Gugu Liberato tentou levar Liminha para a Record TV com “salário de estrela”: “recusei”

Um dos assistentes de palcos mais famosos do Brasil, Liminha lembrou do último encontro que teve com Gugu Liberato e também da proposta tentadora para trocar SBT pela Record

- Continue depois da Publicidade -

Já pensou em ter um “gerente” que troca de empresa e faz de tudo para te levar junto? Foi praticamente isso o que aconteceu com Liminha, em 2009, quando Gugu trocou o SBT pela Record TV.

Contudo, o assistente de palco preferiu ficar onde estava. Isso porque, no SBT, Liminha trabalhava (e trabalha) direto com o dono, Silvio Santos. E dessa forma, o funcionário completa 40 anos de emissora.

Todavia, Liminha nunca vai esquecer que Gugu foi uma pessoa fundamental para a consolidação de sua carreira. Dessa forma, foi o apresentador que tirou Liminha do estacionamento da TVS e levou para dentro dos estúdios.

Eu trabalhava na portaria e ajudava em tudo nos bastidores do programas. Gugu me pedia para olhar carro, comprar marmitex, pagar conta em banco, além de trabalhos na produção do Domingo no Parque.

Foi nessa época em que desenvolvemos uma afinidade.

Nos momentos em que eu mais precisei, o Gugu esteve do meu lado, me ajudou e me resgatou.

Eu estava pra ser demitido do SBT, assim sendo, ele foi lá e me colocou em uma produção musical. Foi nessa época, inclusive, em que ele me apresentou para o Silvio Santos – disse Liminha ao site Na Telinha.

Vem saber mais sobre essa proposta de trocar SBT pela Record TV.

 

 

“Gugu ofereceu o triplo do meu salário para eu ir para Record TV”

 

Liminha, SBT, Gugu Liberato, Record TV
Gugu Liberato chegou a oferecer salário três vezes maior para Liminha trocar SBT pela Record TV. Fonte: Instagram

 

Liminha é um funcionário tão fiel, que Gugu sempre fez questão de seu serviço na sua equipe. Prova disso, foi a proposta tentadora que o apresentador fez ao assistente de palco em 2009 quando foi para a Record TV.

“Quando o Gugu deixou o SBT, ele me convidou para ir com ele. Primeiro, duplicou meu salário.

Depois de um tempo, voltou a me ligar e triplicou a oferta, oferecendo ainda uma boa grana para que eu trocasse de emissora.

Optei em ficar com o Silvio Santos que estava precisando muito do meu trabalho” – disse Liminha ao Na Telinha.

Atualmente, Liminha apresenta os sorteios da Telesena no SBT. Para isso, o fiel escudeiro de Silvio Santos ficou com o camarim que já foi ocupado por Gugu.

“Estou sempre me lembrando dele e fazendo minhas orações. Estar naquele lugar em que o Gugu ficava, para mim, é muito representativo” – afirmou Liminha.

Ainda sobre a recusa do salário triplicado na Record TV Liminha afirma que Gugu Liberato não ficou magoado com ele.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

“Disse que era bacana da minha parte ficar ao lado do Sílvio, que além de patrão é, até hoje, um grande parceiro e amigo.

Continuei no SBT, onde estou há 40 anos.

O Gugu entendeu, porque também tinha uma um laço de amizade muito grande com o Silvio e e disse que, quando precisasse,  eu poderia procurá-lo”- recordou Liminha.

 

 

Último encontro

 

Liminha, SBT, Gugu Liberato, Record TV
Liminha relembra último encontro com o apresentador. Fonte: Instagram/Reprodução Jornal SBT

 

Também em entrevista ao Na Telinha, Liminha também lembrou o último encontro com o apresentador. Gugu voltou ao SBT para participar do Teleton.

“Lembro como se fosse hoje. Ele fez uma participação no Teleton. Fui ao camarim junto da minha esposa, Fernanda.

Ele brincou: ‘Como você tem uma mulher bonita dessas sendo tão feio?’. Começamos a dar risada.

Como resultado, depois, pedi que ele desse autógrafo em um em um papel para uma fã e zoei dizendo ‘Gugu acabou de assinar com o SBT’”– recordou o assistente de palco.

Dessa forma, no último domingo, 21, a morte de Gugu fez dois anos. O apresentador sofreu um acidente doméstico em sua casa nos Estados Unidos. Gugu estava com 60 anos.

Por fim Liminha disse que o amigo faz falta: “Gugu era uma pessoa íntegra, um ser humano sempre atento às pessoas que estavam ao lado dele, sempre querendo ajudar. Um bom filho e um bom pai.

Lembro que ele estava sempre falando da mamãe e do pai dele, das viagens com a família. Sempre foi um cara muito família. Foi um grande amigo e um grande ser humano.”

Veja Gugu nos anos 80 no Viva a Noite:

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes