Regras do BBB 21: patrocinadores querem por mudanças. Entenda!

Agressão psicológica (contra Lucas Penteado), racismo e outros tipos de comportamentos vêm sendo questionados por parceiros do reality. A emissora, então, pensa em regras mais “rígidas” para os próximos anos.

- Continue depois da Publicidade -

Após o discurso sobre racismo, na eliminação de Rodolffo do BBB 21, no dia 07/04, a produção da casa mais vigiada do Brasil já se preocupa com alterações nas regras, a partir da próxima edição do programa.

Além disso, patrocinadores têm conversado com a produção do BBB 21. Assim, também aguardando por essas mudanças a partir da 22 ª edição do jogo.

“Que oportunidade nós estamos tendo de não deixar que isso aconteça no ‘BBB 22’. Tá bom, já. Já deu. Bora pra frente“, disse, por exemplo, o apresentador Tiago Leifert, na eliminação de Rodolffo.

 

 

 

  • Aproveite a polêmica sobre racismo que o programa levantou e saiba tudo sobre transição capilar!

 

 

- Continue depois da Publicidade -

Posição dos patrocinadores

 

De acordo com informações sobre uma reunião na agência de publicidade  Wunderman Thompson – que representa a Coca-Cola e a Avon – as marcas pedem por mudanças nas regras do reality, a partir do BBB 21. Mesmo porque as duas marcas são patrocinadores de peso do programa.

- Continue depois da Publicidade -

Assim, obviamente, as marcas se sentem prejudicadas por fatos que aconteceram no BBB 21. Por exemplo, a agressão psicológica com Lucas Penteado. O brother não suportou e abandonou o jogo no dia 07/03.

Lucas, atualmente, participa de algumas propagandas da Avon.

E mais! A vice-presidente da Avon, Danielle Bibas, acredita ao Lucas desistir do BBB 21, por não suportar as agressões, gera debates até hoje – tanto na emissora, quanto na empresa e, em especial, entre os clientes da marca.

 

- Continue depois da Publicidade -

“O tema que foi levantado é: até que ponto vai a agressão psicológica, que pode se tornar tão ruim. Ou pior: quando uma pessoa vai acabar dando um tabefe na cara do outro”, questionou a vice-diretora da Avon.

 

Dessa forma, durante a reunião, que ocorreu no início deste mês (abril), tanto a produção quanto os patrocinadores falaram sobre as atuais regras do BBB 21 e como elas podem ser mudadas em 2022. Por exemplo: casos de assédio e de racismo.

 

 

 

Você também pode gostar!

regras do BBB 21

 

 

“Tem muita gente cobrando a Globo e os patrocinadores sobre o que vai ser feito nesse caso. E eu acho que todos nós estamos aí para aprender e evoluir. Como o programa vai trazer essas discussões à tona de uma maneira saudável, que não vá gerar nenhum perigo para ninguém”, pontuou a representante da Avon.

 

Enquanto isso, Poliana  Souza, uma das responsáveis pelo marketing da Coca-Cola pensa:

 

“É impossível essa conversa não chegar à tona de quais são as regras e até onde vai o assédio psicológico, dado o que aconteceu este ano. Acho normal que isso seja debatido e discutido dentro do programa e dentro da emissora”, avaliou Poliana.

 

O BBB 21 tem 9 patrocinadores principais. Entre eles: Americanas, PicPay, Avon, Unilever e Amstel. Além disso, C&A, McDonald’s, P&G (como a Pantene) e Seara.

Portanto, regras mais “rígidas” devem fazer parte do BBB 22. No BBB 21 (e edições anteriores), estão proibidas agressões, assédio, racismo, homofobia, etc.

No entanto, o contrato não deixa claro quais são as ações que possam ser consideradas esses tipos de violência. Assim, não há como punir, por enquanto, o participante.

 

 

regras do BBB 21
crédito: Gshow

 

Aproveite e vote : Enquete BBB 21!

 

Registre em seu voto:

 

 

Com informações do Correio Braziliense

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes