Você conhece alguém que, depois que começou a praticar alguma atividade física, parou de consumir bebidas alcoólicas e de fumar? Essas restrições são muito comuns entre atletas de alta performance e também de quem está criando um novo hábito de vida.

Aliás, na última semana, durante uma conversa no BBB 22 entre Paulo André, Pedro Scooby e Arthur Aguiar, os dois primeiros, que são atletas profissionais, comentaram sobre o mito onde muitos acreditam que o álcool e o cigarro são proibidos dentro do esporte.

Portanto, resolvemos trazer esse assunto em pauta a fim de responder às seguintes questões:

  • Quem treina pode beber álcool?
  • Por que atletas não bebem?
  • Quais são as consequências para o atleta que consome álcool?
  • Cigarro atrapalha o desempenho?
  • Quem joga futebol pode fumar?

Além disso, se você quer começar a malhar mas não quer largar sua cervejinha de final de semana, precisa ler essa matéria até o final.

Quem treina pode beber álcool?

Brinde com copo de cerveja.
Fonte: Canva

Existe uma passagem bíblica muito famosa que diz: “Tudo lhe é permitido, mas nem tudo lhe convém” (1 Coríntios 6:12). E esse versículo representa muito bem a pergunta anterior. Ou seja, quem treina pode beber álcool, mas pode ter consequências no desempenho muscular.

Na verdade, tudo dependerá do tipo de atividade física praticado. Por exemplo, um estudo espanhol apontou que o consumo moderado de cerveja não afeta o HIIT, que significa Treinamento Intervalado de Alta Intensidade.

Vale destacar que o desempenho permaneceu o mesmo para homens que tomavam até dois copos de 350ml cada de cerveja ou chope, enquanto as mulheres consumiram apenas um copo.

Por outro lado, atletas iniciantes – que estão começando na academia ou em atividades aeróbicas leves – que buscam a perda de peso devem evitar o consumo.

Isso porque as bebidas alcoólicas retardam o metabolismo e, por consequência, diminuem a velocidade do gasto energético que pode estar associado ao gasto calórico.

Por que atletas não bebem?

Mulher se hidratando.
Fonte: Canva

Optar por não beber álcool é uma escolha particular de cada esportista. Assim, durante a conversa no BBB 22, Paulo André, que é corredor profissional, chegou a relatar ocasiões em que os atletas de alta performance que participam das Olimpíadas fazem um alto consumo de bebidas alcoólicas.

Contudo, a grande questão que faz com que muitos prefiram um suco ou água é a queda no rendimento. Afinal, os exercícios cardiovasculares de quem bebe não apresentarão os mesmos resultados se comparado a um atleta que não ingere álcool.

Como resultado, a prática de atividade física tende a inibir esse consumo, seja em amadores ou profissionais. Isso porque ele pode, sim, atrapalhar o desempenho.

  • Siga o Fashion Bubbles no  Google News para poder acompanhar tudo sobre saúde direto em seu smartphone. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

Quais são as consequências para o atleta que consome álcool?

Atleta com fadiga.
Fonte: Canva

Em primeiro lugar, é importante destacar que as consequência do consumo de álcool para quem é atleta pode ser diferente de pessoas que não praticam atividade física. Isso tem relação com o gasto energético, desempenho muscular, metabolismo, entre outros fatores.

Por isso, listamos as principais consequências que podem atrapalhar o nível de desempenho do profissional:

1. Redução da performance

O consumo de álcool é capaz de alterar a produção de energia, a glicose e o metabolismo. Por isso, a prática de exercícios cardiovasculares como corrida e ciclismo pode apresentar um rendimento reduzido.

Além disso, se o objetivo é perder peso para uma competição, será difícil conciliar essa meta com a ingestão de bebidas alcoólicas.

Em atletas mais experientes, as principais áreas prejudicadas são o reflexo e o raciocínio. Vale destacar que o consumo de álcool antes de uma competição é considerada doping em diversas modalidades esportivas.

Por isso, muitos atletas que já conhecem a resposta do próprio corpo em relação à bebida optam por não consumi-la.

2. Associação com problemas de saúde

Atleta fica desidratado após beber muito álcool.
Fonte: Canva

Embora o álcool não seja a causa principal de nenhum dos problemas de saúde que são mencionados a seguir, ele está diretamente relacionado a essas condições:

  • fadiga;
  • desidratação;
  • arritmia;
  • perda de massa muscular;
  • hipoglicemia;
  • diminuição da concentração;
  • queda no rendimento.

3. Demora na retomada dos treinos

Embora o consumo de bebidas alcoólicas por atletas ofereçam uma série de malefícios para os treinos, é fato que a prática de atividade física favorece os modos de lidar com os efeitos do álcool.

Porém, é preciso levar em consideração o calendário de treinos para se permitir passar um pouco do ponto. Por exemplo, após uma grande competição, o dia seguinte será uma folga ou um treino bastante leve para ajudar o corpo a se recuperar.

Dessa forma, não há problema em comemorar a vitória com uma cerveja com os amigos. Afinal, os treinos que exigem alta performance só podem ser praticados a cada 72h. E isso é tempo suficiente para o corpo se recuperar de uma bebedeira.

Cigarro atrapalha o desempenho?

Atletas não devem fumar cigarro.
Fonte: Canva

Sim. Isso porque o cigarro oferece diversos prejuízos à saúde. Basicamente, são cerca de 4.720 substâncias presentes em um único cigarro, sendo que a nicotina é a mais prejudicial para quem pratica esportes.

A nicotina diminui o tamanho das artérias. Como resultado, demora mais para que o sangue chegue até o músculo, reduzindo o desempenho muscular e aumentando os batimentos cardíacos.

Além disso, outras substâncias que não fazem bem à saúde são o monóxido de carbono, que causa falta de ar, e o alcatrão, que diminui a elasticidade do pulmão.

Dessa maneira, é notório como o cigarro pode atrapalhar o desempenho, especialmente em atletas de alta performance.

  • Não perca Ventosaterapia combate a celulite e alivia dores: conheça o tratamento

Quem joga futebol pode fumar?

Jogador de futebol.
Fonte: Canva

Sim, mas é preciso estar disposto a enfrentar as consequências e prejuízos na saúde que o cigarro pode causar.

Não existe uma lei que proíbe jogadores profissionais de beber ou fumar. No entanto, sabe-se que esses hábitos prejudicam a performance, o alto rendimento e ainda podem resultar em problemas de saúde.

Conclusão

Embora o consumo leve de bebidas alcoólicas não exerça uma piora significativa do desempenho esportivo, muitos atletas preferem por não fazê-lo. Isso para não interferir no rendimento nem na performance.

Portanto, se você é amador e começou os treinos com o objetivo de melhorar o condicionamento físico e ter perda de peso, é melhor trocar a cerveja por uma água com gás.

  • Por fim, leia também Hérnia de disco: entenda a condição que afeta Gustavo do BBB 22