Análise sobre tortura psicológica entre Deolane e Thomaz em A Fazenda.
·

Tortura psicológica em A Fazenda? Terapeuta analisa caso de Deolane e Thomaz

Falas de Deolane e Thomaz ganham repercussão nas redes sociais e internautas apontam tortura psicológica no reality, saiba o porquê

Compartilhe

Os últimos acontecimentos envolvendo conflitos no reality A Fazenda 14 geraram uma discussão importante sobre tortura psicológica.

Porém, a maioria das pessoas está acostumada a associar violência somente a agressão física. Por isso, pode ser difícil identificar reais agressões psicológicas e emocionais que as pessoas sofrem, mesmo elas trazendo consequências avassaladoras para nossa saúde mental.

A tortura psicológica fragiliza autoestima, autoconfiança, gera pensamentos negativos e também pode desenvolver transtornos mentais.

A vítima desse tipo de violência vai minando a saúde emocional até que ela não tenha forças para sair dessa situação. Além disso, pode, sim, levar a pessoa a atitudes drásticas frente a própria vida principalmente quando a pessoa já tem algum transtorno mental diagnosticado.

Mas afinal, o que é tortura psicológica?

O que é considerado tortura psicológica?

Homem fazendo tortura psicológica em mulher.
Fonte: Canva

A tortura, seja física ou psicológica, é todo ato com a intenção de causar dor ou sofrimento intencionalmente.

No caso da tortura psicológica ou abuso emocional, como também é conhecida, ela pode se  apresentar em forma de:

  • Crítica;
  • Comentários maldosos;
  • Xingamentos;
  • Ironia;
  • Desprezo;
  • Indiferença;
  • Silêncio proposital;
  • Ameaças verbais realizadas repetidamente pelo abusador.

Importante salientar que ela pode acontecer em todos os tipos de relacionamento: familiar, amoroso, trabalho e social.

São agressões sistemáticas que  tem como objetivo causar sofrimento sem usar  do contato físico para intimidar, manipular ou punir a vítima.

Infelizmente muitas pessoas que passam por esse tipo  situação não conseguem perceber que estão sendo violentadas psicologicamente e acabam entrando em sofrimento emocional.

Comportamento do abusador

As agressões podem acontecer de uma forma sutil e mais difíceis de serem percebidas pela vítima, principalmente quando ela tem algum tipo de afeto por seu agressor. É o caso de parceiros amorosos, familiares e até mesmo colegas de trabalho.

Quando mascarada por ‘querer o melhor para a pessoa’ ou ‘ser para seu próprio bem’ as críticas recebidas.

Mas elas também podem acontecer de forma mais hostil e escancarada,  mas ainda assim o agressor pode se esconder atrás de justificativas como estar  sendo ‘sincero’ ou afirmando que a vítima merece aquele tratamento em ‘razão de suas ações ou  comportamento’.

As humilhações podem ser feitas em ambiente  público ou em um ambiente mais íntimo e o agressor busca sempre  atacar  os pontos fracos ou fragilizados da vítima.

A tortura psicológica e o impacto na saúde mental

Deolane e Thomaz.
Fonte: @thocostaoficial e PlayPlus

O reality A Fazenda 14 tem gerado várias polêmicas e dividido a opinião do público.

Recentemente, uma das participantes tida como a favorita dessa edição, a advogada Deolane Bezerra,  tem sido acusada pelos espectadores de tortura psicológica contra o participante Thomaz Costa, que durante a madrugada desta segunda-feira (17), após uma crise provocada por forte estresse emocional teria sugerido que iria se ferir e se jogar da escada.

A participante Deolane Bezerra, afirmou que ele teria feito isso para chamar a atenção do público. Inclusive, a peoa chegou a dizer o seguinte: “quem quer se matar, se mata” e que “vaso ruim não quebra”.

As falas da advogada Deolane causaram grande repercussão nas redes sociais e despertou fortes gatilhos emocionais no público que acompanha o reality,  e também nos internautas.

Além disso, o participante Thomaz já havia citado suas crises de ansiedade, desejo de morrer e se ferir.

Saiba todo o impacto provocado por esse transtorno em  Ansiedade: como evitar? Causas, sintomas, tratamentos, tipos e mais.

Análise sobre a fala de Deolane Bezerra

Deolane Bezerra.
Fonte: @dra.deolanebezerra

A fala de Deolane foi irresponsável de diversas formas.

Em primeiro lugar, por menosprezar uma dor que não é sua. Ademais, por se tratar de um tema tão delicado quanto a vulnerabilidade da saúde mental que pode sim,  levar uma pessoa em um ato de desespero a tirar a própria vida.

Em terceiro lugar, por ser uma figura pública e que acaba influenciando outras milhares de  pessoas a banalizar um assunto tão sério e delicado quanto o suicídio.

É importante lembrar que uma pessoa saudável não pensa ou diz que quer se ferir, ou se matar.

Precisamos reafirmar isso,  pois a fala de Deolane, reduz o sofrimento do outro como uma forma de chamar a atenção, algo que ainda é visto por muitas pessoas como comum.

Quando alguém fala no desejo de se ferir e/ou sobre o desejo de tirar a própria vida, essa pessoa precisa ser  levada a sério.

É um sinal muito grande de necessidade de cuidado, um pedido de ajuda. Portanto, qualquer intenção declarada de morte deve ser olhada com sensibilidade e cuidado.

Por trás da intenção

Quem pensa em suicídio não quer sofrer uma dor física e muito menos acabar com a vida. O que a pessoa quer é acabar com o sofrimento psíquico que gera muita dor. Seu real desejo é se libertar daquilo que causa uma angústia interna muito forte, daquilo que ela não suporta mais sentir.

Sendo assim, como trata-se de uma dor que não é nossa, ela não deve ser julgada, comparada e muito menos ridicularizada como feito pela advogada durante o reality.

As pessoas que estão em sofrimento precisam ser acolhidas, amparadas e encaminhadas para atendimento. O olhar atento da família e dos amigos é fundamental nesse processo.

Como ajudar?

Quem tem pensamentos suicidas e precisa de apoio emocional pode ligar para o CVV (Centro de Valorização da Vida) no número 188.

Também é possível receber apoio emocional via internet (www.cvv.org.br), email, chat e Skype 24 horas por dia. Existem ainda os prontos-socorros psiquiátricos para casos de emergência.

Sobre a colunista

Camila Custódio
Fonte: Divulgação

Camila Custódio é idealizadora do Consultório Emocional – @consultorioemocional nas redes sociais. Camila é Assistente Social, Terapeuta de Família e Casal, Terapeuta Relacional Sistêmica, Psicanalista e Coach. Além disso, é Especialista em Gestão da Emoção e Consultora em Desenvolvimento Humano.

Escreve sobre saúde emocional, relacionamento e empoderamento feminino para sites, revistas e blogs. Atende pacientes online de todo o Brasil e do exterior.

Compartilhe

Notícias em Alta

Últimas Notícias