Chocolate amargo: 5 benefícios comprovados para a saúde

Chocolate amargo: 5 benefícios comprovados para a saúde

O chocolate é um dos doces preferidos e, de longe, o mais vendido em todo o mundo. Apesar de existirem vários tipos e marcas vendidos no mercado é preciso estar atento a qualidade do produto e quais podem ser prejudiciais à saúde. Apesar de ser o mais procurado, o chocolate ao leite pode conter um alto teor de açúcar. Como resultado, não é indicado come-los com tanta frequência. Por outro lado, o chocolate amargo é uma excelente opção!

Basicamente, a principal diferença entre as duas versões é o modo de preparo e os ingredientes. Porém, você já deve ter percebido que nos mercados existem vários tipos de porcentagem do chocolate.

Sendo assim, quanto maior o número apresentado, mais amargo ele será. Normalmente, este número varia de 50% a 85%, que é a quantidade de cacau presente na receita.

Mas, afinal, você sabe quais são os benefícios que o chocolate amargo pode oferecer à saúde? Então, continue lendo, pois nesta matéria você saberá:

  • Qual é o benefício do chocolate amargo
  • Chocolate amargo engorda?
  • Qual a melhor marca de chocolate amargo

Boa leitura!

 

Qual é o benefício do chocolate amargo?

 

Fonte: Unsplash

 

  • Siga o Fashion Bubbles no Google News para poder acompanhar tudo sobre Saúde direto no seu smartphone. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News

 

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que este doce é feito a partir da semente do cacaueiro. Este ingrediente é um dos mais procurados quando o assunto são alimentos antioxidantes. Afinal, é um dos que apresentam a maior quantidade.

Como resultado, separamos diversos benefícios do chocolate amargo para a saúde. Vale destacar que todo conteúdo relatado é baseado em evidencias científicas.

 

Reduz o risco de doenças cardíacas

 

Os componentes presentes no chocolate amargo servem como protetores para que não haja oxidação do LDL. Desta forma, a longo prazo, quanto menos colesterol ruim houver nas artérias, menor será o risco de desenvolver alguma doença cardíaca.

Para comprovar esta informação, diversos estudos fizeram pesquisas de observação. Um desses estudos mostrou que o risco de ter doenças cardíacas foi reduzido em 57% em pessoas que consumiam chocolate amargo mais de cinco vezes por semana.

Além disso, um outro estudo feito com 470 homens idosos provou que o cacau, presente de forma expressiva no chocolate amargo, reduziu o risco de morte por doença cardíaca em cerca de 50% em um período de 15 anos.

Em 2017, um ensaio clínico demonstrou que pessoas que tinham amêndoas e chocolate amargo em sua dieta tiveram os melhores níveis de LDL.

Como resultado, está mais do que provado a eficácia do doce contra doenças cardíacas.

 

  • Veja também: Hipertensão – o que é e quais alimentos ajudam a controlar!

 

Contém muitos nutrientes

 

O chocolate amargo é uma das opções de sobremesa mais nutritivas do mercado. Afinal, contém grande quantidade de cacau. Para se ter uma ideia, segundo pesquisa, uma barra de 100g de chocolate amargo com índice de cacau entre 70-85% contém:

  • 98% do DV de manganês
  • 89% do DV de cobre
  • 67% do DV de ferro
  • 58% do DV de magnésio
  • 11 gramas de fibra.

Além disso, o chocolate amargo também é rico em selênio, potássio, zinco e fósforo. Porém, atenção!

Não é recomendado consumir 100g de chocolate amargo por dia. Isso porque, apesar da grande quantidade de benefícios, uma barra dessa contém açúcar e em torno de 600 calorias. Como resultado, precisa ser consumida moderadamente.

 

Chocolate amargo engorda?

 

Fonte: Unsplash

 

Porém, se você já está preocupada com a quantidade de gordura do chocolate amargo, não se preocupe! Afinal, a gordura contida neste alimento é composta, principalmente, por ácido oleico. Trata-se de uma gordura que faz bem para o coração, ou seja, é saudável. Além disso, ela também está presente no azeite de oliva.

Outros tipos de ácidos presente no chocolate e que configuram como gordura são: o ácido palmítico e ácido estaérico. O primeiro deles é um dos responsáveis por manter o nível de colesterol bom. Além disso, representa apenas um terço de toda a caloria.

Como resultado, o chocolate amargo é uma excelente opção de sobremesa para saborear sem ter medo de subir o número da balança.

 

 

Protege a pele do sol

 

Parece impossível, não é mesmo? Mas fato é que o chocolate amargo contém bioativos que favorecem a boa aparência da pele. Um deles é chamado de flavonóide. Além de proteger a pele do sol, ele também melhora o fluxo sanguíneo. Como resultado, a pele fica hidratada e densa por mais tempo.

Um estudo feito com 30 pessoas nos Estados Unidos analisou a quantidade de dose eritemal mínima (MED), que é o mínimo de raios UVB capaz de deixar a pele vermelha 24 horas após a exposição ao sol, em pessoas que faziam consumo de chocolate amargo.

Na ocasião foi comprovado que o número de MED foi superior ao dobro de flavonóides registrados 12 semanas antes, que foi o tempo de duração da análise.

Mas, atenção! O consumo de chocolate amargo não substitui o protetor solar.

 

Melhora a função cerebral

 

Além de prevenir doenças cardíacas, o chocolate amargo tem um papel importante na melhora da função cerebral. Muito disso está ligado às substâncias como teobromina e cafeína que estão presentes no alimento. Segundo estudo, o consumo delas é capaz de melhorar a função cerebral em um curto prazo.

Uma outra pesquisa, desta vez realizada com idosos, mostrou que o consumo do cacau melhora a função cognitiva em casos de comprometimento leve, melhora a fluência verbal e diminui as chances de desenvolver doenças cerebrais.

Por fim, um estudo feito com pessoas saudáveis apontou que o alto teor de flavanol contido no cacau fez com que o fluxo sanguíneo para o cérebro melhorasse em apenas 5 dias.

 

 

Qual marca de chocolate amargo é melhor?

 

Se você ficou convencida de que adicionar este doce é uma excelente alternativa na dieta e quer saber mais sobre as marcas disponíveis, vamos falar disso agora mesmo!

Hoje em dia, grande parte das marcas de chocolate já desenvolveram uma linha voltada aos amargos. Isso está diretamente relacionado à procura por ele devido aos seus benefícios. Porém, na hora de escolher a melhor delas, é preciso estar atenta ao rótulo.

Busque pelas marcas que possuem uma quantidade mínima de aditivos e ingredientes que você não conhece. Afinal, quais mais natural ela for, melhor fará à sua saúde.

benefíciosChocolatechocolate amargocienciadietaSaúde