério pode ficar à gosto dos moradores.

A facilidade na instalação e a resistência à água são os principais critérios para que o deck modular esteja nessa lista.

“Além disso, são antideslizantes e muito rápidos de instalar graças ao seu sistema click ou de encaixe macho/fêmea. Uma opção muito versátil tanto para interiores quanto para exteriores”, orientam.

Entretanto, é importante a contratação de um profissional para a instalação desse tipo de piso.

  • Aproveite e nos siga no Google News para para saber tudo sobre Moda, Beleza, Famosos, Décor e muito mais. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News!

4. Piso vinílico

O piso vinílico revolucionou o modo de instalação de pisos de madeira. Se antes era necessário ter uma cola especial para fixação do revestimento, hoje isso pode ser feito, literalmente, com um clic.

Ademais, existem diversos tons, formatos e preços para escolher de acordo com o gosto e bolso dos moradores. Algumas das vantagens do piso vinílico é a resistência à umidade e ser antifungos.

Como resultado, ao contrário do piso laminado, o vinílico é indicado tanto para cozinhas quanto para banheiros.

Uma dúvida comum na hora de colocar um revestimento por cima do piso original da casa é em relação a altura do chão e a porta. Porém, este tipo de piso é tão fino, que não há com o que se preocupar em ter que cerrar a parte de baixo da porta para conseguir fechá-la.

Entretanto, é preciso estar atento às irregularidades e o nivelamento do piso original.

5. Pintura

Já pensou em pintar o piso original ao invés de trocá-lo? Além de ser uma opção mega econômica, é um trabalho que pode ser feito ao estilo “Faça você mesmo” (DIY).

Porém, é preciso comprar o produto certo. Afinal, cada base exige um tratamento específico. Por isso, é importante conversar com um profissional da área antes de comprar o material.

Além disso, a quantidade de tinta deve ser levada em consideração. Dificilmente uma única camada será o suficiente para chegar no tom desejado. Portanto, esteja preparado para comprar mais do que uma lata.

6. Porcelanato ou cerâmica

Estes revestimentos estão entre os mais vendidos da atualidade. Isso porque existem diversos modelos, cores e texturas para escolher. Além disso, é possível também encontrar simulação de outros materiais como o cimento queimado e a madeira, por exemplo.

“As cerâmicas e os porcelanatos podem ser aplicados sobre elas mesmas e também existem modelos de 3 mm de espessura, sem interferir muito no nível do cômodo”, diz a Habitíssimo.

7. Piso laminado

Visualmente, o piso laminado é bastante similar ao piso vinílico.

“A variedade desse material é extensa em qualidade e preço. Sua espessura vai desde os 6 mm aos 12 mm (o que pode exigir que as portas sejam adaptadas. São fáceis de instalar (na maioria das vezes contam com sistema click e são aplicados sobre uma manta), econômicos e, além disso, muito duradouros”, explicam.

Por outro lado, apesar de não ter problemas de umidade, o revestimento não é indicado para banheiros e cozinhas.

Sendo assim, é importante avaliar qual o estilo de vida e as necessidades do cômodo antes de escolher o piso ideal.

  • Você também pode gostar Pastilhas: tipos e fotos do revestimento que nunca sai de moda

8. Resina epóxi

A resina epóxi é uma excelente opção para renovar o piso de todos os cômodos da casa. Afinal, ela cobre todos os tipos de revestimento, exceto o assoalho de madeira.

Além disso, é perfeita para ambiente grandes pois não precisa de rejunte. Como resultado, oferece um acabamento contínuo e sem emenda.

Conclusão

Existem diversas opções para redecorar o piso da casa, sem precisar quebrar o chão e fazer a maior bagunça. Por fim, a maioria das ideias apresentadas são de soluções que podem ser feitas em um ou dois dias.

Portanto, estude sobre qual a melhor opção para a sua casa e seu cômodo e comece hoje mesmo sua reforma com economia e qualidade.

  • Em seguida, leia também Azulejo: aprenda a transformar o revestimento em decoração