Nova variante de coronavírus: saiba quais países evitar

África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue são os países proibidos pelo Brasil motivado pela ômicron, a nova variante de covid-19

- Continue depois da Publicidade -

A nova variante de coronavírus ômicron já está circulando em diversos países, Mas você sabe quais deve evitar? A partir desta segunda-feira (29/11), quem estava com viagem marcada para o continente africano terá que ficar atento às instruções do Governo Federal.

Isso porque no último sábado (27/11), houve uma publicação extra no Diário Oficial da União. Assim, determinou-se que o Brasil fecharia as fronteiras brasileiras para diversos países.

O motivo da decisão emergencial foi o registro de uma nova variante do covid-19. Chamada de ômicron, ela foi descoberta nesta região. A decisão foi do ministro chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, em conjunto com os ministérios da Infraestrutura, Saúde e Justiça e Segurança Pública.

 

Quais países o Brasil fechará as fronteiras?

 

Brasil restringe viagens por causa da nova variante.
Fonte: Unsplash

 

- Continue depois da Publicidade -

No total, o Brasil proibiu a entrada de passageiros vindos de seis países no sul da África. Portanto, essa restrição abrange:

  • África do Sul;
  • Botsuana;
  • Eswatini;
  • Lesoto;
  • Namíbia;
  • Zimbábue.

- Continue depois da Publicidade -

No entanto, ainda está em trâmite e discussão a orientação da Anvisa e os secretários executivos. Então, pode ser que o Brasil inclua nesta lista: Moçambique, Malawi e Zâmbia, mesmo sem que haja casos registrados nestes lugares.

Diversos países do mundo tomaram a decisão de proibir a entrada de passageiros vindos destes países. Os Estados Unidos, por exemplo, além desses, inclui a restrição também para passageiros do Moçambique e do Malawi.

Desde a semana passada, Canadá, Reino Unido, Alemanha e Itália também aplicaram restrições. Ao mesmo tempo, a Comissão Europeia suspendeu os voos da África do Sul para toda a União Europeia.

 

- Continue depois da Publicidade -

 

  • Além disso, confira Covid-19: Tudo sobre a nova Variante Ômicron. Entenda!

 

A restrição

 

 

Por outro lado, o presidente Jair Bolsonaro se mostrou contra a decisão tomada. Na última sexta-feira (26), ao ser questionado sobre o fechamento dos aeroportos vindo da Europa, Bolsonaro afirmou a um apoiador:

 

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

“Você não vedar, rapaz. Você não vai. Não, pera aí, mas que loucura é essa? Que loucura é essa? Quer dizer, fechou aeroporto, vírus não entra? Ah, pelo amor… Já tá aqui dentro, pô”, disse o presidente.

 

Durante a conversa, não foi citada a nova variante do coronavírus ômicron. Afinal, a oficialização por parte da OMS e o nome da mesma só foi feita depois do diálogo.

 

 

  • Siga o Fashion Bubbles no Google News para poder acompanhar tudo sobre Saúde direto no seu smartphone. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News

 

A nova variante ômicron

 

Na semana passada, as autoridades de saúde voltaram a ficar em estado de alerta. Isso porque uma nova variante chamada de ômicron, detectada em um país do sul da África, foi considerada pela OMS como uma “preocupação internacional”.

Embora não se tenha muitas informações até o momento, cientistas buscam respostas para saber se essa nova variante é mais letal, é ou não resistente à vacina, é ou não mais transmissível.

Além disso, a maior preocupação são as mais de 50 mutações sofridas na variante que recebeu o nome científico B.1.1.529. Por isso, é muito a ômicron é diferente das outras variantes que já circulam no mundo.

Por outro lado, os fatos até o momento são de pessoas jovens sendo contaminadas com o ômicron e com sintomas leves. Porém, é importante destacar que o país de origem possui pouco mais de 24% da população vacinada.

 

 

 

Conclusão

 

Viajantes vindos de diversos países africanos estão proibidos de entrar em território brasileiro e diversos outro países, incluindo a União Europeia.

A motivação é uma nova variante chamada ômicron, que tem preocupado as autoridades de saúde pela grande quantidade de mutações.

Por fim, os países com africados proibidos até o momento são: África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes