Makayla Sabino está oficialmente integrando o balé de Ludmilla, substituindo Brunna Gonçalves, atual participante do BBB 22, enquanto a esposa da cantora estiver na casa mais vigiada do Brasil. A dançarina trans já fez parte do time de Anitta, Iza e Rebecca.

A profissional estreou no palco ao lado de Ludmilla neste último final de semana, durante um show feito em São Paulo. Em publicação no Instagram, a dançarina agradeceu.

“Obrigado, Ludmilla, pela oportunidade de estar nessa caminhada com vocês e obrigada as meninas por todo suporte e que tive o prazer de dividir palco”, escreveu.



Quem substituiu Brunna Gonçalves no balé de Ludmilla?


Foto de Brunna Gonçalves e Makayla Sabino.
Fonte: Globo/ Instagram

A primeira vez que Makayla Sabino ganhou os holofotes foi em 2019, enquanto dançava com Anitta no Rock in Rio. Ela, que possui 22 anos, mora no Complexo do Alemão, comunidade do Rio de Janeiro.

Além do mais, ela já fez parte do time de dançarinas da cantora Iza enquanto rolava o último Prêmio Multishow, em dezembro de 2021. No mesmo ano, a dançarina abriu uma vaquinha online para tentar arrecadar dinheiro com o objetivo de fazer a cirurgia de redesignação sexual, ela tem acumulado quase R$ 14 dos R$ 60 mil.


  • Logo depois, confira Boninho e Ludmilla trocam farpas após Brunna ser chamada de planta no BBB 22

Foto da dançarina no 1º show com a cantora Ludmilla.
Makayla Sabino no 1º show com Ludmilla. Fonte: Instagram

Nome e gênero de Makayla foram modificados nos documentos por volta de 2019, após ela lutar por dois anos na Justiça. Ela possui mais de 13 mil seguidores no Instagram e namora um atleta chamado Marcelo, com quem vive trocando mensagens carinhosa na Internet.


  • Em seguida, veja também Brunna Gonçalves antes e depois: veja resultados de procedimentos da sister do BBB 22

Makayla Sabino e o preconceito


Foto da dançarina.
Fonte: Instagram


A famosa moradora do Alemão sofreu bullying quando estudava na escola e foi alvo de chacota em público inúmeras vezes por ser trans. Sua família também foi preconceituosa: o pai não a aceitou tão rapidamente e uma das avós ainda a chama pelo nome de nascimento. Sem contar os muitos “nãos” que ela recebia quando se candidatava para vaga de dançarina.

Makayla já ouviu muito de produtores que não faria parte de um trabalho por ser mulher trans. Ela chegou a pensar que não chegaria onde está hoje: “Pensei muito em desistir. É muito difícil, porque machuca demais”, disse.


https://www.instagram.com/p/CZFzI20oNeR/



A substituta da sister Brunna no Balé de Ludmilla não esconde o seu reconhecimento por Anitta: “Ela foi super atenciosa e carinhosa comigo. Acho incrível ela começar a abrir portas que já deveriam ter sido abertas há muitos anos. Ela é a cantora que deu a cara a tapa. E ela não me apoiou só na mídia. No segundo dia de ensaio, ela me chamou e demonstrou preocupação e muito respeito comigo”, diz.


A transição da dançarina


Makayla dança, atua e é modelo desde os 15 anos. Sua transição teve o apoio da mãe, que começou aos 17, após um período de aceitação própria.



Foto de dançarina que substituiu Brunna Gonçalves.
Fonte: Instagram

“Cresci num meio onde ser travesti era ‘um problema’. Ouvindo que gay tinha que ser ‘comportado’, ‘no padrão’… Então, rolou uma dificuldade para eu entender”, relata ela.

Depois, ela conta como fez para descobrir que é uma mulher trans: “Fui estudar primeiro antes de me assumir para todo mundo e para explicar para os outros o que eu sou. Primeiro me assumi como gay, e através da cultura Ballroom, que é um estilo de dança que eu estudo, comecei a ter espelhos de mulheres trans dentro dessa cena. Foi quando eu percebi que ser trans não era um problema”.