Giovanna Ewbank acusa amiga de estelionato e pede indenização

A advogada Isabela Brito Guerra foi acusada de persuadir Giovanna e seu marido em fazer investimentos em imóveis de leilão

- Continue depois da Publicidade -

A advogada Isabela Brito Guerra foi acusada de persuadir Giovanna Ewbank e seu marido a fazer investimentos em imóveis de leilão. Agora ela pede R$183 mil.

A defesa da atriz deu entrada em uma ação pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, contra a advogada e ex-amiga de Giovanna e Bruno Gagliasso, Isabela Brito Guerra.

Depois de se sentir lesada, agora a atriz requer o pagamento de uma indenização no valor de R$183 mil por danos materiais devido ao golpe sofrido e estelionato.

Apesar de o caso ter vindo à tona agora, a história é antiga. Tudo começou em 2010, quando a ex-amiga do casal os convenceu a investir na compra de imóveis em leilões judiciais.

No entanto, Isabela não comprou nenhum dos imóveis como foi combinado e, ficou com o dinheiro pago pelo casal.

 

Giovanna Ewbank

 

Na ação judicial que corre atualmente, Giovanna Ewbank está exigindo o pagamento de uma parte do valor que foi investido por ela e seu marido.

Ela quer reaver R$100 mil, mais as aplicações e correções monetárias relativas ao período em questão.

 

Isabela foi condenada pelo crime de estelionato

 

Na petição realizada pelos advogados da atriz, Isabela foi condenada pelo crime de estelionato pelo Tribunal de Justiça e, agora terá que pagar pelo ocorrido já há vários anos.

Ela não foi a única a passar por situações como essa. Recentemente Renato Aragão sofreu um golpe.

Um ex-funcionário teria adulterado cheques, desviando mais de R$ 3 milhões da empresa Renato Aragão Produções.

 

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

  • Veja também: Estilo Titi – Os looks mais estilosos da filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank – Moda infantil

 

Giovanna Ewbank fez desabafo nas redes sociais

 

Giovanna Ewbank

 

Recentemente Giovanna Ewbank tem aparecido para dar a sua opinião sobre acontecimentos importantes dos últimos dias no Brasil.

Referindo-se principalmente a fatos do Rio de Janeiro, ela falou sobre a chacina ocorrida na semana passada no Rio de Janeiro, o falecimento de Paulo Gustavo no início do mês e, das mortes que a Covid-19 vem provocando há mais de 1 ano no país.

“Olha, tá difícil…Difícil de acreditar, difícil aceitar, difícil viver com tantas atrocidades, tanto medo, tanta dor, tanto descaso… já perdi amigos, parentes, todos os dias mais e mais perdas, famílias sendo desmanteladas…não sei mais por onde seguir, o que fazer, pra onde fugir. Que tristeza. Que desespero”, desabafou ela.

 

  • Siga o Fashion Bubbles no  Google News para poder acompanhar tudo sobre famosos direto no seu smartphone. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

Tomada pelo sentimento de tristeza e indignação, ela disse ainda: “O que mais precisamos fazer? O que mais precisamos provar? Eu sei que precisamos amar na ação, na prática, como você disse lindamente, Paulo, meu amor”.

“Eu sei que toda essa dor vai passar e o que ficará para sempre é o amor. Mas tá difícil não sentir raiva, tem sido impossível não ficar revoltada com tudo. Nas ruas, nas escolas, nas favelas, nos hospitais, em cada família… É muito sofrimento, muita dor, a todo o momento, toda hora, o tempo todo!”, reclamou.

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes