O Brasil é um país rico em artistas talentosos ainda desconhecidos. Mas graças a Internet há uma grande chance desses talentos se espalharem pelo país. Como vem acontecendo com a dupla DueLibras, a 1ª nacional a cantar na língua natural dos surdos: Libras.

Os músicos Bruno Oliveira e Lucas Brito chamam a atenção por “enCantar” com as mãos. Os dois, aliás, falaram com exclusividade ao Fashion Bubbles sobre seus papéis como artistas que trazem a diversidade para a música.

Para eles a luta tem um propósito: acessibilidade e diversidade de público em suas apresentações! Confira em seguida a entrevista exclusiva completa:


  • Enquanto isso, leia LIBRAS: o que significa e como aprender a linguagem de sinais

Entrevista exclusiva com DueLibras


Foto da dupla.
Bruno Oliveira e Lucas Brito. Fonte: Divulgação

Fashion Bubbles: A diversidade na música. O que poderiam falar sobre o processo que vocês estão fazendo?

DueLibras: Desde que começamos a dupla, tivemos essa visão de fazer arte musical para ouvintes e não ouvintes. Nós ficamos empolgados, porque defendemos o amor ao próximo e tudo o que fazemos para tornar [a música] acessível para todos, independentemente de cor, raça, sexo, etc. Sentimos que a comunidade surda não tinha entretenimento artístico, como shows próprios, por exemplo, sendo que eles conseguem sentir a vibração na música. Então isso tem nos motivado a cada dia. Lutamos por eles e fazemos nossa arte com utilidade, nesse propósito de ter acessibilidade e diversidade de público nas nossas apresentações.


Fashion Bubbles: Qual a conexão de vocês com a linguagem de sinais Libras?

DueLibras: Para o Bruno, foi uma paixão com a comunidade. Após a faculdade, onde estudou fonoaudiologia e teve acesso ao ensino de Libras, aprendeu sobre sua importância e a respeito da luta para que Libras fosse reconhecida como uma língua. Hoje, há esse reconhecimento de que não é uma linguagem, e sim um língua com suas próprias gramática e classificações. Como Bruno é apaixonado por línguas, ele se encantou mais.

Já o Lucas teve mais acesso ao Libras através de uma amiga chamada Martany. Ambos moravam numa cidade do interior de São Paulo, chamada Aguai. Ele após conhecer o trabalho dela como intérprete começou a incluir isso na sua arte cantada, postando vídeos cantando e com ela interpretando em libras.


Fashion Bubbles: A resposta do público deficiente auditivo. Qual foi a mais marcante para vocês?

DueLibras: Na gravação do nosso clipe! Tivemos uma experiência emocionante com a nossa atriz, a Shay. Ela, que tem surdez profunda, vendo a gente gravar com os sinais, se emocionou muito e se arrepiava. Shay conseguia sentir a música e não somente os sinais. Aquilo nos moveu muito e foi um sim para nós também. Pois o objetivo é esse, não ser só sinais, mas que eles tenham uma experiência com a música, mesmo não a ouvindo.


Fashion Bubbles: Escolham 1 trecho de música que tenha mensagem interessante para os deficientes auditivos.

DueLibras: A frase: Essa sensação de paz só o teu toque me traz.

Temos certeza que pelos sinais e o contexto do clipe eles [deficientes auditivos] vão entender o que queremos passar com essa frase. Pois podemos alegar que a maioria [dos deficientes auditivos], em um relacionamento sentimental como é o com a música, eles são mais sensitivos do que só a comunicação.


DueLibras: conheça a 1ª dupla de Libras do Brasil


Foto da dupla musical.
Fonte: Divulgação

A dupla reproduziu covers de canções que bombaram e que mais têm tocado no momento. Supuesto (Marina Sena), Malvadão (Xamã) e Trem-bala (Ana Vilela) são algumas delas. O resultado é de arrepiar.

A DueLibras tem alcançado centenas e até milhares de números nas redes sociais. Muitas pessoas vêm sendo tocadas pelos vídeos. Todavia, a ideia principal da dupla é promover a igualdade através da música.

Confira abaixo o cover de Malvadão, de Xamã:


  • Logo depois, nos siga no Google News e acompanhe as novidades direto do seu smartphone. Basta clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.


  • Ao mesmo tempo, confira 50 frases e citações de grandes vozes negras sobre empoderamento — Legendas e mensagens para fotos

O começo de tudo


Tudo começou com um depoimento de uma amiga professora de Bruno e Lucas. A declaração se tratava da exclusão de um aluno deficiente auditivo em um acampamento.

Essa história fez a dupla perceber a necessidade grande em oferecer igualdade nos diversos momentos da vida. E então eles viram na música a oportunidade de mudar a vida dessas pessoas. Afinal, são cerca de 10 milhões de deficientes auditivos no Brasil.


Foto de Bruno Oliveira e Lucas Brito.
Fonte: Divulgação
  • Em seguida, leia Movimento Queer, o que é? Teoria, significado e características

Bruno e Lucas se conheceram em um projeto musical de Campinas, São Paulo. Em poucas semanas iniciaram uma sociedade em uma empresa de preparação vocal. Inclusive, após alguns anos de atuação, a empresa se tornou renomada por conta de produção de artistas como Dennis DJ, Gloria Groove, Ludmilla, Paula Mattos, Sorocaba, Orochi e muitos outros.

Confira em seguida outro cover gravado pela DueLibras:




Enfim, veja o agradecimento de Bruno Oliveira sobre o reconhecimento da DueLibras: “Estamos extremamente felizes e gratos por todo carinho e reconhecimento, queremos proporcionar para milhares de brasileiros a oportunidade de se sentirem representados. Temos diversos planos para o futuro e o próximo a se tornar realidade será o lançamento de um single com audiovisual”.


  • Por fim, confira A relação entre estética negra e cargos de liderança