Gabriel Sater, o Trindade de Pantanal, chora ao se despedir da novela

Encerrando sua participação em Pantanal, Gabriel Sater não conteve a emoção ao falar sobre seu período na novela

Gabriel Sater é Trindade em "Pantanal"
Compartilhe

Gabriel Sater foi um dos grandes destaques da novela “Pantanal”, dando vida ao personagem Trindade, um peão que tem pacto com o Cramulhão. Deixando ainda mais especial, o ator herdou o papel que foi de seu pai, Almir Sater, na versão de 1990.

Seguindo a trama, Trindade está se despedindo da história, quando segue outro caminho e abandona seus amigos peões. Muito apegado ao papel, Gabriel Sater não conteve a emoção ao falar sobre sua saída.

Gabriel Sater chora com saída de Pantanal

Gabriel Sater como Cramulhão em "Pantanal"
Gabriel Sater como Cramulhão em “Pantanal” (Foto: Globo)

Nesta terça-feira, 23, Gabriel Sater participou do café da manhã do Mais Você, e em conversa com Ana Maria Braga falou sobre a sensação de participar de “Pantanal”, e como foi dar vida ao personagem eternizado por seu pai.

Dessa forma, seguindo a trama de “Pantanal”, Trindade sairá antes do final da novela, abandonando Irma (Camila Morgado) e o bebê que ela está esperando. Ao falar sobre sua atuação na novela, Gabriel Sater não conteve a emoção.

“Faz um mês que estou chorando na hora de dormir todos os dias. Não achei que eu ia ficar tão preenchido de Trindade na minha vida, uma bênção de personagem para mim. Foram 21 meses acordando e pensando nele, não é brincadeira esse numero, até fiquei assustado com tantos meses. Eu aprendi que na vida a gente não tem que gastar energia com aquilo que a gente não consegue controlar”, disse o ator.

Ainda, Ana Maria Braga falou sobre a comoção do público para que o autor do remake, Bruno Luperi, mude a história e deixe Trindade em “Pantanal”. “Bruno Luperi, clamamos aqui”, disse o ator.

Veja também – Quem é Gabriel Sater? Ator revive personagem feito pelo pai na primeira versão de Pantanal

Preparação para o Cramulhão

Gabriel falou ainda sobre seu processo para construção do personagem, que levou seu empenho para dar vida ao Cramulhão, fazendo jus ao eternizado por seu pai.

“Tudo começou na pré-produção. Eu contratei uma equipe para me ajudar, pois a gente não consegue nada sozinho. Naquele momento, eu tinha várias referências e construí o personagem devagarzinho”, explicou.

Ademais, para deixar ainda mais crível ao público, o ator consumiu filmes de terror: “Eu amo filme de terror. Eu revi todos os filmes de O Exorcista, foram mais de 150 filmes e episódios de séries”

Veja também – Trindade em Pantanal, Gabriel Sater fala sobre as cenas com Cramulhão: “Energias que não conheço”

Para conferir mais sobre as tramas da Globo, acesse nossa categoria Novelas. Por lá, você encontra resumos de novela, antes e depois dos atores e tudo mais sobre as obras da emissora.

Compartilhe

Stories

Matérias Similares