Campeã mundial de basquete, Ruth de Souza morre de Covid-19

A Ex-jogadora e campeã mundial de basquete em 1994, faleceu nesta terça-feira, dia 12 de abril com apenas 52 anos

- Continue depois da Publicidade -

Ruth Souza é ex-atleta e foi integrante da equipe de basquete feminino do Brasil quando o time conseguiu muitas vitórias.

Infelizmente ela foi diagnosticada com Covid-19 e precisou ser internada em um hospital de Três Lagoas no Mato Grosso do Sul.

A Ex-jogadora e campeã mundial de basquete em 1994, faleceu nesta terça-feira, dia 12 de abril com apenas 52 anos.

A morte aconteceu em decorrência de complicações da doença. Ela passou vários dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas não teve melhora significativa.

 

seleção de basquete

 

- Continue depois da Publicidade -

“Nesta terça-feira, 13 de abril, às 6h30 da manhã, perdemos nossa ídola. Ruth Roberta de Souza nos deixou aos 52 anos, por complicações da Covid-19. Ruth estava internada desde o início do mês, chegou a apresentar um quadro de melhora, mas suas funções vitais pioraram nos últimos dias”, diz o comunicado da CBB que informou a morte de Ruth.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

Ruth era um ícone do esporte

 

Ela era um ícone do esporte do país e jogava na seleção brasileira quando a equipe conquistou o título de campeã dos Jogos Pan-Americanos de 1991, em Havana, ao lado de jogadoras como Magic Paula e Hortência.

Você também pode gostar!

Ela estava presente também quando a equipe venceu o Mundial de 1994, na Austrália e, quando venceu os Estados Unidos e superou a China na final. Ela estava também na Olimpíadas de 1992 em Barcelona.

 

- Continue depois da Publicidade -

Ruth Souza

 

Após chegar ao fim da sua carreira como jogadora, Ruth continuou trabalhando como técnica da equipe de Três Lagoas.

 

 

A vice-presidente da CBB, Paula Gonçalves, a Magic Paula, se pronunciou sobre a morte da sua ex-companheira de time.

“Perdi uma amiga, com uma história de vida de muitos desafios, mas que jamais perdeu sua doçura, sempre com seu jeito humilde e eficiente na convivência em grupo. Dia muito triste para mim. Ruth fazia parte da minha família e era sempre recebida com carinho, como merecia. Que ela faça esta passagem com muita luz”, disse.

No Instagram @basquetecbb foi feita uma homenagem a Ruth Souza, que dizia:

“O SEU SORRISO É ETERNO! É com dor e profundo pesar que a CBB informa o falecimento da campeã mundial e do Pan, Ruth! O nosso sorriso mais bonito. A nossa guerreira. Ruth combateu o bom combate e nos deixou nesta terça, aos 52 anos. Guerreira, Ruth Roberta de Souza buscava os mais difíceis rebotes para o Brasil. Foram anos e anos defendendo a Seleção Brasileira feminina com seu talento e garra. Em vida, Ruth recebeu diversas homenagens da Confederação Brasileira de Basketball nas últimas duas décadas, sempre em referência à sua garra em quadra, seu carisma, entrega e dedicação ao esporte. Ruth deixa um exemplo de como é possível combater o bom combate, ser firme, raçuda em quadra, defender as cores do Brasil, mas sem perder o Fair Play. Ruth, NÓS NUNCA ESQUECEREMOS O SEU SORRISO! Obrigado, obrigado, eternamente obrigado!”

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes