O caso Nego do Borel e a versão de Dayane Mello

- Continue depois da Publicidade -

E agora bebê? A Internet urrou alto e o jurídico da Fazenda 13 optou por apresentar  neste  sábado (25/09) a versão do “outro lado da moeda”. Um dos lados, o de Borel, viralizou nas redes. Enquanto o outro,  ainda andava meio ausente, inclusive no PlaPlus,  onde o programa pode ser acompanhado em tempo real.

 

Dayane e sua versão dos fatos

 

Dayane Mello havia sido chamada, a princípio, longe das câmeras para apresentar explicações sobre o ocorrido.
Lembro de tudo, não houve abuso, acho normal, foram algumas das respostas às perguntas sobre: Se sentiu constrangida? Foi abusada? Estava consciente? E por aí vai…

Parece que ficaria até barato para o Nego do Borel, afinal, no dia seguinte os dois ainda ficaram coladinhos até com brincadeiras na piscina, era a vida que seguia.

Apesar de dizer que se lembrava de tudo, inquirida em relação aos alertas dos peões, sobre se queria ou não, estar na mesma cama do Borel, Dayane disse não se lembrar. Quando questionada sobre a recusa de alguma investida sobre o pretexto de ter uma filha, também não se lembrava.

 

- Continue depois da Publicidade -

 

Não é não

 

- Continue depois da Publicidade -

Justo nestas questões, o caldo entornou. E, é claro um histórico antecedente de Borel, além da promessa de num reality show mostrar “quem realmente era” pesou, e muito.

Na Internet, que é onde o fervo realmente acontece, o mundo girava entre a condenação tanto da Dayane, quanto do Borel, justificativas para cá e para lá. Como bem sabemos todas as versões têm suas irrefutáveis razões.

No entanto, na semana anterior já havia ocorrido uma confusão danada – Borel jogou coisas na parede e forçou um beijo – versão de abuso que foi igualmente minimizada pela própria Dayane e que também dividiu opiniões dentro e fora do programa.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Para alguns, se ela própria dizia que que não houve abuso, o veredicto é de que não houve abuso e assim foi. Só não se esperava que o drama não ia ficar por isso mesmo, e, que este só se tratava de um primeiro capítulo…

Neste novo quiproquó, o “fogo no feno” se alastrou. E mesmo as declarações (até então em off) de Dayane, não foram suficientes para aliviar a culpa do Borel. Aqui do lado de fora, o incêndio ardia. E quando os comentários chegaram ao ponto de associar o TikTok e Ambev, patrocinadores do programa, como coniventes com o abuso, a coisa toda teve que ser revolvida rápido, beem rápido.

 

Começando quente

 

Que semana confusa para a Fazenda 2021, uma eliminada (Liziane), uma desistente (Medrado) e um expulso (Borel)! A produção vai ter que usar de muita criatividade para superar estes inesperados acontecimentos e os que vierem, mesmo porque, o programa só está no comecinho. Tudo isso foi bom ou ruim para a Fazenda 13? É fato que bom ou ruim, o canhão de luz se voltou toda para o reality e seus peões. Torcemos para que o programa seja mais divertido e menos jurídico.

 

Qual o aprendizado?

 

Em contrapartida, tirando o barraco de lado, este caso traz à tona uma questão de consciência que tantas e tantas vezes é ignorado tanto pelo abusador, como pelo abusado. Dayane, nas duas vezes, não viu nada de mais, foi tudo normal. Isso basta para absolver o abusador? Isso deixa de torná-la uma vítima inconsciente em ser abusada?

Pode não ser o caso, mas quando a pessoa é um abusador contumaz, assim o é no trabalho, na vida social e privada. E atribui esse infortúnio a falta de sorte. Como se não dependesse dela o entendimento e a reação para reverter o quadro.

Quantas são as cenas que vemos, nas ruas e mesmo com vizinhos e conhecidos, em que tanto o abusador e abusado classificam como: “É normal”.

Tomara que mais este caso sirva para que alguém que esteja nesta condição, se veja e comece a pensar a respeito.

Enfim, sobre qualquer discussão e suas versões – todas sempre cheias de razões – o que define o certo e o errado é a lei. E neste caso, quando alguém está inconsciente a regra é clara: não é não. E sim também é NÃO. Capit?

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes