Missa do 7º dia da morte de Paulo Gustavo celebra vítimas da Covid-19

A cerimônia aconteceu no santuário do Cristo Redentor, RJ, e foi transmitido ao vivo no Multishow.

- Continue depois da Publicidade -

Nesta última terça-feira (11), amigos e familiares do finado Paulo Gustavo se reuniram no Santuário do Cristo Redentor, localizado na Zona Sul do Rio de Janeiro, para a missa do 7º dia. O evento seguiu as regras regidas pela Arquidiocese do estado, pela Vigilância Sanitária, e também as normas internacionais contra o vírus da Covid-19.

Thales Bretas, esposo do falecido, Déa Lúcia, a mãe, Júlio Barros, o pai, e Ju Amaral, irmã, se sentaram na primeira fila da cerimônia. O Padre Omar, que contou com a ajuda dos padres João Damasceno e Jorjão para conduzir a celebração, recebeu a família de Paulo com cumprimentos.

 

 

Thales Bretas, Júlio Barros, Susana Garcia e Angélica.
Thales Bretas, Júlio Barros, Susana Garcia e Angélica – Fonte: Reprodução/Multishow

 

 

Mãe e pai de Paulo Gustavo.
Mãe e pai de Paulo Gustavo – Fonte: Reprodução/Multishow

 

 

Além dos parentes, Anderson Baumgarther, amigo e empresário, as atrizes Regina Casé, Heloísa Perissé e Samantha Schmütz estiveram presentes. O casal Luciano Huck e Angélica também participaram da homenagem, assim como a diretora Susana Garcia, que acompanhou Paulo em seus últimos dias de vida no hospital.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

Samantha Schmütz.
Samantha Schmütz – Fonte: Reprodução/Multishow

 

 

  • Em seguida, leia também: Filhos de Paulo Gustavo perguntam pelo pai, diz Thales Bretas: “tento explicar, quando consigo”.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

Missa de 7º dia de Paulo Gustavo é dedica às vítimas da Covid-19

 

 

Didi Wagner, apresentadora do Multishow, iniciou destacando que a missa era em homenagem a Paulo Gustavo, mas também às mais de 423 mil vítimas da Covid-19 no Brasil.

Emocionada, ela lembrou ter sido amiga do ator e disse sobre ele: “fez história na TV e no cinema, e que sua militância era afetiva”.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

Didi Wagner.
Didi Wagner – Fonte: Reprodução/Multishow

 

 

  • Em seguida, leia também: Tatá Werneck usa quatro proteções contra Covid-19 em cremação de Paulo Gustavo e recebe críticas.

 

 

Padre fala sobre Paulo Gustavo

 

 

Penha de Barros, madrasta do artista, fez a leitura inicial da missa. Depois, a homilia foi realizada pelo padre Jorjão.

O religioso recordou ter tido uma celebração interrompida pelas gargalhadas que vinham do teatro onde Paulo Gustavo, no início da carreira, apresentava uma peça. Ele também destacou o lado caridoso do humorista, que ajudava doentes de Manaus e algumas obras sociais, por exemplo.

No fim de sua fala, disse para cuidarem de dona Déa Lúcia, mãe do artista, pois o humorista certamente gostaria que fizessem isso.

 

 

Você também pode gostar!
Missa do 7º dia de Paulo Gustavo.
Missa do 7º dia de Paulo Gustavo – Fonte: Reprodução/Multishow

 

 

  • Enquanto isso, aproveite e nos siga no Google News para para saber tudo sobre Moda, Beleza, Famosos, Décor e muito mais. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

Cristo Redentor fica apagado em homenagem às vítimas do coronavírus

 

 

No fim da celebração, o Cristo Redentor foi apagado em respeito às mais de 423 mil vítimas da pandemia no Brasil. O momento teve a trilha sonora das músicas “Hallelujah” e “Pretty Hurts”, da cantora Beyoncé, grande ídolo do ator.

 

 

Cristo Redentor apagado durante cerimônia de Paulo Gustavo.
Cristo Redentor apagado durante cerimônia de Paulo Gustavo – Fonte: Reprodução/Multishow

 

 

 

 

Familiares falam sobre Paulo Gustavo

 

 

Susana Garcia, diretora, deixou algumas palavras para a família: “Todos que estão aqui experimentaram o seu amor. Hoje não tem outro nome o que sentimos: é dor. Você era explosão de alegria, generosidade, inteligência. Você era o agora. Como conviver com esse enorme vazio? Você está em nós, você está dentro da gente. Seremos cada vez mais força, coragem otimismo e tudo aquilo que representa a vida”.

 

 

Susana Garcia faz homenagem a Paulo.
Susana Garcia – Fonte: Reprodução/Multishow

 

 

Em seguida, Juliana Amaral, irmã do falecido, leu o texto “A morte não é nada”, escrito por Santo Agostinho.
Na sequência, Thales Bretas falou sobre o marido: “O amor é transformação, e o nosso não só me evoluiu para sempre, como alcançou milhares de famílias. Tínhamos muitos sonhos juntos. Você me fez sentir o cara mais especial do planeta. Você enaltecia todas as pessoas que amava. Te amei demais, te amo e te amarei para sempre”, disse.

 

 

  • Em seguida, leia também: Tatá Werneck chora ao refletir morte de Paulo Gustavo: “Às vezes dá um desespero”.

 

 

Thales Bretas homenageia esposo.
Thales Bretas homenageia esposo – Fonte: Reprodução/Multishow

 

 

A mãe do humorista também fez uma homenagem ao filho. Primeiro, ela recordou o espetáculo “O filho da mãe”, produzido por Paulo Gustavo, que teve a sua participação especial.

 

 

Mãe de Paulo canta para o filho.
Mãe de Paulo canta para o filho – Fonte: Reprodução/Multishow

 

 

“O último show dele, ele fez para mim porque eu cantava na noite, e ele quis realizar esse desejo meu. Como o padre Jorjão falou, Paulo Gustavo passou no Enem da vida. Ele amou. As pessoas dizem que eu sou forte. Eu não sou forte. Minha força está em Deus. Todo dia eu peço: me ajuda! Eu creio e aceito a partida do meu filho, mas me ajuda”, falou.

Por fim, ela cantou versos da música “Fascinação”, de Elis Regina, com a ajuda da banda religiosa presente na cerimônia.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes