Café não causa palpitações, de acordo com novo estudo dos EUA

Os resultados de um novo estudo que avaliou a associação entre sua ingestão diária e o risco de arritmias cardíacas trazem mais uma boa notícia para os amantes do café

- Continue depois da Publicidade -

Nos últimos anos, com base em evidências científicas, o café vem eliminando várias contraindicações que o associam a problemas de saúde. Paralelamente, as propriedades benéficas tornaram-se conhecidas.

Os resultados de um novo estudo que avaliou a associação entre sua ingestão diária e o risco de arritmias cardíacas trazem mais uma boa notícia para os amantes do café.

O consumo regular de café não faz seu coração disparar.

Embora tenhamos sido advertidos de que consumir grandes quantidades de cafeína pode causar palpitações cardíacas indesejadas em algumas pessoas, pesquisas recentes indicam que a maioria das pessoas pode desfrutar da bebida sem se preocupar; a cafeína não aumenta o risco de arritmias.

As arritmias são a frequência cardíaca ou distúrbios do ritmo cardíaco. O coração pode bater muito rápido (taquicardia) e parecer que está “acelerado”, muito lento (bradicardia) ou irregular.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

O café tem sido associado a um menor risco de arritmias

 

 

O consumo moderado da bebida sem açúcar pode beneficiar a saúde do coração a longo prazo. O consumo da bebida tem vários efeitos sobre o coração, alguns são temporários e de curto prazo.

- Continue depois da Publicidade -

Sobre o consumo de café e arritmias, um grande estudo recém-publicado no JAMA Internal Medicine descobriu que não apenas o café não os causa, mas cada xícara adicional de café que uma pessoa bebe diariamente pode reduzir o risco de arritmia em cerca de 3%, em média.

Você também pode gostar!

O estudo de pesquisadores da Universidade da Califórnia analisou o consumo de café de mais de 386.000 pessoas que participaram de um estudo de saúde britânico de longo prazo e comparou-o às taxas de arritmia cardíaca, que poderia incluir fibrilação atrial.

Não houve ligação entre a cafeína e os distúrbios do ritmo cardíaco, mesmo quando os pesquisadores realizaram uma análise genética, o estudo não encontrou associação significativa entre o metabolismo do café deficiente e o risco de arritmia.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

  • Siga o Fashion Bubbles no  Google News para poder acompanhar tudo sobre saúde direto no seu smartphone. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

Eles também observaram que “o consumo de café pode ter várias propriedades benéficas, muitas vezes atribuídas a efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios , e está associado a menores riscos de câncer, diabetes, doença de Parkinson e mortalidade geral.

 

 

 

 

O café pode reduzir o risco de doenças cardíacas e derrame

 

A Escola de Saúde Pública de Harvard compartilha que as evidências sugerem que o consumo regular e moderado da bebida (3 xícaras por dia) pode reduzir o risco de doenças cardíacas e derrames. Esta bebida foi associada a um risco 21% menor de morte por doenças cardiovasculares.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes