BBB – Eliezer revela que julgava BBBs que “iam para debaixo do edredom”: “nunca é bem-visto”

Durante entrevista, Eliezer disse que não via com bons olhos participantes do BBB que iam para debaixo do edredom no programa

Eliezer está falando tudo sobre seus quase 100 dias de confinamento do BBB. Fonte: Reprodução/Globoplay

Você achou que Eliezer foi o “pegador” do BBB 22? Pois muita gente acredita que o brother é quem foi “pego” pelas sisters, Maria e Natália. Isso porque, as participantes mostraram muito mais “garra” e “atitude” na hora do “vamos ver”. Mesmo assim, Eliezer teve uma participação fundamental nessas tramas românticas, visto que “seu charme” encantou muitas pessoas no confinamento.

Contudo, durante entrevista ao “Podcast BBB Tá On”, o ex-brother revelou que jugava participantes que iam para debaixo do edredom nesses programas. Além disso, Eliezer acreditava que ficar com mais de uma pessoa no confinamento não seria legal para sua imagem, nem para sua família e tampouco agradaria o público,

“Essa questão de ir para passar o rodo, eu não tinha essa intenção. Eu assisti ao Big Brother por muitos anos e eu sempre achei que o cara que pega geral nunca é bem-visto. O meu objetivo, eu imaginava ficar com alguém, mas eu não imaginava que eu ia para o edredom. Eu tinha medo do edredom. Medo do que as pessoas iam pensar e, principalmente, a minha família que estava me assistindo” – confessou Eli.

Eliezer sem vergonha?

Eliezer voltou a falar sobre seus romances dentro do BBB 22. Fonte: Reprodução/Instagram

Todavia, Eliezer percebeu que a vergonha, seus preconceitos e seus limites iriam trava-lo ao longo do BBB. E dessa forma, ele poderia acabar virando uma planta, ou pior, não ser ele mesmo. Dessa forma, o ator decidiu “se jogar” no programa. Ele revelou o que o estimulava a ficar mais “soltinho” no confinamento.

Logicamente, Eliezer falou sobre seus romances dentro da casa. Na opinião do ex-brother, seus relacionamentos com Maria e Natália foram bem destintos.

“A minha relação com Maria foi uma coisa muito pontual, a gente já estava construindo uma relação de lealdade e aliados, estávamos mudando a chavinha para começar a jogar juntos. Teve a questão sexual, mas foi pontual” – afirmou Eli.

Related Post

De fato, o envolvimento com Natália teve mais complicadores ao longo do programa. Isso pelo motivo que a sister se mostrou mais ciumenta. Bem diferente do estilo de Maria. E para piorar, nas festas Eliezer ficava cada vez mais soltinho, o que irritava a sister.

E o futuro com Natália?

Eli já tomou café com Ana Maria e deu diversas entrevistas. Fonte: Reprodução/Instagram

Em outra entrevista, Eliezer disse que nunca alimentou esperanças de que seu relacionamento com Natália dentro do BBB, seguisse após o reality.

“É muito novo para minha vida e para a vida dela. Eu vi a Nat na Sapucaí e fiquei superfeliz. Ela deve estar sendo gigante aqui fora também. Mas a gente já tinha conversado, na casa, que o que tivemos iríamos manter lá dentro. E quando saíssemos, seria outra história” – relembrou Eli.

De fato, desde que saiu, Natália está tão atarefada com compromissos e eventos que nem tocou mais no nome de Eliezer. Natália foi destaque da escola de samba Beija Flor de Nilópolis, em um carro alegórico. Além disso, a sister também já gravou propaganda para as Lojas Americanas.

  • Logo depois, nos siga no Google News e acompanhe as novidades do Big Brother Brasil 22 direto do seu smartphone. Basta clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News

Enquanto isso, veja o que os comentaristas do UOL falam sobre os desdobramentos da reta final do BBB 22:

Mozuka Braga: Mozuka Braga é formado em Rádio e TV pela FAPCOM, em 2010. Também fez Pós-Graduação em Gestão e Produção de Vídeo em 2016 na FMU. Fã de novelas e programas de TV, sempre teve um olhar atento a tudo o que acontece no mundo dos famosos. Também é formado em Artes Cênicas e fez tecnólogo em Publicidade. Para ele comunicação é tudo.