Diane von Fürstenberg – Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope

Diane von Fürstenberg estreia em 02/11 o reality show House of  DVF nos EUA e em fevereiro no Brasil

Diane von Fürstenberg é considerada umas das mais importantes criadoras da moda dos anos 1970 e 1980. Está entre as grandes estilistas da atualidade e segundo o site Mundo das Marcas, é considerada o maior sucesso financeiro no mundo da moda depois de Chanel.

A estilista Diane von Furstenberg com seu gosto elegante e talento conquistou, através de sua marca DVF, clientes famosos e poderosos, como por exemplo, Michelle Obama, Gwyneth Paltrow, Madonna, Jessica Alba, Susan Sarandon, Jennifer Lopez e Kate Middleton. Com isso, transformou a DVF em um verdadeiro ícone no segmento de luxo, cujos produtos, as campanhas e as lojas dizem a mesma coisa: “seja a mulher que você quer ser”.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope
Famosas usando o vestido envelope de Diane von Fürstenberg

Aos 68 anos, Diane está em um ano fenomenal, além de comemorar os 40 anos do vestido, envelope, a designer recebeu o prêmio do Fashion Group International Superstar 2014, lançou dois livros: The Woman I Wanted to Be (A Mulher que eu queria ser ) e Journey of a Dress (Jornada de um Vestido), que traz a retrospectiva do seu estilo e vestido icônico.

E, no domingo, 02 de novembro nos EUA e fevereiro de 2015 no Brasil , estreia seu tão aguardado reality show- House of DVF (Casa de DVF) que vai  ao ar no E!.

House of DVF

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope

O House of DVF tem o objetivo de encontrar uma embaixatriz global para a grife, DVF, Jessica Joffe, editora de estilo, e, Stefani Greenfield, responsável pela publicidade, irão orientar oito meninas em busca da vaga dos sonhos. Entre as provas, elas terão que mostrar que são capazes planejar desde um almoço para a imprensa, até trabalhar na organização do desfile de primavera 2015, durante o New York Fashion Week. Mas a eliminação estará nas mãos da própria Diane von Furstenberg.

Segundo Diane em entrevista para Style.com a ideia nasceu por que queria treinar meninas para serem embaixadores da marca. Inicialmente não pensava em fazer uma reality show, pois achava  brega, mas como seria produzido  e ela teria o controle, certificando-se que tudo foi absolutamente real, foi uma experiência muito  interessante. Conta a designer.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope

Wrap Dress

Em 2014 Diane von Fürstenberg comemora os 40 anos da sua criação mais famosa: o vestido envelope (wrap dress) que virou febre entre as mulheres e se consolidou entre os clássicos da moda a 4 gerações.

A peça foi assim batizada, pois wrap, em inglês, significa “enrolado”, e é isso que esse vestido faz. No Brasil, é conhecido como “vestido envelope”: um modelito aberto na frente e que possui uma faixa na cintura, assim se enrola uma parte e depois outra por cima e amarra-se. Dessa maneira, forma um decote V e tem-se uma peça acinturada que favorece as curvas femininas.

A ideia de Diane Von Furstenberg era trazer de volta a feminilidade para as mulheres que, no início dos anos 1970, estavam muito apegadas ao jeans e looks mais masculinos.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope
DVF criou um vídeo para comemorar 40 anos do wrap dress parceria com o ilustrador Konstantin Kakanias.

Biografia e trajetória de Diane von Fürstenberg

Diane Simone Michelle Halfin nasceu no dia 31 de dezembro de 1946 na cidade de Bruxelas em uma família judaica de classe média alta, sobrevivente do campo de concentração de Auschwitz. É naturalizada estadunidense.

Estudou economia na renomada Universidade de Genebra. Aos dezoito anos conheceu o príncipe Egon von Furstenberg, filho mais velho do príncipe Tassilo von Fürstenberg, membro da Casa de Fürstenberg e, como tal, da alta nobreza alemã, e por parte da mãe, Clara Agnelli, herdeira da Fiat, cuja família tem ascendência na nobreza italiana. Ela disse o “sim” vestida com uma criação de Christian Dior em Paris.   Eles se casaram em 1969 e tiveram dois filhos, o príncipe Alexander von Fürstenberg (que nasceu seis meses depois do casamento1 ) e a princesa Tatiana von Fürstenberg, que nasceu em Nova York. Hoje, é avó de três netos.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope
Diane von Fürstenberg disse o “sim” vestida com uma criação de Christian Dior em Paris

O casamento, embora não fosse feliz e muito bem aceito pela família do noivo por causa da religião dela, foi considerado dinástico e, por isso, Diane recebeu o título de princesa von Furstenberg de acordo com o livro Manual Genealógico dos Nobres (alemães): Casas Principescas (em alemão: Genealogisches Handbuch Des Adels: Fürstliche Häuser).

Mudou-se em 1969 com o marido para Nova York. Egon e Diane divorciaram-se em 1972. Desde então, ela não tem mais o título de princesa von Fürstenberg, mas pode usar o nome, como o faz em sua profissão.

Apesar de ser extremamente rica e não precisar trabalhar, ficou famosa meteoricamente quando desenhou uma coleção de vestidos de jérsei para passar o tempo, também em 1972, ano do seu divórcio. Seu talento recebeu elogios de ninguém menos que Diana Vreeland, a lendária editora da revista Vogue.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope

Em 1973, a estilista surpreendeu o mundo da moda com a criação do vestido-envelope (conhecido em inglês como “wrap dress”), confeccionado em jérsei de algodão, cruzado na altura dos seios e fechado por um laço na cintura. Vendido por US$ 75, o modelo rapidamente caiu no gosto das americanas.

Era visto por todos os lados: em mães de famílias de classe média, badaladas estrelas de Hollywood, primeiras-damas e militantes feministas. Mas porque tanto sucesso? Era uma peça democrática e feminina, que valorizava todos os tipos de silhuetas. O vestido era sensual e prático ao mesmo tempo. Bastava envolver o corpo em um laço, colocar sandálias de salto e estar elegante. “Os homens adoravam porque era fácil de tirar”, sempre relembra Diane. “Como ele não tinha botões nem zíper, podíamos nos despir sem fazer o menor barulho”, completa a estilista.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope

Na época Diana não se considerava uma designer como conta em uma entrevista:

“Estou lendo a biografia de Coco Chanel agora e ela disse a mesma coisa. Não era o que eu queria ser, uma designer.  Eu encontrei a porta para um fabricante que me ensinou como ser um designer [Diane trabalhara para Ferreti, um fabricante de tecidos italiano, desenhando uma linha de túnicas e blusas em jerséi de seda estampado], e então quando eu decidi viver aqui [nos EUA], eu voltei para a Itália e fiz algumas amostras. Eu só queria fazer esses fáceis vestidinhos que todo mundo poderia usar, e ninguém prestou atenção a eles, até que Diana Vreeland, disse: “Oh, isso é genial.”

O sucesso era tanto que, em 1976, a estilista vendia 25 mil vestidos por semana. Ancorado na máxima “Feel like a woman, dress like a woman” (em tradução “Sinta-se como uma mulher, vista-se como uma mulher”), o vestido se tornou um must-have atemporal.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope
Este ano foi realizado uma Exposição para celebrar 40 anos do vestido icônico de Diane von Furstenberg

Desde então, feminilidade e o estilo sexy chique estão no DNA da grife da estilista. Além disso, ela conquistou Nova York e virou rainha do Studio 54, o nightclub mais badalado da época. Diane também se cercou de amigos influentes, entre eles Yves Saint Laurent, Bianca Jagger e Andy Warhol.

Não demorou muito para o vestido se transformar em um império de milhões de dólares, o que levou a estilista à lendária capa na revista Newsweek como a mulher mais poderosa no mundo da moda depois de mademoiselle Coco Chanel. Depois dos vestidos, a talentosa estilista lançou óculos, lenços, cosméticos (a maquiagem com a paleta de cores mais ousada que a indústria da beleza já tinha visto até então), perfumes (o primeiro deles em 1974, batizado de Tatiana, nome de sua filha), bolsas e malas. Em 1979, segundo o jornal The New York Times, a marca já faturava mais de US$ 150 milhões.

Mas o trajeto da estilista na moda teve um hiato. Depois do sucesso estrondoso na década de 1970, ela licenciou a linha de vestidos e vendeu a empresa de cosméticos em 1983. Mudou-se para Paris em 1985, onde trabalhou como editora.

Em 2001, ela casou-se com Barry Diller, responsável pela criação da Fox Broadcasting Company ao lado do magnata Rupert Murdoch. Diane e Barry estavam romanticamente envolvidos desde os anos 1970, embora a relação tivesse seus intervalos. No ano seguinte, ela obteve cidadania estadunidense.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope
Diane von Fürstenberg e Barry Diller

 Retornou para os Estados Unidos e fez sucesso com vendas pela televisão da linha de roupas Silk Assets (vestidos, calças, blusas e blazers), em 1992. Em apenas duas horas vendeu US$ 1.3 milhões. Pouco depois, em 1997, quando percebeu que garotas descoladas passaram a comprar vestidos-envelope em brechós de Nova York, ela voltou a vestir as mulheres com o clássico modelo: Gwyneth Paltrow foi uma das primeiras a usar de novo o icônico vestido, agora reinterpretado. Era o ressurgimento da marca, agora batizada de DVF. Em pouco tempo seus luxuosos produtos já eram vendidos globalmente. Nos anos seguintes iniciou a inauguração de lojas próprias em endereços sofisticados e badalados.

Em 2004, a estilista criou uma linha de joias em parceria com a brasileira H. Stern, originando assim os chamados power rings, anéis feitos de pedras grandes. Seus brincos, anéis, pulseiras e relógios rapidamente figuravam entre os objetos mais vendidos pela joalheria brasileira.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope  Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope

Pouco depois introduziu uma linha de echarpes e moda praia, iniciando assim uma diversificação da linha de produtos da marca. Em 2009 ganhou destaque mundial ao assinar o vestido usado pela primeira-dama americana, Michelle Obama, na foto do cartão de Natal da família.

Em 2010, a marca inaugurou sua primeira loja na América Latina, localizada em São Paulo, no shopping Iguatemi. A loja transmitia a ideia de uma caixinha de joias, com bancos em forma de diamante e constelações de espelhos em espiral na direção do teto criando assim um contraste para os produtos da marca. Mais recentemente, em 2011, além de lançar o perfume Diane, a DVF ingressou no segmento de decoração com uma linha de produtos para casa, que incluía tapetes, roupas de cama, toalhas de mesa e almofadas. Pouco depois, firmou parceria com a GAP, para quem Diane desenhou uma coleção infantil. Atualmente a DVF se tornou especialista em fazer dos cortes e modelagens ponto de partida para a criação de visuais sedutores, que mesclam uma visita a elementos clássicos, mas submetidos a uma visão moderna.

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope

Diane Von Furstenberg levou para a passarela do seu desfile de verão 2013 o Google Glass; uma das sensações do momento em aparelhos eletrônicos. Além disso, registrou todo o movimento do backstage com o aparelho, transformando o gadget em ícone fashion. Agora a estilista criou uma série de armações para o acessório high tec, que serão vendidas no Net-a-Porter no segundo semestre de 2014.

Também em 2014, Diane Von Furstenberg comemora os 40 anos do seu icônico vestido,  o wrap dress. Lançou dois livros: The Woman I Wanted to Be (A Mulher que eu queria ser ) e Journey of a Dress (Jornada de um Vestido); e um reality show: o House of DVF, que busca encontrar uma embaixatriz global para a grife.

Para 2015, depois de 30 anos, Diane Von Furstenberg volta a criar joias, as peças começarão a ser vendidas no primeiro semestre de 2015 .

Atualmente, a badalada marca DVF desfila na Semana de Moda de Nova York, comercializa seus produtos, que incluem vestidos, sapatos, bolsas, óculos, acessórios, moda praia e casa, em mais de 70 países e tem 75 lojas próprias espalhadas pelo mundo. A marca também está presente nas mais badaladas lojas de departamento do mundo e pela agitação de Diane, ainda tem muito por vir.

Isso é que é mulher poderosa!

Diane von Fürstenberg   Conheça a trajetória e biografia da estilista que criou o vestido envelope

Por Denise Pitta

Publicação: 29 de outubro de 2014

AUTOR

Denise Pitta é digital Influencer e é editora do Fashion Bubbles. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial

COMENTÁRIOS

DESCONTOS EXCLUSIVOS FASHION BUBBLES

Leia o post anterior:
Sandálias Birken – O hit do verão 2015. Veja looks e lançamentos

Hit nos anos 90, elas estão de volta! De origem alemã,  criada por Konrad Birkenstock no século XIX, quando buscava...

Fechar