Morre Issey Miyake, estilista japonês, aos 84 anos

Miyake ficou encarregado de criar o suéter de gola alta usado por Steve Jobs. Veja quem foi Issey Miyake e tudo sobre sua partida

Foto de Issey Miyake em preto e branco e símbolo do luto.
Compartilhe

O Issey Miyake faleceu aos 84 anos. Ele foi um famoso designer japonês conhecido por seu estilo de roupas plissado que nunca amassa. Além disso, por criar o icônico suéter de gola alta de .

Embora o anúncio tenha sido feito pela imprensa japonesa nesta terça-feira (9), Miyake faleceu na sexta-feira, 5 de agosto. O motivo seria de um câncer no fígado, segundo a agência de notícias Kyodo.

Conhecido por sua praticidade, Miyake originalmente pretendia ser dançarino ou atleta antes de ler as revistas de de sua irmã. Foram elas que lhe deram inspiração para mudar de direção.

Quem foi Issey Miyake?

Rosto de Issey Miyake olhando para o lado esquerdo em preto e branco.
Fonte: Artemide

Hiroshima é onde Miyake nasceu. Ele tinha sete anos e estava na escola quando a bomba atômica foi lançada sobre a cidade.

O estilista nunca estava ansioso para discutir o que aconteceu. Em 2009, enquanto escrevia para o “ Times” como parte de uma campanha para convencer o então presidente dos Estados Unidos, , a visitar a cidade, afirmou que não queria ser lembrado como “o estilista que sobreviveu” à explosão.

“Quando fecho os olhos, ainda vejo coisas que ninguém deveria experimentar”.

Miyake

Tentei, embora sem sucesso, deixá-los para trás, preferindo pensar em coisas que podem ser criadas, não destruídas, e que trazem beleza e alegria. Isso é moderno e otimista”.

Miyake

Depois de estudar design gráfico em uma universidade em Toquio, ele aprendeu design de moda em Paris. Lá trabalhou com os renomados designers da área Guy Laroche e Hubert de antes de se mudar para Nova York. Miyake retornou a Tóquio em 1970 e fundou o Miyake Design Studio.

Por volta de 1980, ele criou um método de fixação que fixou super famoso. A técnica envolvia prender tecidos entre rolos de papel e colocá-los em uma prensa aquecida enquanto as roupas mantinham sua forma plissada. Isso resultou no desenvolvimento de sua linha de assinatura, “Pleats, Please”, demonstrada por sua liberdade de movimento em apresentações de dança.

Eventualmente, antes de se aposentar em 1997 para se concentrar à pesquisa, Miyake desenvolveu mais de uma dúzia de linhas de moda. Elas incluiam bolsas, joias e perfumes.

Quando perguntado sobre quais desafios os futuros designers enfrentariam, ele disse ao jornal britânico “Guardian” em 2016 que as pessoas provavelmente consumiriam menos.

“Podemos ter que passar por um processo de desgaste. Isso é importante”

Miyake

“Em Paris, chamamos as pessoas que fazem, de costureiros de roupas — eles desenvolvem novos itens de roupas — mas, na verdade, o trabalho do designer é fazer algo que funcione na realidade”

Miyake

Suéter de Steve Jobs

Foto de Steve Jobs da cabeça à cintura. Fotografado em sala com luminária e quadro na parede.
Steve Jobs na sede da Apple em Cupertino. Fonte: Globo/ Dematteis/Reuters

De acordo com a revista “Times”, Issey Miyake, em vez de St. Croix, fez os ternos icônicos de Steve Jobs.

Segundo uma seção da biografia de Walter Isaacson, Steve Jobs fez com Miyake no início da década de 1980. Então, Jobs pediu que ele fizesse alguns ternos de gola alta. Miyake mandou “cem deles”, como afirmou Jobs. “Eu tenho o suficiente para durar o resto da minha vida”.

Compartilhe

Stories

Matérias Similares