Como criar uma startup? Passo a passo para pilotar sua ideia!

Confira dicas de como criar uma startup e desenvolver um produto, serviço ou modelo de negócio completamente novo ou ainda pouco explorado.

2 954

Criar uma startup pode parecer uma tarefa difícil. Esse termo que têm crescido nos últimos anos, deixa empreendedores curiosos em como inserir sua ideia em um modelo inovador e escalável.

O que é startup?

startup é um caminho incerto
Foto/Freepik

Uma startup ou start-up é uma empresa ou projeto realizado por um empreendedor para buscar, desenvolver e validar um modelo econômico escalável, em um cenário de incertezas e soluções a serem desenvolvidas.

Startup, termo da língua inglesa sem tradução oficial para a língua portuguesa, é considerada também uma “empresa emergente”. Embora não se limite apenas a negócios digitais, uma startup necessita de inovação para não ser considerada uma empresa de modelo tradicional.

Desta forma, esse modelo de negócios possui o objetivo de atingir cenários incertos, ou seja, soluções que nunca foram desenvolvidas antes, sem esquecer o foco de escalabilidade e repetição. Sendo assim, deve ser um produto ou serviço que tenha o objetivo de atingir milhares de pessoas.

Empresas poderosas  como Netflix, Google e Uber são exemplos de serviços que surgiram de ideias inovadoras e com este perfil escalonável. Você tem o perfil empreendedor e deseja criar algo inovador? Confira abaixo alguns passos para criar uma startup.

 

Resolva a superfície, isto é, foque na ideia primeiro

superfície do produto startup
Foto/Reprodução

Antes de mais nada, se você está iniciando um projeto que vai levar meses ou anos, o pontapé inicial pode ser a resolução da superfície de um produto ou serviço. É ela que seus clientes veem. Portanto, devemos prever como vão reagir a uma nova solução.

Concentrar-se na superfície permite que você avance rápido e chegue a respostas importantes, antes de se comprometer com a execução, como por exemplo, seu objetivo de longo prazo e as questões difíceis que devem ser respondidas.

Por exemplo, questões como:

  • Sua ideia é original? Traz realmente uma solução inovadora? É importante saber ouvir opiniões diversas.
  • Saber o tamanho do mercado.  É amplo suficiente? Isso o ajudará a identificar o tamanho do público em potencial, assim como, a possibilidade de desenvolvimento da empresa.
  • Deve-se também analisar se o seu modelo é simples de ser reproduzido, pois se for, você corre o risco de ter seu mercado atacado por vários novos empreendedores.

Aqui também você vai conhecer seu mercado: concorrentes, apoiadores, necessidades, em resumo, como ele funciona.

Responda perguntas

lousa branca e brainstorming
Foto/Pexels

Além disso, uma boa dica é ter um quadro branco para colocar suas ideias. Assim, mesmo quando o futuro parece óbvio, vale a pena especificar e escrever suas expectativas.

Escreva coisas como “Porque estou realizando esse projeto? Onde quero estar daqui a seis meses, um ano ou até cinco anos?”. Não se preocupe com a possibilidade de ser abrangente demais. O processo vai ajudá-lo a encontrar um progresso real mesmo diante da maior meta.

Ao começar pelo fim com essas perguntas, você enfrentará seus medos. Dessa forma, saberá para onde está indo e o que precisará enfrentar.

Nessa etapa, também começam a surgir perguntas como:

  • Como você vai monetizar?
  • Quem são seus consumidores?
  • Como você vai se conectar com eles?
  • Quais recursos e atividades você supõe que serão necessárias?

Business Model Canvas

Estruture suas hipóteses em um Business Model Canvas.

O Business Model Canvas é um modelo de gerenciamento estratégico e inicialização enxuta para desenvolver novos modelos de negócios ou documentar modelos existentes. É um gráfico visual com elementos que descrevem a proposta de valor de uma empresa ou produto, infraestrutura, clientes e finanças.

Confira os 9 blocos  para montar o mapa visual da sua startup no modelo Canvas:

1 – PROPOSTA DE VALOR

O que sua empresa vai oferecer para o mercado que realmente terá valor para os clientes?

2 – SEGMENTO DE CLIENTES

Quais segmentos de clientes serão foco da sua empresa?

3 – OS CANAIS

Como o cliente compra e recebe seu produto e serviço?

4 – RELACIONAMENTO COM CLIENTES

Como a sua empresa se relacionará com cada segmento de cliente?

5 – ATIVIDADE-CHAVE

Quais são as atividades essenciais para que seja possível entregar a Proposta de Valor?

6 – RECURSOS PRINCIPAIS

Quais serão os recursos necessários para realizar as atividades-chave?

Você também pode gostar!

7 – PARCERIAS PRINCIPAIS

Quais são as atividades-chave realizadas de maneira terceirizada e os recursos principais adquiridos fora da empresa?

8 – FONTES DE RECEITA

Quais serão as formas de obter receita por meio de propostas de valor?

9 – ESTRUTURA DE CUSTOS

Quais são os custos relevantes necessários para que a estrutura proposta possa funcionar?

Agora, veja imagens ilustrativas de gráficos visuais para desenvolver sua start-up.

Foto: Sebrae PR

 

Tenha uma equipe

equipe de uma startup
Foto/Freepik

Os criadores de uma startup sempre enxergam problemas de um modo diferente de qualquer outra pessoa. Assim, é importante a presença de ponto de vista discordante. Seja com informações básicas, novas ideias ou até uma observação inteligente de seus clientes.

Grandes desafios têm muitas nuances, e para entender o contexto completo, precisamos incorporar informações de muitas fontes. Em outras palavras, ninguém sabe de tudo, nem mesmo o CEO.

É impossível prever com exatidão o que as pessoas vão dizer e fazer, contudo, com a equipe certa, soluções inesperadas vão surgir. Confira o perfil de quem deve recrutar:

Definidor

É aquele que toma as decisões na equipe e administra o tempo do processo em geral. Assim como CEO, fundador, gerente de produto, designer-chefe.

Especialista em finanças

É aquele que pode explicar de onde vem (e para onde vai) o dinheiro. Bem como diretor financeiro ou gerente de desenvolvimento de negócios.

Especialista em marketing

Quem formula as mensagens da empresa. Como por exemplo, diretor de marketing, relações públicas ou gerente de comunidades.

Como criar uma startup

Especialista no consumidor

Quem tem o papel de falar diretamente com os consumidores. Por exemplo: pesquisador, vendas ou atendimento ao cliente.

Especialista em tecnologia/logística 

É aquele que entende melhor o que sua companhia pode produzir e vender. Assim como diretor técnico ou engenheiro.

Especialista em design

Quem faz o design para o que sua companhia produz. Por exemplo: designer ou gerente de produto.

 

Defina o público alvo

Logo depois, você deve definir qual é o público mais importante de sua startup e qual é o momento crucial da experiência desse público. Aproveite seu mapa para se concentrar no alvo selecionado e esboce todos os eventos que ocorrem ao redor dele, esboçando soluções.

Mapeie sua startup

Por fim, um mapa servirá para afunilar um desafio abrangente e chegar a um alvo específico, oferecendo uma estrutura para esboços e o protótipo da solução.

mapa de ideia startup
Foto/Reprodução

Essa etapa te ajudará a não se perder, e ainda vai aliviar a sobrecarga na memória a curto prazo de cada um ao criar uma startup. Sabemos que existe um longo caminho pela frente, mas isso é o inicio de algo que pode ser grande. Portanto, não subestime sua ideia!

 

Leia mais: Quem são os consumidores do futuro? Saiba como preparar sua marca para conquistá-los

você pode gostar também