Em Dubai, 40 mulheres foram presas por posarem nuas em uma varanda e podem ficar presas por até seis meses.

São modelos de 20 anos que violaram as leis da decência pública. As mulheres são originárias da Ucrânia, Bielo – Rússia e Moldávia.

Um homem que foi identificado como o organizador da sessão de fotos no arranha-céu também foi detido. Ele foi identificado pela mídia de Moscou como Alexey Kontsov, 33, cidadão russo.

Nos Emirados Árabes Unidos , esse crime acarreta multa de até US $ 1.000. Incluiria também a divulgação de material pornográfico, de acordo com as leis daquele país, isso seria parte do crime, como está estipulado na lei islâmica.



As fotos das modelos nuas se tornaram virais


modelos em Dubai

As fotos foram divulgadas no final de semana nas redes sociais onde fotos e vídeos circularam. Elas mostraram mais de uma dúzia de mulheres nuas em uma varanda de um arranha-céu enquanto eram filmadas no bairro de Marina em Dubai.

Os vizinhos perceberam e divulgavam o material nas redes.

“Esses comportamentos inaceitáveis ​​não refletem os valores e a ética da sociedade dos Emirados”, disseram as autoridades em um comunicado.

As leis dos Emirados Árabes Unidos proíbem beijar em público ou beber álcool sem licença. Estas são algumas das razões pelas quais os jovens são levados para a prisão.

Você também pode gostar!

Até agora, o que se sabe é que as mulheres não têm mais de 20 anos. Todas postaram fotos ou vídeos de sua viagem a Dubai em suas redes.

Conforme relatado pela BBC, o consulado da Ucrânia confirmou que 11 de seus cidadãos foram detidos após a sessão de fotos.

Uma fonte anônima garantiu que as modelos nuas poderiam ser perdoadas e evitar a prisão , devido ao mês sagrado muçulmano do Ramadã, que começa nessa semana.


Dubai, um destino favorito para modelos e  influenciadores

Dubai é um destino privilegiado para influenciadores e modelos do Instagram conhecidos de todo o mundo, que preenchem seus feeds sociais com lindos selfies de biquínis dos hotéis de luxo e nas ilhas artificiais.

Mas a marca da cidade como o destino turístico perfeito às vezes provocou polêmica e entrou em conflito com as regras rígidas que regem o comportamento e os gestos permitidos em público.

O escândalo da sessão de fotos nuas ocorreu poucos dias antes do Ramadã, o mês mais sagrado do calendário muçulmano, e coincidindo com a chegada a Doha, no Catar, do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky para uma visita oficial de Estado.

Embora os Emirados Árabes Unidos recentemente tenham feito mudanças legais para atrair turistas e investidores estrangeiros, permitindo que casais não casados ​​compartilhem quartos de hotel e residentes bebam álcool não licenciado, o sistema judicial do país mantém sanções rígidas para violações da lei sobre a decência pública.