O público da TV Globo vai poder acompanhar mais um sucesso no Vale A Pena Ver de Novo: a novela “A Favorita”. Anos após sua exibição original, a trama estrelada por Claudia Raia e Patrícia Pillar volta ao ar.

Na trama, Claudia Raia era Donatela e travava uma batalha com sua arqui-inimiga Flora. Agora, relembrando o trabalho, a atriz relembrou como foi dar vida a personagem e o que teve que mudar em sua vida para conseguir entregar o trabalho de qualidade que repercute até hoje entre os fãs.

Enquanto isso, leia Deolane Bezerra compra Porsche, de onde vem a fortuna da doutora?

Claudia Raia relembra seu trabalho em “A Favorita”

Claudia Raia e Patrícia Pillar, de "A Favorita"
Claudia Raia e Patrícia Pillar, de “A Favorita” (Fonte: Globo)

Nesta segunda-feira, 16, Claudia Raia participou do Encontro com Fátima Bernardes e falou sobre como foi seu processo de construção de Donatela e o que teve que aprender para entregar o que era esperado pela direção da trama.

“Quem me preparou foi o Cacá Carvalho. Chamei ele pra me ajudar, porque é um papel denso e difícil. E a primeira coisa que ele falou foi: ‘Eu quero tirar a sua bunda’. Eu falei: ‘Como assim?! Como tirar meu bumbum nessa altura do campeonato?'”, disse a atriz.

A personagem tinha um passado humilde e para dar veracidade, Claudia Raia transformou seus trejeitos para que a personagem de “A Favorita” fosse verdadeira aos olhos do público.

“A Donatela veio do nada, né? Era muito pobre, comia areia e terra quando era criança e foi adotada pela família da Flora porque os pais dela morreram em um acidente. Uma vida dura, difícil, uma mulher rústica. E tinha que tirar esse glamour, esse meu andar de bailarina, essa coisa sinuosa que eu tenho no meu corpo”, explicou.

Uma das mudanças foi a troca de sua mão dominante. Isso mesmo, Claudia Raia é canhota e teve que aprender a usar a mão direita. “Ela era destra, e eu sou canhota. E o Cacá me fez fazer tudo com a mão direita. E é estranho! Quando você pega no garfo vira uma coisa mais rústica. Uma coisa que você não tem domínio”, disse no Encontro.

Enquanto isso, leia Rodrigo Mussi se recupera e fala pela primeira vez após acidente: “Sou um milagre”

A Favorita era pedida pelo público

O Brasil parou com a revelação de que Flora era a verdadeira vilã de “A Favorita” e, por isso, Claudia Raia disse que era cobrada pelos telespectadores para que a trama fosse reexibida na tela da TV Globo.

“Uma novela de treze anos atrás, muito forte e que parou o Brasil. O João Emanuel Carneiro, com sua excelência de grande autor, trouxe esse ineditismo de revelar quem era a vilã e quem era a mocinha só no capítulo 60! Nunca ninguém tinha feito isso antes, é uma coisa muito nova”, disse Claudia Raia.

Para quem não viu ou quer ver de novo, “A Favorita” vai ao ar de segunda a sexta no Vale a Pena Ver de Novo, na TV Globo.