Mariana Ferrer: famosas não aceitam sentença “Estupro Culposo”

Promotor declara caso de Mariana Ferrer como “Estupro Culposo”.

3.534

- Continue depois da Publicidade -

O caso de Mariana Ferrer voltou a ser um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. A ocorrência gira em torno de um estupro cometido por André de Camargo Aranha contra a influenciadora Mariana, em um clube de Florianópolis no estado de Santa Catarina. O fato aconteceu em 2018, mas somente um mês atrás é que a justiça declarou a sentença.

Conforme o caso absolvido, a reportagem publicada pelo site The Intercept Brasil mostra que o promotor declarou “Estupro Culposo”, definição que nem existe descrita no código penal.

Mariana Ferrer
Mariana Ferrer – Fonte: Globo

Assim como este julgamento, um vídeo gravado no momento da audiência está repercutindo na Internet. As imagens mostram o advogado de defesa de André, humilhando Mariana. Aos prantos a jovem pede por respeito, declarando que nem assassinos são tratados da forma que ela estava sendo.

“Meu deus, eu gostaria de respeito, doutor, excelentíssimo, eu estou implorando por respeito no mínimo. Nem os acusados, nem os assassinos são tratados da forma que eu estou sendo tratada. Pelo amor de Deus gente, o que é isso? Eu sou uma pessoa ilibada eu nunca cometi crime contra ninguém.”, falou Mariana Ferrer em lágrimas.

  • Enquanto isso, confira: Corpo real – famosas mostram suas estrias e recebem elogios.

Famosas reagem à sentença

Os famosos criticaram bastante o resultado dessa sentença, bem como a postura dos envolvidos. Bruna Marquezine compartilhou o vídeo e escreveu na legenda indignada, “Estupro Culposo fdp”.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Luísa Sonza, que recentemente assumiu namoro com Vitão, também se pronunciou quanto ao caso. A cantora confessa sentir medo do que está por vir no Brasil.

Iza e Bruna Linzmeyer também deixaram suas declarações a Mariana Ferrer, “Vocês acham possível estuprar sem querer? Estupro culposo é o ato de estuprar alguém sem intenção de estuprar ou de julgar alguém sem a intenção de condenar?”.

Rafa kalimann abordou o assunto no Instagram: “Não importa como me visto, como escolho estar, se bêbada, se sóbria, se vestida ou nua. Não importa onde estou, com quem estou, não importa a pose, a foto. Não importa porque não é não! Nós temos o direito de respeito e segurança! O choro não é falso, é de humilhação, de dor, de desprezo, de cansaço, dela, nosso e de cada uma que se cala todos os dias. Isso desencoraja mulheres que precisam de ajuda todos os dias e vem do lugar que as cobram para denunciar. Pra mais humilhações como a que vimos hoje? Que a filha do senhor advogado realmente não “chegue no nível” (como o senhor mencionou) de sofrer tanto e ainda ser calada por homens como o senhor. Covardia, vergonha. Chega de assédio, de agressão e de desrespeito! Estupro culposo não existe, o que existe é vergonha!”.

  • Por fim, confira: A luta de Xuxa para superar traumas de abusos sofridos na infância.

Em suma, lembramos que seu comentário e o seu compartilhamento é muito importante pra nós. Por isso, não deixa de enviar para os amigos. Mas, também não se esqueça de nos seguir nas redes sociais pra sempre ficar por dentro.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também