No Limite: estreia é marcada por perrengue, traição e eliminação

No Limite finalmente estreou na Globo, o programa mostrou que é a versão da xepa do BBB elevada na potência máxima.

No primeiro episódio, as equipes já surgiram divididas. As provas duraram mais de três horas, além do calor de manhã e a chuva a noite. No Limite está de volta.

- Continue depois da Publicidade -

No Limite está de volta. Com toda certeza os participantes já estão com saudades do conforto oferecido pelo Big Brother. No “novo” reality da Globo, os ex-BBBs passaram fome, frio, calor e dormiram na chuva.

A primeira prova foi para decidir, qual grupo ficaria no “melhor” acampamento e receberia um bonus no kit sobrevivência. No entanto, para o telespectador, não ficou claro as diferenças “boas” entre as moradias das tribos Calango e Carcará.

Além disso, a primeira prova do No Limite, deixou claro as diferenças no quesito resistência nos membros de cada grupo. Ariadna, integrante da tribo Carcará, passou mal e atrasou a equipe na prova. Mesmo assim, não impediu o time de vencer a dinâmica.

 

 

 

Equipe e Provas

 

 

- Continue depois da Publicidade -

André Marques dá a largada da primeira prova da temporada de No Limite (imagem: reprodução)
André Marques dá a largada da primeira prova da temporada de No Limite (imagem: reprodução)

 

A produção de No Limite dividiu os participantes. Dessa forma, o grupo Calango ficou com Jéssica, Carol Peixinho, Mahmoud, Gleici, Kaysar, Angélica, André e Arcrebiano. Já a equipe Carcará é formada por Iris, Viegas, Elana, Paula, Lucas Chumbo, Gui Napolitano, Ariadna e Marcelo Zulu.

- Continue depois da Publicidade -

Na primeira prova, os participantes tiveram que correr e escalar uma duna de areia íngreme. Além disso, após subir e pegar uma bandana, tinham que voltar para para o ponto de encontro e seguirem juntos para a segunda fase. Todos segurando a mesma corda e carregando a bandeira do grupo.

Na segunda fase da prova, os grupos tiveram que chegar na praia e cavar na areia, dentro de uma circunferência, determinada pela produção do No Limite. Dessa forma, o grupo que achasse as três chaves enterradas, seguiam para a etapa final: pegar as caixas com os mantimentos na água.

Por fim, o grupo que conseguisse cumprir todas as etapas, teria a “vantagem” de cavar uma nova área de areia e achar a chave bonus. Essa chave oferecia um baú com mais mantimentos e objetos para o acampamento.

 

- Continue depois da Publicidade -

 

 

Prova Privilégio

 

Calangos viram o jogo e vencem a Prova Privilégio (imagem: reprodução)
Calangos viram o jogo e vencem a Prova Privilégio (imagem: reprodução)

 

Enquanto na primeira prova os Carcarás venceram, na segunda dinâmica os Calangos reverteram o quadro. De fato, a prova exigiu mais cooperação dos grupos. Gui Napolitado e Lucas Chumbo se desentenderam em vários momentos da dinâmica.

Como resultado, o Calango saiu na frente. A prova era uma corrida de barco, só que na areia. Os grupos tinha que seguir uma linha, empurrando a embarcação. No percurso, as tribos ainda tinham que colocar objetos na embarcação. Além disso a cada etapa, um membro do No Limite também tinha que subir no barco.

Dessa forma o Calango se deu melhor. Íris Stefanelli, da tribo Carcará, não gostou da comemoração de Angélica, integrante da Calango. A participante de No Limite achou ofensiva e entendeu o gesto como provocação.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Achei a Angélica muito desrespeitosa. Eu tive compaixão dela no dia anterior. Assim que ela atravessa o barco, ela é a primeira a virar e fazer o desaforo. Foi muito desaforada. Eu não desrespeito o meu adversário. Eu aprendi a não fazer isso nunca na vida. Não gostei nenhum pouco – reclamou Íris em No Limite.

 

 

 

Prova Eliminação

 

 

Participantes de No Limite, disputam Prova de Imunidade, Calango é desclassificado (imagem: reprodução)
Participantes de No Limite, disputam Prova de Imunidade, Calango é desclassificado (imagem: reprodução)

 

Na última prova da noite, as tribos tiveram que se enfrentar em uma espécie de pega-pega com pesos de 5kg. Dessa forma, integrantes dos Calango e Carcará, corriam amarrados em volta de uma estrutura de paus. Vencia aquele que ultrapassasse o adversário.

No entanto, André Marques avisou, que integrantes de cada grupo poderiam deixar a equipe, mas a condição era repassar o peso para o colega.

Nesse momento, os Carcará pensaram mais rápidos. Dessa forma, Ariadna e Íris abandonaram a prova bem no início, para deixar a equipe mais ágil. Os Calangos perceberam a estratégia.

Com o intuito de fazer o mesmo, Mahmoud decidiu deixar a prova. Como resultado, jogou seu peso para Jéssica que estava atrás. Com efeito, a integrante do Calango caiu no chão, assim que levantou, Jéssica esqueceu o peso na areia. Dessa forma, Calango foi desclassificado.

 

 

 

Votação

 

 

Mahmoud é o primeiro eliminado de No Limite (montagem: Fashion Bubbles)
Mahmoud é o primeiro eliminado de No Limite (montagem: Fashion Bubbles)

 

De acordo com as regras, a tribo Calango foi obrigada a comparecer no Portal de eliminação. No entanto, antes disso, Mahmoud tentou arquitetar um plano para não ser o mais votado.

Dessa forma, o integrante de No Limite conversou com Angélica, Kaysar e Gleici, os dois últimos estiveram na mesma edição do BBB que Mahmoud. Gleici, inclusive, chegou conversar com Carol Peixinho, mas ela já estava decidida a votar em Mahmoud como resultado de seu desempenho nas provas.

Por fim, Mahmoud recebeu cinco votos. Inclusive, Angélica que parecia sua aliada, decidiu por bem, tirar o colega de No Limite. O segundo mais votado foi André, que levou três votos.

Eu queria agradecer muito a oportunidade. É uma experiência incrível e eu reconheço que não tenho tanta força, equilíbrio e garra – disse Mahmoud ao se despedir dos amigos de No Limite.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes