· ·

Drest – Novo app para os apaixonados por moda e luxo

Criado pela editora de moda veterana Lucy Yeomans, Drest é um app que une styling, compras e, é claro, diversão. Inteiramente pensado para os apaixonados pelo universo fashionista, a premissa é envolver o usuário em desafios luxuosos.

Compartilhe

Criado pela editora de moda veterana Lucy Yeomans, Drest é um app que une styling, compras e, é claro, diversão. Inteiramente pensado para os apaixonados pelo universo fashionista, a premissa é envolver o usuário em desafios luxuosos.

Tudo sobre o Drest, o app que leva o luxo para o universo virtual

Drest – Imagem via Vogue Business

Recém lançado, o Drest é uma criação de Lucy Yeomans, ex-editora da Harper’s Bazaar UK. Agora, ela está apostando que o acesso à seleção da Farfetch e os desafios patrocinados pela Gucci convencerão os usuários a pagar por bens virtuais.

No jogo, você veste avatares foto-realistas com looks recém saídos das passarelas, além daqueles disponíveis na seleção da Farfetch. Além disso, desafios de estilo deixam tudo mais emocionante.
É possível escolher locações, criar o styling, dirigir as fotos e, depois, colocar o seu trabalho para ser votado pelos demais usuários.

Look Gucci criado no aplicativo Drest.

Recentemente, a startup de 75 pessoas recrutou 100 marcas, incluindo Gucci, Prada, Stella McCartney, Valentino e Burberry. Seis marcas de luxo italianas se inscreveram meia hora depois do lançamento diz Yeomans. A lista de espera para acesso antecipado ao Drest já está aberta e o lançamento completo está previsto para 2020.

Pleated Jeans Modelo com cintura plissada é o hit do momento

Como funciona o Drest?

Tela inicial do app Drest

O aplicativo Drest é gratuito para download, mas microtransações pagas são incorporadas ao jogo. Os usuários começam com um orçamento virtual de U$ 15.000, que podem gastar em roupas, maquiagem e acessórios. Cada pacote adicional de U$ 5.000 custa U$ 3,99.

Para melhorar ainda mais, a Drest fez uma parceria com a Farfetch, digitalizando o inventário da empresa de comércio eletrônico para roupas no jogo.
Além disso, os usuários também podem comprar versões reais do produto da Farfetch no aplicativo. A Gucci também está patrocinando desafios que caracterizam seus produtos. No entanto, ambas as empresas se recusaram a comentar esta história para o site Business of Fashion.

Leia mais:
+ COLEÇÃO.MODA – INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL (IA) ANTECIPA TENDÊNCIAS E AUTOMATIZA PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES
+ TUDO SOBRE FASHION++, A FERRAMENTA DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL DO FACEBOOK

Marcas de luxo apostam em apps e versões digitais de suas roupas

No Drest, você pode usar todo o inventário da Farfetch para criar seu styling.

O Drest está sendo lançado em um momento em que a indústria de jogos está com tudo, marcada para atingir lucro de U$ 152 bilhões até o final deste ano.
Jogos para celular representam U$ 68,5 bilhões desse total. E, embora historicamente, a cultura de jogos tenha sido dominada por homens, as mulheres se tornaram um grupo demográfico crescente no espaço. 65% das mulheres nos EUA jogavam jogos para celular, de acordo com uma pesquisa de 2017 do Google Play.

Milennials e Geração Z são o foco do app Drest


No entanto, o mercado de jogos com temática de moda ainda é fraco: estima-se que Kim Kardashian: Hollywood e Covet Fashion obtenham receita de cerca de US $ 30 milhões e US $ 60 milhões por ano.

Agora, as marcas passam a enxergar os jogos como uma maneira de comercializar para os Milennials e os compradores da Geração Z. A ideia é que, mesmo aqueles que não consigam comprar produtos de grife poderão comprar seu equivalente virtual.

Compartilhe

Newsletter

Inscreva-se em nosso newsletter e receba diretamente em seu e-mail artigos exclusivos, dicas de beleza imperdíveis e as últimas novidades dos reality shows mais badalados. Não perca a chance de estar sempre à frente, conhecendo as tendências e segredos que só os verdadeiros conhecedores do universo fashion e do glamour dos realitys têm acesso!

Não fazemos spam! Leia mais em nossa política de privacidade.


Últimas notícias