Morte de Jeff Machado

Jeff Machado foi asfixiado com fio dental antes de ser jogado em baú; 2º suspeito é indiciado

Na última quarta-feira, 31, a polícia indiciou Bruno Rodrigues e Jeander Silva por homicídio triplamente qualificado de Jeff Machado

Compartilhe

Os policiais da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) do RJ indiciaram os dois suspeitos pela morte de Jeff Machado.

O ator de 44 anos teve seus restos mortais encontrados (dentro de um baú) no último dia 22 de maio em Campo Grande.

Agora, segundo a investigação, a polícia apurou que Jeff foi morto em sua casa, por asfixia. Na sequência, Bruno Rodrigues e um novo suspeito levaram o corpo do ator para outro terreno.

Jeander Vinicius da Silva Braga é o novo indiciado na morte de Jeff Machado.

Para a polícia Jeff foi caiu num golpe ao qual ganharia um papel em uma novela após investir R$ 20 mil à Bruno.

A versão de Jeander sobre a morte de Jeff Machado

Morte de Jeff Machado
Bruno e Jeander foram indiciados pela morte de Jeff Machado. Fonte: G1/Instagram

De acordo com as informações do G1, Jeander contou para a polícia que uma terceira pessoa estava na casa de Jeff no dia do crime.

Dessa forma, segundo Jeander, essa pessoa é quem foi a responsável por enforcar Jeff Machado com o fio dental. Ainda em depoimento, Jeander afirmou que foi tomar banho e depois de 15 minutos voltou e já encontrou Jeff nu, debruçado na cama com o suspeito em cima.

“É isso que faz com quem passa HIV para os outros”– disse o terceiro suposto suspeito de acordo com Jeander.

Na sequência, Jeander contou que foi obrigado por essa pessoa e Bruno a colocar o corpo de Jeff em um baú.

Todavia, para polícia o relato de Jeander é fantasioso. Isso porque, as investigações não encontraram indícios de uma terceira pessoa envolvida no crime. Dessa forma somente Jeander e Bruno mataram Jeff.

Tanto Bruno Rodrigues como Jeander Silva foram indiciados por homicídio triplamente qualificado, na última quarta-feira, 01. Ambos também tiveram a prisão preventiva pedida à Justiça.

Não existe elemento na investigação que aponte para uma outra pessoa na cena do crime. O que ele está tentando fazer é desqualificar a vítima, como se isso justificasse um homicídio brutal e premeditado”– disse Jairo Magalhães, advogado da família de Jeff Machado ao G1.

Ademais, Jeander Silva já tem passagem pela polícia por roubo.

Compras no cartão de Jeff

morte de Jeff Machado.
Bruno Rodrigues é um dos suspeitos sobre a morte de Jeff Machado. Fonte: Globo/Instagram

Vários fatores foram considerados muito estranhos pela família de Jeff Machado após seu desaparecimento. Um deles foi a soltura de seus 8 cachorros, na Zona Oeste do Rio de Janeito.

De maneira idêntica, a mãe do ator também contou que depois de 21 de janeiro, Jeff só falava com ela através de mensagens escritas.

“Falei com o meu filho no dia do aniversário dele, dia 19 de janeiro, e no dia 21. A partir do dia 23 eu ligava para ele e ele dizia: ‘Não posso falar, mãe’. E respondia umas coisas escritas no WhatsApp que eu sentia que não era o meu filho que estava escrevendo”- disse a mãe do ator.

Mesmo desaparecido, as movimentações no cartão de crédito de Jeff continuaram, segundo informações do G1:

  • 1ª Transação no dia 23/01/2023 de R$ 22;
  • 2ª Transação no dia 25/01/2023 de R$ 680;
  • 3ª Transação no dia 25/01/2023 de 2 parcelas de R$ 750;
  • 4ª Transação no dia 26/01/2023 de 3 parcelas de R$ 1.063,34.

Assim sendo, a movimentação suspeita foi de R$ 5.392,02.

Enquanto isso, Bruno Rodrigues disse para a família de Jeff que o ator lhe confiou as chaves da casa e do carro enquanto ele faria uma viagem a trabalho em SP.

Compartilhe

Newsletter

Inscreva-se em nosso newsletter e receba diretamente em seu e-mail artigos exclusivos, dicas de beleza imperdíveis e as últimas novidades dos reality shows mais badalados. Não perca a chance de estar sempre à frente, conhecendo as tendências e segredos que só os verdadeiros conhecedores do universo fashion e do glamour dos realitys têm acesso!

Não fazemos spam! Leia mais em nossa política de privacidade.


Últimas notícias