Miss Universo 2021: conheça as candidatas latinas

No próximo domingo, dia 16, será conhecido o desfecho do Miss Universo 2021

- Continue depois da Publicidade -

No próximo domingo, dia 16, será conhecido o desfecho do Miss Universo 2021, onde a candidata brasileira, Julia Gama buscará levar a tão esperada coroa.

O Miss Universo celebrará sua 69ª edição em poucos dias, após um ano atípico marcado pela pandemia covid-19.

Mais uma vez, o comitê do concurso de beleza escolherá entre mais de 20 candidatas a mulher que usará a preciosa coroa em 2021 e ocupará o lugar de Zozibini Tunzi, a primeira mulher da África do Sul a vencer o concurso em 2019.

A espera acabou e as candidatas ao título já estão no Seminole Hard Rock Hotel & Casino, na Flórida, se preparando para a grande noite.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

As competidores não se destacam apenas por sua beleza física, mas também por seu trabalho altruísta, carreira e habilidades.

Como todos os anos, a América Latina está presente na disputa com grandes candidatos ao título.

Conheça quem são as latinas competindo no Miss Universo 2021.

 

Julia Gama (Brasil)

 

 

Ela estudo engenharia química e artes dramáticas. Além de atriz, é empreendedora e palestrante motivacional.

É ativista na China, no Brasil e em algumas regiões da Europa, inclusive já recebeu distinções de organismos internacionais.

Ela é fluente em inglês, espanhol e português, e também pode se comunicar em mandarim e alemão.

 

Estefanía Soto (Porto Rico)

 

 

A candidata ao Miss Universo por Porto Rico tem 29 anos e é formada em línguas estrangeiras, além de mestre em mediação intercultural.

A representante porto-riquenha continuou seus estudos na França, Bélgica e México. Ela é fluente em espanhol, inglês e francês. Ela trabalhou lado a lado com organizações internacionais como a Eurocities em Bruxelas.

 

Andrea Meza (México)

 

 

Ela é formada em Engenharia de Software. Ela está focada em seu trabalho como ativista e em sua luta pela igualdade de gênero e pelos direitos das mulheres. Colabora com o Instituto Municipal da Mulher, cujo objetivo é acabar com a violência contra a mulher. Ele tem 26 anos.

 

  • Veja também: Miss mexicana é presa acusada de integrar gangue de sequestradores

 

Daniela Nicolás (Chile)

 

 

A candidata ao Miss Universo pelo Chile é atriz, apresentadora, maquiadora profissional e estudante de jornalismo e linguagem de sinais. Ela tem 28 anos e em 2019 mudou-se para Boston para estudar inglês e concluir seu treinamento comercial. Mais de cinco anos atrás, ele foi diagnosticado com doença do tecido conjuntivo, uma doença autoimune.

 

 

Mariangel Villasmil (Venezuela)

 

 

Ela é uma renomada confeiteira, dona da Slainte Cakes, empresa localizada em Maracaibo que emprega mulheres da região. Ela tem 25 anos e é estudante de psicologia.

Promove a prevenção do HIV-AIDS, tarefa para a qual trabalha com a organização Acción Solidaria, percorrendo os bairros rurais de seu país.

 

 

Carmen Jaramillo (Panamá)

https://www.instagram.com/p/COv3b2gFihA/?utm_source=ig_web_copy_link

 

A candidata ao Miss Universo pelo Panamá estuda Psicologia e Jornalismo, enquanto desenvolve sua carreira como modelo. No meio da pandemia, ela fundou o movimento Connect Your Power para fornecer assistência financeira às famílias afetadas pela crise de saúde. Tem 25 anos.

 

Ivonne Cerdas (Costa Rica)

 

 

O engenheiro de software de 28 anos trabalha como analista de soluções na Intel Corporation.

Ela trabalha com diferentes organizações, como a fundação LHP, que ajuda crianças de baixa renda com fenda palatina.

 

Janick Maceta (Peru)

 

 

Tem 27 anos. Ela trabalha como engenheira de áudio no The Manhattan Center, um estúdio icônico de Nova York. Colaborou em diversas produções musicais como a New York Philharmonic para o filme West Side Story, de Steven Spielberg, além de trabalhar com Akon e Jennifer Lopez.

 

Laura Olascuaga (Colômbia)

 

 

A candidata ao Miss Universo pela Colômbia tem 25 anos. Ela é jornalista e modelo. Ela trabalha no departamento de comunicação do governo em Bolívar para ajudar no desenvolvimento de comunidades vulneráveis ​​para apoiar as comunidades marginalizadas.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes