The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele-Perkins. História e origem do movimento

Chris Steele-Perkins é um fotógrafo britânico e membro da Magnum Photos, a agência de fotógrafos mais famosa do mundo. Seu trabalho destaca um interesse especial pelas questões urbanas, incluindo a pobreza e os movimentos sociais da Grã Bretanha, no auge da década de 70. Ainda enquanto criança, no começo dos anos 50, Steele-Perkins teve o seu primeiro contato com os Teds: um grupo de jovens trabalhadores de baixa renda, que adoravam rock e adotaram roupas inspiradas na era eduardiana para esconder suas origens humildes. Jaquetas com lapelas aveludadas e bolsos com abas eram o símbolo da tribo, que ainda adotou as gravatas finas com laço, calças justas de cintura alta e creepers de camurça.

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimentoTeddy Boys em 1976© Chris Steele-Perkins/Magnum Photos

Eles surgiram basicamente nas ruas de Londres, no início dos anos 1950, e se espalharam rapidamente pela Inglaterra. Eram provenientes de classes trabalhadoras e contra a austeridade imposta pelo governo nos anos que seguiram o fim da Segunda Guerra Mundial. Nesse período de reconstrução da moral e do otimismo britânico, os jovens propuseram a volta de um estilo inicialmente masculino, o da era eduardiana.

Os Teds também buscavam roupas criadas especialmente para os jovens, e popularizaram a procura pelos brechós em Londres, visto que alguns não podiam reproduzir nos alfaiates as peças da época eduardiana.

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento  The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento
O estilo Teddy Boy e sua inspiração na Era Eduardiana (1901–1913)

Vinte anos depois, quando Chris Steele-Perkins já trabalhava como fotógrafo freelancer, nos anos 70, o estilo Teddy estava no auge do seu revival e foi então que o projeto fotográfico começou. Junto com seu amigo, o escritor Richard Smith, Steele-Perkins passou a documentar as gangues de Teds pelo país inteiro. Começando pelo famoso pub Adam & Eve em Hackney, eles logo decidiram expandir sua busca para outras localidades, passando por cidades como Nottingham, Newcastle e Bradford, trajeto no qual conduziram uma intensa pesquisa sobre as peculiaridades do estilo Ted.

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento  The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento 

Chris Steele-Perkins documentou o estilo de vida dos Teddy Boys ao longo da década de 1970

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento

O trabalho resultou na publicação do livro The Teds, em 1979, obra que até hoje é considerada a maior referência documental do estilo Teddy Boy. Pela primeira vez em 40 anos, as fotografias do projeto serão exibidas no The Magnum Print Room, em Londres, do dia 21 de setembro de 2016 até o dia 28 de outubro de 2016. A exibição coincide com o lançamento de uma nova versão do livro The Teds, publicada pela Dewi Lewis.

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele-Perkins

  • Já conhece nosso Instagram? Passa lá e curta nossas páginas: @ fashionbubblesoficial e Facebook

O estilo de vida dos Teddy Boys

Membros das classes menos abastadas, os Teds apropriaram-se do estilo de vestuário da classe alta para tentar ocultar o fosso entre o mundo lúmpen (população situada abaixo do proletariado, formada por frações miseráveis da sociedade) e a experiência de estar vestido com elegância mesmo sem ter algum lugar para ir ou mesmo dinheiro para gastar.

Essencialmente sem instrução profissional, os Teds foram excluídos da abundância desfrutada pelos jovens no período do Pós-Guerra, centrando suas atividades em torno do rock’n’roll, dos coffee-bar, dos cafés com vitrolas automáticas e dos pubs, onde causavam brigas e metiam-se em confusões constantes.

The Teds © Chris Steele-Perkins/Magnum Photos

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento  The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento

The Teds: rock’n’roll e brigas constantes marcaram o grupo, atraindo uma atenção negativa da sociedade

Para Steele-Perkins, eles eram jovens que sabiam que iriam se tornar mão de obra barata e por isso queriam ser levados mais a sério, queriam ser o alvo da atenção social. Para isso, apostaram no estilo excêntrico e na atitude forte, que muitas vezes transformava-se em um comportamento violento, embora muitos apenas buscassem construir uma identidade própria através da moda e da música.

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento
O Visual dos Teds

O estilo irreverente dos Teds era uma mistura entre elegância e a distinção de classe dos eduardianos com a irreverência dos Zooties e o ecletismo dos cowboys, um mix nada convencional e que funcionava esteticamente. Entre os elementos visuais característicos do grupo estão:

  • O cabelo volumoso com penteado a La Elvis Presley;
  • O paletó longo com gola de veludo;
  • As calças justas de cintura alta;
  • As meias coloridas, arrematadas por creepers de camurça com solado gross;
  • E gravatas finas ou em formato de laço.

O estilo Teddy Boy até hoje influencia estilistas ao redor do mundo, sendo inspiração recorrente nos shapes da Dior Homme e Dries Van Noten.

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento
Os Teddy Boys foram a primeira tribo a se diferenciar como “teenagers”, ajudando a criar um mercado novo inteiramente direcionado aos jovens, pois até então, os mais novos eram ignorados como grupo potencial de consumo. Os teddy boys e teddy girls fizeram parte junto com outras tribos como beatniks, mods e rockers do movimento que ficou conhecido como “youthquake” ou “terremoto jovem”. Leia mais sobre eles no Blog da UseFashion.

A Era Eduardiana (1901–1913)

Na Inglaterra, em 1901, Eduardo VII, filho da Rainha Vitória, torna-se rei dando início à Era Eduardiana. Tempo em que a França vivia uma época de efervescência cultural conhecida por Belle Époque. Ou seja, Era Eduardiana e Belle Époque foram modas contemporâneas e bastante semelhantes, no entanto, uma aconteceu na França e a outra na Inglaterra, os dois pólos lançadores das modas copiadas pelos países do ocidente.

Eduardo VII é conhecido por suas inúmeras amantes, extravagâncias e excessos, o oposto do recato e moralidade de sua mãe. Seu reinado foi uma época de ostentação e extravagância. Veja mais aqui e aqui.

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimentoThe Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimentoThe Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento

Teddy Girls: a subcultura esquecida pelo tempo

Também conhecidas como Judies, as Teddy Girls estavam lado a lado com os Teddy Boys, adotando o estilo que unia a atitude rebelde do rock and roll americano com a elegância de um cavalheiro aristocrata. Elas também se reuniam em gangues e usavam cabelos curtos, maquiagem, blusas pretas e camisas brancas, saias na panturrilha e calças justas com corte baixo.

Às vezes, exibiam um look mais andrógino, mas isso era um comportamento arriscado, uma vez que um penteado masculino em uma mulher poderia levá-la a cadeia ou mesmo transformá-la em vítima de agressões por suposta homossexualidade, que na época era encarada como uma perversão. A maioria das Teddy Girls havia abandonado a escola entre os 14 e 15 anos, aceitando subempregos para se manter. Suas roupas, assim como a dos Teds, vinham em sua maior parte de brechós e doações de caridade e seu estilo era quase um deboche à frivolidade estética do período anterior à Guerra.

The Teds © Chris Steele-Perkins/Magnum Photos

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento

Teddy Girls também eram conhecidas como Judies, elas acompanhavam o estilo característico dos Teds

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento  The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento

Teddy Boys e Teddy Girls – Londres,  1997

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento

Teddy Girls

The Teds: o estilo Teddy Boy pelas lentes do fotografo Chris Steele Perkins. História e origem do movimento

Por: Francieli Hess

Publicação: 27 de setembro de 2016

AUTOR

Francieli é formada em Design de Moda pela UDESC e já estudou Cultura e Progettazione della Moda em Florença. Trabalha como estilista freelancer em Florianópolis e é apaixonada por criação, história, branding e comunicação. Instagram: @fvhess

COMENTÁRIOS

DESCONTOS & BENEFÍCIOS

Leia o post anterior:
virada-da-mobilidade-sp-2016
Mobilidade e seus diferentes aspectos na sociedade – Macrotendências

  Algumas palavras entram na “moda” e mobilidade é uma delas, antes de mobilidade já foi transporte e também circulação....

Fechar