Ana Furtado fala da luta contra o câncer de mama: “descobri em um exame de rotina”

Ana Furtado abriu o “É de Casa” desse sábado (2) para falar da luta contra o câncer de mama que enfrentou em 2018

- Continue depois da Publicidade -

A apresentadora do “É de Casa”, Ana Furtado, abriu o matinal desse sábado da Globo lembrando a importância do “Outubro Rosa”. A campanha é para conscientizar a todos sobre a necessidade dos exames preventivos.

O objetivo é identificar casos de câncer de mama logo no início, já que as chances de cura são maiores nos primeiros estágios da doença.

Em 2018, Ana Furtado descobriu um tumor na mama esquerda. A apresentadora não sentiu nada de anormal ao fazer apenas o autoexame de toque. Contudo, o nódulo foi detectado em um exame de rotina. Por estar em um estado inicial, Ana conseguiu fazer cirurgia e, em seguida, sessões de quimioterapia.

Como resultado, anunciou no final de 2018 que estava curada. Na época, Ana estava à frente não só do “É de Casa”, mas também substituía Fátima Bernardes no Encontro. Além disso, chegou a cobrir folgas da Angélica e da Ana Maria Braga na Globo.

Vem saber o que disse Ana Furtado sobre essa campanha tão importante, assim como seu testemunho sobre a luta que teve contra o câncer.

 

 

“Nunca achei que pudesse acontecer comigo”

 

Ana Furtado, É de Casa, Câncer de Mama
Ana Furtado no É de Casa, lembra do tratamento contra o câncer de mama. Fonte: Reprodução/TV Globo

 

Foi através de um exame de rotina que Ana Furtado descobriu um câncer de mama. Desde 2018, a apresentadora reforça ainda mais a importância dos exames preventivos.

Assim sendo, Ana Furtado começou o “É de Casa” com uma mensagem muito importante para mulheres e também para os homens.

 

“Descobri um tumor na minha mama esquerda. Nunca achei que pudesse acontecer comigo, descobri por um exame de rotina (…) Detecção e diagnóstico precoce salvam vidas, salvaram a minha”, disse a esposa de Boninho.

 

  • Veja também: Patrícia Poeta volta ao “É de Casa” após cirurgia de emergência: “feliz de estar viva”

 

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Ainda em seu discurso, Ana disse que se essa mensagem chegar até uma mulher, já terá valido a pena. Isso porque o “Outubro Rosa” serve para alertar a todos que o assunto é grave.

De acordo com a matéria da CNN, devido à pandemia, os exames de mamografia no ano de 2020 caíram em 42%. Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), no Brasil cerca de 66 mil mulheres desenvolvem o câncer de mama. Em 2019, a doença matou cerca de 18.295 pessoas.

 

“Se hoje tô aqui viva, falando com vocês, é porque esse alerta chegou a mim. Se esse recado salvar a vida de pelo menos uma mulher, já terá valido a pena”, disse Ana Furtado.

 

  • E ainda: Boninho convida ponteiro Douglas Souza para o BBB22

 

O preconceito

 

Ana Furtado, É de Casa, Câncer de Mama
Boninho compartilhou uma foto da esposa, Ana Furtado quando ela ainda estava em tratamento em 2018. Fonte: Instagram

 

Devido ao tratamento (quimioterapia), a mulher que trata o câncer de mama pode perder peso, cabelo e os pelos do corpo. Além disso, muitas delas acabam tendo que retirar parte do seio na cirurgia.

Todo esse processo acaba afastando muitos maridos de suas esposas. Ana Furtado, que contou com o apoio da família e do marido Boninho, ressaltou a importância de ter pessoas por perto nesse momento.

 

“Eu passei por esse processo de redescoberta e renascimento. A beleza está em todas nós independente de como nós estamos (…) Diariamente conheço mulheres que foram abandonadas pelo seu parceiro (…) Vim de rosa porque essa cor simboliza essa campanha, que é tão importante compartilhar com homens e com mulheres”, disse a apresentadora do “É De Casa”.

 

No dia 14 de dezembro de 2018, Ana Furtado postou um texto em sua rede social para celebrar o fim das sessões da quimioterapia. Na época, a apresentadora agradeceu todas as orações e o carinho que recebeu dos fãs, amigos e seguidores.

 

“A todos os sorrisos e abraços que eu recebi nas ruas. A todas as palavras que não foram ditas, mas sentidas no fundo do meu coração através de um simples carinho. Às orações e desejos de melhoras. Eu me senti muito amada e amparada nos últimos meses.

A todos vocês que me ajudaram a fazer dessa minha jornada uma experiência positiva, transformadora e inspiradora o meu muito obrigada. Acabou!!!! A cura é minha!”, declarou Ana Furtado em seu Instagram.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes