Olha que simpática essa comunicação da Chanel para os jornalistas e fashion editors:

O texto é ótimo: “apesar de ficarmos orgulhosos por tributos a nossa fama como ‘Chanel-issme, Chanel-ed, Chanels and Chanel-ized’, POR FAVOR NÃO USE. Nossos advogados positivamente os detestam.”

(adoro quando chamam aqueles terninhos cafonas com aquela flor de pano mais cafona ainda de “neo-Chanel”!)