Dente-de-leão: um medicamento de fantástico poder de cura

 O dente-de-leão é uma planta com importantes propriedades anti-inflamatórias, hepato-protetora e também analgésica

- Continue depois da Publicidade -

Dente-de-leão é uma planta, conhecida cientificamente como Taraxacum officinale. Popularmente ela é chamada também de coroa-de-monge, quartilho e taráxaco.

Essa é uma entre as plantas que são reconhecidas pelas suas propriedades medicinais. Seu caule é ereto e oco, enquanto que as folhas possuem divisões profundas e as flores são de um amarelo vivo.

A planta possui apenas 30 centímetros de altura, mas tem propriedades medicinais muito importantes.

As principais aplicações são no tratamento de problemas digestivos, relacionados ao fígado, pâncreas e, também problemas de pele.

 

dente-de-leão

 

- Continue depois da Publicidade -

Há evidências também de que o dente-de-leão atua contra o vírus influenza, que provoca a gripe comum.

Quer saber mais sobre essa plantinha poderosa? Continue lendo esse texto.

 

- Continue depois da Publicidade -

Para que serve o dente-de-leão?

 

O dente-de-leão, ou Taraxacum officinale, é uma planta pequena com importantes propriedades anti-inflamatórias, hepato-protetora e também analgésica. As principais indicações são:

  • Disfunções digestivas;
  • Falta de apetite;
  • Problemas biliares;
  • Doenças hepáticas;
  • Hemorroidas;
  • Gota;
  • Reumatismo;
  • Eczemas;
  • Reduzir o colesterol;
  • Problemas nos rins e vesícula.

- Continue depois da Publicidade -

Outra propriedade importante relacionada ao dente-de-leão diz respeito ao aumento da produção de insulina. Por isso ele ajuda a controlar a diabetes.

 

dente-de-leão

 

Ela funciona também como poderoso diurético, podendo ser usado como auxiliar no tratamento de infecções urinárias. A raiz, por sua vez, tem efeito laxativo.

Um estudo chinês de 2011 demonstrou que o dente-de-leão é eficiente conta o vírus da gripe. No entanto isso acontece com concentrações acima de 15 mg/ml.

Por mais que isso pareça promissor, essa concentração é significativamente elevada e difícil de se alcançar em preparos comuns feitos em casa.

 

  • Depois veja também: Kefir: presente do céu contra estresse e para a digestão

 

Potencial no combate à Covid-19

 

dente-de-leão

 

Por ser comprovadamente eficiente contra o vírus da gripe, o dente-de-leão vem sendo usado também como complementar no tratamento da Covid-19.

Entretanto deve-se ressaltar que não existe nenhuma comprovação científica da eficácia do tratamento. Por isso, deve-se seguir apenas a recomendação do profissional de saúde responsável pelo seu caso.

 

Dente-de-leão para melhorar a digestão e manter a função hepática

 

Várias partes da planta são utilizadas no tratamento de tosse, prisão de ventre, para se livrar de vermes.

O dente-de-leão aumenta o tônus ​​do corpo humano, suas capacidades imunológicas.

O uso de dente-de-leão cobre os campos da medicina formal e alternativa, em particular na fitoterapia.

 

dente-de-leão

 

A evidência escrita do uso medicinal do dente-de-leão relaciona geograficamente esta planta benéfica à Ásia, Europa e América do Norte.

A raiz do dente-de-leão era originalmente considerada um agente gastrointestinal para melhorar a digestão e manter a função hepática, e as folhas da planta eram usadas para obter um efeito diurético.

 

  • Depois confira: Florais de Bach: 38 essências para curar o corpo e a alma

 

Dente-de-leão remove o excesso de colesterol do sangue

 

Foi comprovado que as preparações de raiz de dente-de-leão removem o excesso de colesterol do sangue, têm um efeito benéfico no sistema nervoso e ajudam nos distúrbios do sono.

Dente-de-leão para reduzir o colesterol:

  1. infundir uma pequena raiz em um copo de água por 3 dias.
  2. Beba em porções, até 400 ml em um dia.

 

Dente-de-leão eficaz contra pedra na vesícula

 

dente-de-leão

 

O suco de dente-de-leão especialmente preparado tem um efeito estimulante no fígado, ao mesmo tempo que é um tônico geral. O suco de dente de leão é eficaz para pedras e areia na vesícula biliar.

 

  • Confira também: Chá de Sene: amplamente utilizado no tratamento de prisão de ventre

 

Pó da raiz do dente-de-leão é bom para a pele

 

O pó da raiz do dente-de-leão cura bem as lesões da pele: feridas, abrasões profundas, queimaduras, escaras.

Uso de dente-de-leão para pele:

  1. despeje 2 colheres de sopa de raízes picadas com água fervente (300 ml);
  2. ferva por 15 minutos e deixe esfriar.
  3. lave o rosto com uma decocção de raízes de dente de leão.

 

Dente-de-leão é bom para diabéticos

 

dente-de-leão

 

A bebida de raiz será apreciada por diabéticos: o pó de raiz de dente de leão é útil para alto teor de açúcar.

A gama de propriedades medicinais do dente-de-leão é tão ampla que se pode garantir com segurança o status de um dos mais famosos curandeiros do mundo para esta planta.

Na Costa Rica, o dente-de-leão é comercializado como remédio farmacêutico para diabetes.

 

 

Decocção de raiz de dente-de-leão para diabéticos:

 

dente-de-leão

 

  1. uma colher de sopa de raiz picada é adicionada a 2 copos de água, deixe ferver em fogo baixo por 10 minutos e de molho por 2 horas.
  2. Deve-se beber meio copo várias vezes ao dia para doenças hepáticas com secreção insuficiente de bile, como diurético para insuficiência renal com edema, formas leves de diabetes mellitus, bem como para lesões hepáticas provocadas por grandes doses de antibióticos e drogas sintéticas.

O caldo não induz enzimas no fígado, por isso pode ser tomado por muito tempo.

Quando misturado com outras plantas, atua como antiviral, mobiliza as defesas do organismo, aumenta o apetite.

 

Principais nutrientes

 

dente-de-leão

 

O dente-de-leão é uma planta cheia de nutrientes, entre eles, muitas fibras, proteínas, minerais e vitaminas, como A, B, C e D.

A planta apresenta também altos índices de potássio e pode ser usada com eficiência em casos de falta de apetite.

 

 

Como usar o dente-de-leão?

 

Geralmente o dente-de-leão é usado na forma de chá, mas é possível preparar sucos, tinturas e, também usar a planta na culinária. É comum que seja usado em fórmulas preparadas em farmácias homeopáticas.

 

dente-de-leão

Você também pode gostar!

Veja algumas dicas de como consumir:

 

1.      Chá de dente de leão

 

dente-de-leão

 

Ingredientes:

  • 1 colher (de sopa) de raiz de dente-de-leão;
  • 200 ml de água fervente.

 

Modo de preparo

 

  1. Primeiramente você precisa aquecer a água ate que ela esteja em ebulição. Então basta colocar as folhas e deixar repousar durante aproximadamente 10 minutos.
  2. Depois disso é só coar e consumir morno até três vezes ao dia. Se você tiver problemas gastrointestinais, procure consumir a bebida antes das principais refeições.

 

2.      Suco de dente-de-leão

 

dente-de-leão

 

Ingredientes

 

  • Folhas novas de dente-de-leão;
  • Água de coco.

 

Modo de preparo

 

  1. Bata as folhas do dente-de-leão com a água de coco em um liquidificador ou processador e consumir a bebida três vezes ao dia.
  2. Fique atento porque as folhas dessa planta geralmente são amargas e o sabor pode incomodar bastante. Por isso, procure escolher as mais claras, que são mais novas e têm sabor mais discreto.
  3. Se preferir, inclua outros ingredientes no suco, como maçã, gengibre ou hortelã, por exemplo.

 

3.      Uso do dente-de-leão na culinária

 

Você pode preferir usar o dente-de-leão na sua forma natural, ou seja, no preparo de diversas receitas.

Use as folhas da planta para fazer sopas, saladas e até mesmo sobremesas deliciosas.

 

Consumir dente-de-leão pode ser perigoso?

 

dente-de-leão

 

Em baixas doses é muito raro que o dente-de-leão provoque reações adversas. Mas em alguns casos raros surgem reações alérgicas e problemas gastrointestinais.

Além disso, algumas pessoas não devem consumir a planta, a não ser que haja recomendação de um profissional de saúde. São elas:

  • Gestantes e lactantes;
  • Indivíduos com hipersensibilidade;
  • Quem tem obstrução dos ductos biliares ou oclusão intestinal.

 

Todas as partes podem ser aproveitadas

 

Apesar de a forma mais comum de consumo do dente-de-leão seja o chá, essa planta pode ser consumida integralmente.

Recentemente um estudo publicado no Journal of Oncology sugeriu que usar extratos das flores não faz nenhuma diferença no desenvolvimento de tumores.

 

dente-de-leão

 

No entanto, o extrato da própria folha ajudou a diminuir a quantidade de células tumorais presentes nos indivíduos acometidos pela doença.

Em outro estudo publicado na revista acadêmica Elsevier, consta que as folhas ajudam na proteção do fígado contra os efeitos do consumo de bebidas alcoólicas.

Além disso, o extrato teria efeito anti-inflamatório de maneira geral.

Em contrapartida, um estudo que saiu na revista Journal of Agricultural and Food Chemistry sugere que o extrato da flor de dente-de-leão possui efeitos antioxidantes e antitumorais expressivos.

 

  • Siga o Fashion Bubbles no  Google News para poder acompanhar tudo sobre saúde direto no seu smartphone. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

Como saber que a planta é realmente o dente-de-leão?

 

É comum que as pessoas confundam o dente-de-leão com outra planta. A Serralha, ou Sonchus oleraceus também tem flores amarelas e sementes que voam, como o dente-de-leão.

Por isso é preciso ter bastante atenção para conseguir diferenciar adequadamente as duas espécies.

 

dente-de-leão

 

Existem duas características nas folhas e nas fores que você pode usar na diferenciação. Na serralha, as folhas têm formato achatado.

Além disso, vários botões de flores saem de uma mesma haste. No dente-de-leão isso não acontece.

As folhas nesse caso são alongadas, por isso o nome dente-de-leão. Em relação às flores, sai apenas uma unidade em cada haste.

Pode ser realmente difícil conseguir diferenciar as duas plantinhas rapidamente. Mas de qualquer forma você não precisa se preocupar muito porque ambas são comestíveis e você não terá problemas com isso.

Muito mais importante do que encontrar a planta certa é ter o cuidado de jamais pegar vegetais em solos desconhecidos pois esses podem estar contaminados por esgotos ou metais pesados. Evite também plantas de áreas próximas à cemitérios.

Fatos interessantes

 

dente-de-leão

 

O dente-de-leão delicado e leve tem a honra de ser elogiado não apenas em livros de referência de plantas medicinais. Uma das vozes mais “barulhentas” da Idade de Prata, Konstantin Balmont dedicou-lhe um elegante poema “Dente-de-leão”.

Os pintores também não escaparam do encanto da flor dourada: Claude Monet, Isaac Levitan capturou a beleza indescritível desse representante da flora em suas telas.

O simbolismo do dente-de-leão é fascinante: é a única flor que incorpora os três corpos celestes (sol, lua e estrelas).

A flor amarela simboliza o sol, uma bola macia fofa e prateada – a lua, sementes voadoras – estrelas.

Condições de cultivo

 

As sementes devem ser plantadas com espaçamento entre fileiras de 25 a 30 cm. O cuidado do dente-de-leão é simples e envolve arar o solo três vezes e capinar durante a estação de crescimento.

O período de floração do dente-de-leão começa em meados da primavera e termina no final do outono. A coleta das partes da planta usada inclui a colheita de folhas e raízes.

As raízes são colhidas antes do início do período de floração. As raízes são desenterradas, limpas com água fria, secas por vários dias sob o influxo de ar fresco e secas.

As raízes do dente-de-leão colhidas corretamente não perdem suas propriedades curativas por mais de 4 anos.

Ao coletar dente-de-leão, é importante lembrar que não é recomendável colher plantas perto de rodovias, estradas ou dentro da cidade, pois o dente-de-leão facilmente assimila e acumula chumbo e outras substâncias cancerígenas.

As raízes secas do dente-de-leão são marrons ou marrom-escuras, enrugadas, oblongas, frequentemente torcidas em espiral. Quando dobrados, devem quebrar facilmente, seu sabor é amargo, com um sabor adocicado.

 

Conclusão

 

O dente-de-leão é uma planta relativamente comum e fácil de encontrar que possui excelentes propriedades medicinais.

Para obter os benefícios você pode consumir todas as partes dela e usar em diferentes tipos de preparos.

Então, siga as orientações desse texto e comece agora mesmo a consumir o dente-de-leão.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes