Walkyria Santos inicia luta para lei em nome do filho ser aprovada

O filho da cantora, Lucas Santos, de apenas 16 anos, foi encontrado sem vida após ter sido atacado por comentários maldosos na rede social TikTok

- Continue depois da Publicidade -

Walkyria Santos cravou na última semana, no dia 4 de agosto, o início da luta para que uma lei em nome de seu filho, encontrado morto aos 16 anos, seja aprovada. Nesta quarta-feira (10), a cantora se dirigiu até Brasília a fim de encontrar os parlamentares do Congresso Nacional e solicitar-lhes a aprovação da “Lei Lucas Santos”, que visa ir contra o cyberbullying, prática de humilhação feita por meio das tecnologias digitais da qual o seu filho foi vítima.

 

 

Walkyria Santos pede ajuda

 

 

Foto de Walkyria Santos e o filho, Lucas Santos.
Walkyria Santos e o filho, Lucas Santos. Fonte: Instagram/ Reprodução

 

 

  • Em seguida, leia também: Revelada a causa da morte da filha do rapper Fetty Wap.

 

 

A artista pediu que seus seguidores do Instagram ajudassem marcando o perfil de senadores e deputados federais nos comentários da publicação em que contou estar em brasília. Os integrantes da Câmara, ao ficarem cientes, podem apoiar o processo.

“Hoje faz sete dias que perdi meu anjo. Meu príncipe. Mas não quero chorar. Hoje não vai ser dia de choro, não. Hoje vai ser dia de luta e vitória. Cheguei em Brasília, estou em Brasília. Quero pedir a todos os deputados federais da Paraíba, do rio Grande do Norte, Alagoas, Pernambuco. Brasil. E os senadores que, por favor, votem na ‘Lei Lucas Santos’ em caráter de urgência. Eu não salvei meu filho, mas a gente pode salvar o seu”, disse a cantora.

 

 

  • Em seguida, leia também: Filho de Megan Fox sofre bullying por gostar de usar vestidos.

 

 

Foto da artista com seus filhos.
Filhos da cantora. Fonte: Instagram/ Reprodução

 

 

  • Em seguida, leia também:Cancelamento” vai das redes sociais para vida real.

 

 

Você também pode gostar!

Em seguida, ela completou: “Hoje não vou chorar, vou lutar. Preciso do apoio de todos vocês. Me ajudem, peçam, marquem [os parlamentares], me ajudem! Com essa lei vai haver punição aos ataques, sejam homofóbicos, para denegrir a imagem, para diminuir as pessoas. A gente precisa parar com isso. A gente precisa parar essas pessoas que usam a internet para o mal.”

 

 

 

 

Jovem foi vítima de homofobia

 

 

Foto de Lucas Santos.
Lucas Santos. Fonte: Instagram/ Reprodução

 

 

  • Enquanto isso, aproveite e nos siga no Google News para saber tudo sobre Moda, Beleza, Famosos, Décor e muito mais. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

Lucas Santos, de 16 anos, foi encontrado sem vida na última semana após ter recebido ataques homofóbicos nos comentários de um vídeo que compartilhou no TikTok.

Julian Lemos, deputado federal da Paraíba, tomou a iniciativa de criar a lei em nome do filho de Walkyria Santos. Segundo a mãe do adolescente, a norma prevê punir pessoas que disseminam ódio e comentários maldosos na Internet.

“Se Deus quiser, vamos conseguir aprovar essa lei e vai ter punição em que haters, esses malditos, não possam chegar e escrever o que querem. Vai ter que ter prisão, ter multa”, relatou ela, no último dia 5, em seu Instagram.

 

 

  • Por fim, leia também: Identidade e Gênero — As diferenças entre corpo biológico, gênero, orientação sexual e expressão de gênero.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes