Vestidos Verão 2016 nas passarelas da SPFW

136

Os vestidos fazem sucesso o ano todo, mas é no verão que eles têm o seu reinado. Na SPFW Verão 2016 pudemos dar uma olhada no que a estação reserva para a moda. Chamou a atenção a cartela de cores, praticamente sincronizada em todas as passarelas: muito branco, preto e branco, azul em diversos tons, incluindo o pastel, e um toque de amarelados. As estampas gráficas também se repetiram, assim como as florais – destaque para a estamparia 3D, que causou um certo rebuliço na semana de moda.

Na Acquastudio a inspiração veio das cerejeiras. Delas saíram vestidos super delicados, cores pastel e aplicação de flores, criando uma estampa 3D. Toques de sensualidade também pontuaram a coleção.

 Vestidos Verão 2016 com inspiração nos anos 50 e 60 na Acquastudio, que também apostou na estampa 3D.

A passarela da Animale veio cheia de apostas certeiras para o Verão 2016 – branco, preto e branco e geometrias. É um sportswear sofisticado que tem um cheiro bem forte de anos 90, sem perder a sensualidade.

 Geometria, preto e branco e total branco no desfile da Animale

No desfile da Colcci o foco mesmo era a grande despedida da Gisele Bündchen das passarelas. Entretanto, quem prestou atenção ao desfile pode ver looks com inspiração na música “Flower Punk”, do Frank Zappa, o que rendeu uma coleção com jeitão dos anos 70. Os vestidos apareceram fluidos, leves e soltos, com aplicação de rendas transparentes e modelagem trapézio.

  Vestidos Verão 2016 com perfume dos anos 70 na Colcci

Na GIG Couture os vestidos apareceram com um perfume dos anos 50 e faziam referência às pinturas e arquitetura art noveau de Mackintosh. Trabalhados no tricô, o trabalho da cartela de cores nas estampas criaram um efeito tridimensional.

  Vestidos Verão 2016 da GIG Couture.

  Vestidos Verão 2016 inspirados nos anos 50

Giuliana Romanno apresentou um trabalho belíssimo com transparências e tecidos fluidos, brincando com geometrias e sobreposições. Os cintos grossos complementavam os looks, ora marcando a cintura, ora descendo para o quadril, numa sensual referência aos anos 20.

 Transparência, fluidez, estampas óticas e muito azul no desfile da Giuliana Romanno

Para sua volta às semanas de moda depois de um hiato de cinco anos, Isabela Capeto fez uma coleção inspirada no ritual de renovação e nas praias do Rio de Janeiro. As peças contam com estampas florais, que remetem às oferendas, e trazem escamas, conchas e búzios de verdade em bordados.

Você também pode gostar!

  Vestidos Verão 2016 Isabela Capeto

  Vestidos Verão 2016 – Isabela Capeto volta às passarelas

  Vestidos Verão 2016 Isabela Capeto na SPFW

Com inspiração na Costa Rica, Patricia Vieira mais uma vez trouxe um trabalho impressionante feito com couro. No Verão 2016 as peças foram todas pintadas à mão por Kláucia Badaró, que assinou todas as estampas artesanais da coleção.

 Vestidos de couro da Patricia Vieira para o Verão 2016

Ronaldo Fraga, sempre exaltando a moda e as belezas brasileiras, fez uma coleção inspirada em sereias – mais especificamente as sereias da Paraíba, de um projeto de artesãs que criam acessórios a partir de escamas de peixe. Entre os destaques, o lindo vestido curto de franjas azuis.

  Vestidos Verão 2016 Ronaldo Fraga

A Sacada trabalhou um futurismo retrô, meio pop art, meio op art. As modelagens tem perfume anos 60, as peças são mais estruturadas e juntas ao corpo. Nas estampas, muitos grafismos e elementos geométricos.

 Vestidos Verão 2016 – Futurismo  retrô da Sacada

Sacada 74g Sacada 47d Sacada hg

 Vestidos Verão 2016 – Futurismo  retrô da Sacada

Têca por Helô Rocha foi buscar sua coleção nos orixás da Bahia, na crença do Candomblé e do Axé. O resultado foram vestidos incríveis, cheios de renda, crochê manual, bordados, franjas e pedrarias. Uma das mais belas coleções da SPFW Verão 2016.

  Vestidos Verão 2016 – Rendas, crochê manual, bordados, franjas e pedrarias na coleção da Têca.

Fotos: FFW

você pode gostar também