Morte de Djidja Cardoso é investigada pela polícia.

O que aconteceu com a Djidja Cardoso? Ex-Sinhazinha do Boi Garantido foi encontrada morta e familiares presos

Ex-integrante do grupo Garantido, Djidja Cardoso foi encontrada morta na última terça-feira, 28. Pai e mãe são investigados de omissão

Compartilhe

Os desdobramentos das investigações sobre a morte de Djidja Cardoso tem deixado os moradores de Manaus devastados. Dilemar Cardoso Carlos da Silva, Djidja, como era conhecida, morreu aos 32 anos na casa em que vivia, no bairro Cidade Nova, em Manaus. Ela chegou a interpretar a Sinhazinha (de 2016-2020), um dos personagens importantes do Boi Bumbá Garantido na festa de Parintins.

O corpo de Djidja foi encontrado em circunstâncias que levaram a polícia a investigar o caso. Após as primeiras apurações, a justiça de Manaus expediu um mandado de prisão preventiva à mãe e ao irmão de Dilemar. Os dois são suspeitos de integrar uma seita a qual obrigava pessoas a usarem drogas como, quetamina- um forte anestésico de uso restrito à veterinários.

Qual foi a causa da morte de Djidja?

Morte de Djidja Cardoso é investigada pela polícia.
Família é acusado de usar anestésicos veterinários para rituais de seita. Fonte: YouTube

As investigações ainda estão em curso, mas as primeiras impressões é que Djidja Cardoso passou mal com o excesso de uso de drogas. Contudo, a polícia investiga a mãe e o irmão da ex-dançarina por omissão de socorro.

De acordo com as informações do G1, a dançarina, o irmão e a mãe criaram uma seita denominada, “Pai, Mãe, Vida”. Os rituais de purificações eram feitos através do uso da droga quetamina que pode causar, amnésia, alucinações, náuseas e fissura pela droga por parte dos usuários. Alguns funcionários do salão de beleza, gerenciado pela família de Dilemar também foram presos.

Ademais, a polícia também investiga a associação do grupo com traficantes da região. Cleusimar e Ademar Cardoso, mãe e irmão da ex-sinhazinha, e Verônica da Costa, gerente da rede de salões de beleza, chamada Belle Femme foram presos enquanto tentavam fugir. Segundo a polícia eles estavam sob o efeito do anestésico. Ademais a polícia também encontrou seringas, embalagens do anestésico, computadores e uma mala que será periciada.

“No momento, a causa da morte ainda não foi determinada e só poderá ser confirmada após a realização do exame necroscópico. As investigações em torno do caso estão em andamento, e, por isso, mais informações não podem ser divulgadas”- disse a polícia em nota.

Relacionadas

Depoimentos chocantes

Morte de Djidja Cardoso é investigada pela polícia.
Djidja Cardoso tinha 32 anos e foi encontrada morta em sua casa na última terça-feira, 28. Fonte: YouTube

O salão de beleza comandando pela família também é alvo da investigação, que segundo a polícia também servia para distribuir a droga em Manaus. A polícia também irá investigar a denúncia de que para trabalhar no salão era necessário aderir a seita, “Pai, Mãe, Vida” com o uso constante de ketamina.

Uma ex-namorada de Ademar Cardoso, irmão de Djidja, disse em depoimento à polícia que foi obrigada a usar a droga para pode “entrar na casa”. Dessa forma, ela usou ketamina e potenay, (medicamentos veterinários) junto com a mãe de Djidja. Com efeito, essa moça também contou que o uso excessivo lhe causou complicações como, infecção urinária. Em uma das internações, Ademar chegou a levar ketamina para que ela usasse no hospital.

A advogada de pai e da mãe de Djidja, Lidiane Roque, disse à polícia que seus clientes são doentes: “Eles são doentes […] A nossa intenção é que eles recebam tratamento”.

De fato, antes de morrer, Djidja Cardoso chegou a dizer para seus seguidores que estava enfrentando uma depressão. De maneira idêntica, uma tia da ex-dançarina acusou o pai e a mãe de omissão de socorro e incentivo ao uso de drogas.

“A Djidja morreu por omissão de socorro por parte da mãe dela e da turma do Belle Femme de Manaus. A casa dela na cidade nova se tornou uma Cracolândia. Toda vez que tentávamos internar a Djidja, éramos impedidos pela mãe e pela quadrilha de alguns funcionários que fazem parte do esquema deles. A mãe dela sempre dizia pra nós não interferirmos na vida deles e que ela sabia o que estava fazendo, ficamos de mãos atadas. E está do mesmo jeito lá, todos se drogando na casa dela”– disse Cleomar Cardoso em desabafo nas redes.

Por fim, Veja como a notícia foi dada na CNN:

Compartilhe

Newsletter

Inscreva-se em nosso newsletter e receba diretamente em seu e-mail artigos exclusivos, dicas de beleza imperdíveis e as últimas novidades dos reality shows mais badalados. Não perca a chance de estar sempre à frente, conhecendo as tendências e segredos que só os verdadeiros conhecedores do universo fashion e do glamour dos realitys têm acesso!

Não fazemos spam! Leia mais em nossa política de privacidade.


Últimas notícias