A Fazenda 13 – Erasmo faz acusação contra “gays” e sugere resolver a situação com tiros

Uma fala de Erasmo Viana durante as últimas horas de A Fazenda 13 causou polêmica nas redes. O crossfiteiro foi acusado de homofobia ao acusar gays de praticarem atos obscenos e sugerir violência para coibir tal ação

- Continue depois da Publicidade -

Erasmo Viana está causando polêmica nas redes sociais. Isso porque, o crossifeiro disse em A Fazenda 13, que “gays” costumam praticar atos obscenos, durante a noite, no Parque Ibirapuera, em São Paulo.

Na sequência, o ex-marido de Gabriela Pugliesi, deu a solução de que o caso poderia ser resolvido através tiros de armas de arma de paintball.

Na internet a história pegou mal e diversas pessoas apontaram a fala como “homofóbica” e “violenta”.

O deputado estadual suplente, Agripino Magalhães informou através de uma nota que pretende ingressar com uma denúncia de queixa-crime, por homofobia, contra o peão de A Fazenda 13.

Vem entender melhor esse bafafá.

 

- Continue depois da Publicidade -

  • E mais – Enquete UOL: Quem é o favorito pra vencer a A Fazenda 2021?

 

Por que Erasmo Viana pode ser processado?

 

- Continue depois da Publicidade -

Erasmo Viana, A Fazenda 13
Erasmo teve fala homofóbica durante A Fazenda 13. Fonte: Reprodução/ Record TV

 

Bom, vamos começar contando a história desde o início. Durante a madrugada do dia 2, Erasmo e Gui Araujo conversavam no reality. Um dos temas foi sobre o Parque Ibirapuera de São Paulo.

Dessa forma, o ex-MTV disse que durante o final do ano, o parque costuma ficar aberto até mais tarde por conta da mega arvore de natal, montada no local.

- Continue depois da Publicidade -

Na sequência, Erasmo então fez um desabafo. O crossfiteiro reclamou que o parque a noite vira um “motel a céu aberto”.

Você também pode gostar!

Publicidade

“O problema do Ibira a noite é que vira um motel. Os gays que vão.

Quem treina lá todo dia de manhã, como eu, vê os papéis melados no chão, de [email protected], de camisinha (…) Quando você corre no meio do mato, os caras vão transar lá, encostam nas árvores, ficam transando (…)

No outro dia, quem vai correr pega toda a rebarba” – acusou o peão de A Fazenda 13.

Todavia, o desabafo veio seguido de uma solução violenta: “Um dia vou pegar uma arma de paintball e vou lá com os caras [amigos], sair de noite soltando o pau.”

 

  • Quer ficar por dentro das últimas notícias do reality show? Então, confira nosso canal A Fazenda! Você acompanha quem está na Roça, as previsões de quem leva o prêmio, vota em nossa Enquete da semana e ainda pode ver como está a votação

 

Repercussão

 

Erasmo Viana, A Fazenda 13
Erasmo fez um desabafo e revelou que tem desejo de “atirar” em gays com armas de paitball. Fonte: Instagram

 

Como resultado, nas redes sociais o comentário causou polêmica. Isso porque, apesar do povo concordar que existem essas práticas obscenas no local, a violência não é a solução.

Ainda mais resolver esse crime causando um outro crime e podendo machucar outras pessoas que não tem nada a ver.

“Se mostrando homofóbico, dizendo que gostaria de atirar nos gays no Ibirapuera. Engraçado, se fossem os héteros? Qual seria a opinião?” – questionou uma pessoa nas redes.

De maneira idêntica, outro expectador de A Fazenda 13 se manifestou sobre a fala do peão: “O que Erasmo acabou de falar sobre os gays não somente é típico de homofóbico, é também similar ao que os assassinos pensam.”

“O que você encontrar de mais nojento nesse parque ainda tem mais valor do que você” – rebateu outro usuário do Twitter contra a fala de Erasmo Vianna.

 

 

 

Processo

 

Erasmo Viana, A Fazenda 13
Erasmo Viana em A Fazenda 13, pode responder a um processo após o reality. Fonte: Reprodução/ Record TV

 

De acordo com o site Notícias da TV, o deputado estadual suplente, Agripino Magalhães entrará com uma queixa crime contra Erasmo.

Agripino é ativista e seu gabinete soltou a seguinte nota:

“Agripino Magalhães irá aciona-lo processa-lo por LGBTQIfobia. Por meio de uma denúncia crime contra o mesmo, por ofender e incitar ódio contra a População LGBTQIA+. Qualquer pessoa que se sinta incomodada com a orientação sexual do outro deve responder na justiça “– disse em nota a assessoria do deputado.

Da mesma forma, nas redes sociais, Agripino reagiu contra as falas de Erasmo em A Fazenda 13: Não basta simplesmente nos indignarmos com casos de LGBQTIfobia. “Temos que reagir! Criaturas LGBTQIfobicas têm que responder e serem penalizadas com rigor pela lei.”

De acordo com o Código Penal Brasileiro, o ato obsceno é crime e está previsto no artigo 233: ” a prática de obscenidade em lugar público, ou aberto ou exposto ao público. A pena correspondente é de detenção, de três meses a um ano, ou multa.”

De maneira idêntica, a homofobia também ganhou força de lei. “O crime de homofobia está previsto na lei nº 7716/89 e pode render de um a três anos de reclusão.”

Por fim, não é correto cometer um crime para “corrigir” um outro. A assessoria de Erasmo ainda não se manifestou sobre o caso.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes