Chá de guaco combate bronquite, asma e tosse (veja como fazê-lo)

Chá de guaco combate bronquite, asma e tosse (veja como fazê-lo)

O chá de guaco é de origem natural e, provém de Mikania glomerata, uma espécie nativa do Brasil, conhecida popularmente por cipó-trepador, coração-de-jesus e erva-de-cobra.

Mais especificamente, encontra-se a espécie em regiões brasileiras de mata atlântica, tendo preferência por áreas como margens de rios, ou onde haja água em abundância.

Apesar das suas preferências, essa planta cresce facilmente e pode ser cultivada em casa sem problemas. Devido a isso, ela pode ser facilmente encontrada em lojas de produtos naturais.

O guaco possui propriedades medicinais muito importantes, sendo usado sobretudo para a cura de problemas respiratórios. Isso porque funciona como expectorante e broncodilatador.

Então, se você adora fitoterapia, continue lendo esse texto para saber mais sobre o chá de guaco e as suas principais propriedades.

 

Uma apresentação sobre o chá de guaco

 

chá de guaco – Foto: Pinterest

 

Obtém-se o chá de guaco a partir de uma erva medicinal muito popular no Brasil, que chama-se erva de cobra ou cipó da caatinga também.

A América do Sul em geral é o local de origem dessa espécie, mas no Brasil ela se desenvolve principalmente em locais úmidos, como em éreas próximas a cursos de água no bioma da Mata Atlântica.

Atualmente existem diversos estudos que demonstram que o guaco é benéfico para o sistema respiratório, visto que promove o relaxamento das vias aéreas.

As propriedades medicinais do composto consistem na ação eficiente como broncodiltador e expectorante.

Sendo assim, o chá de guaco pode ajudar a controlar quadros de tosse, asma, bronquite, e doenças das vias respiratórias, graças ao composto cumarínico.

Outro uso interessante é em casos em que é preciso eliminar o muco que aparece em quadros de resfriados e gripes.

A ação anti-inflamatória também é bastante relevante e, por isso contribui com a diminuição dos edemas e na redução de peso.

Para obter os benefícios, você pode beber o chá de guaco diariamente, em quantidades que variam de acordo com o caso. A indicação mais comum é de uma ou duas xícaras por dia.

Mas em casos de infecções bucais e faringianas, é possível fazer uso do guaco para gargarejo. Nesse caso, você deve fazer bochechos três vezes ao dia, de modo que massageie a região. Isso ajuda a diminuir bastante os incômodos e a inflamação na área.

Mas tenha cuidado porque deve-se consumir o chá de guaco preferencialmente em até 6 horas após o seu preparo.

Caso você precise deixa-lo na geladeira, faça isso em um recipiente escuro. E lembre-se de que a erva também dura apenas 30 dias.

 

  • Veja também: Chá de Sene: amplamente utilizado no tratamento de prisão de ventre

 

Possui contra indicações?

 

Foto: Pinterest

 

O chá de guaco é um excelente mucolítico e expectorante, que pode ser consumido em qualquer época do ano, mas que é ainda mais eficiente no inverno.

No entanto, é preciso ter muita atenção à origem da planta na hora da compra, pois é primordial escolher uma opção que seja confiável para garantir as propriedades.

Observe se as folhas estão secas e se a dada da embalagem é recente. Além disso, adquira a erva apenas em lojas de produtos naturais que sejam confiáveis.

Além de observar essas questões em relação à origem da planta, você deve se atentar a alguns pontos de atenção em relação a contra indicações.

Se você utilizar o chá de guaco por períodos longos e em doses acima do que é recomendado, pode apresentar sintomas desagradáveis, que incluem:

  • Batimento aumentado;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Hemorragia.

Além de respeitar a dose, o chá de guaco não deve ser consumido por mulheres durante o ciclo menstrual, visto que ele pode aumentar consideravelmente o fluxo.

Além disso, ele é contra indicado nos seguintes casos:

  • Doenças hepáticas;
  • Lactantes;
  • Gestantes;
  • Crianças;
  • Junto com o uso de anticoagulantes, antibióticos ou quimioterápicos.

 

Principais benefícios do chá de guaco

 

Foto: Pexels

 

O chá de guaco é reconhecido pela comunidade médica e faz parte da cartilha de plantas medicinais do SUS.

As suas principais indicações se relacionam a problemas respiratórios, como tosse, resfriado, asma, bronquite e gripe.

Em relação às propriedades, esse chá é usado como expectorante, analgésico, anti-inflamatório e broncodilatador. Assim, ele alivia os sintomas e funciona como broncodilatador.

Ademais, essa espécie vegetal pode ser utilizada em casos de problemas gastrointestinais e, por indivíduos que apresentem reumatismo.

A regulamentação junto à Anvisa saiu em 2010 e, desde então o guaco faz parte da lista de medicamentos fitoterápicos disponíveis no SUS.

O chá ou xarope de guaco podem ser usados em casos de problemas respiratórios variados e, quando é preciso receitar um expectorante.

Mas veja a seguir os maiores benefícios do chá de guaco para o organismo:

 

 

O chá de guaco pode funcionar como expectorante e antialérgico

 

Foto: Pixabay

Entre os benefícios do chá de guaco, sua função como antialérgico é uma das mais importantes. Isso porque nesse caso ele pode ser usado em casos de rinite.

A bebida ajuda tanto a eliminar o muco mais rapidamente, quanto diminuir os sintomas alérgicos. Além disso, ajuda a aumentar a imunidade com o uso prolongado.

Devido à ação broncodilatadora, usa-se muito o guaco em pessoas que possuem problema de respiração.

 

Pode contribuir com a beleza da pele e cabelos

 

O chá de guaco é uma fonte excelente de antioxidantes e anti-inflamatórios. Por isso ele pode contribuir em muito com a saúde e beleza da pele e dos cabelos.

Por ser antioxidante, ele ajuda a prevenir o envelhecimento precoce, além de tratar focos de infecção nos tecidos.

 

 

Pode contribuir para o bom funcionamento intestinal

 

Foto: Pinterest

 

Além dos seus benefícios para o sistema respiratório, o chá de guaco também pode contribuir em muito para melhorar o trânsito intestinal.

Ele age sobretudo como substância antidiarreica, sendo assim, usa-se em quadros de diarreia, visando impedir a desidratação.

 

Veja como utilizar corretamente o chá de guaco

 

Para obter os principais benefícios do chá de guaco, você precisa saber como preparar essa bebida da maneira mais adequada.

Para preparar a receita mais básica, você precisa apenas de uma xícara de chá de água fervente e uma colher de sopa de guaco. Basta deixar repousar por um período entre 3 a 5 minutos. Depois disso, basta coar e consumir.

Se você quer potencializar ainda mais os efeitos do guaco, pode adicionar outras ervas que tenham efeitos medicinais conhecidos.

A seguir você verá algumas receitas naturais que são ótimas para eliminar a tosse persistente e ajudar a acabar com o excesso de muco por meio da expectoração.

 

 

1. Chá de guaco com mel

 

Foto: Pixabay

 

O chá de guaco é conhecido por ter propriedades expectorantes e broncodilatadoras, enquanto que o mel é um poderoso antisséptico e calmante.

Para preparar essa bebida, você precisa dos seguintes ingredientes:

  • 8 folhas de guaco;
  • 1 colher de sopa de mel;
  • 500 ml de água fervente.

Primeiramente, coloque a água sozinha em uma panela e leve ao fogo até que ela atinja o ponto de fervura.

Quando isso ocorrer, coloque as folhas, desligue o fogo e deixe em repouso por aproximadamente 15 minutos.

Depois disso, coe a bebida para eliminar as folhas e então adicione o mel. Você pode consumir entre 3 a 4 colheres desse chá todos os dias, até que fique curado.

 

  • Você sabia que o chá verde estimula a função cerebral?

 

2. Chá de guaco com Eucalipto

 

O eucalipto é uma erva com poder expectorante e anti-inflamatório, assim como acontece com o eucalipto. Por isso, a bebida vai ser ainda mais eficiente do que o chá de guaco puro.

Para preparar esse chá contra a tosse, você precisa apenas de:

  • 2 colheres de sopa de guaco;
  • 2 colheres de sopa de folhas secas de Eucalipto;
  • 1 litro de água fervente.

Para o preparo dessa bebida, ferva a água e, então adicione as folhas secas de guaco e do eucalipto. Então tampe a panela e deixe a mistura repousar por pelo menos 15 minutos.

Antes de beber, você deve coar a bebida e, pode usar mel para deixa-la mais doce.

Dependendo das suas necessidades, você pode consumir entre 2 e 3 xícaras do chá de guaco com mel diariamente até melhorar.

 

3. Guaco com leite

 

Foto: Pixabay

 

A mistura de guaco com leite, conhecida também como vitamina de guaco, é mais uma alternativa viável e muito eficiente para eliminar a tosse.

Para isso, recomenda-se o uso do guaco fresco. Você vai precisar de aproximadamente 20 gramas, que irá misturar com o leite (pode ser qualquer tipo, inclusive vegetal). Além disso, separe duas colheres de açúcar mascavo.

Para preparar a vitamina de guaco, você deve colocar os três ingredientes em uma panela e levar ao fogo brando, mexendo bem para que o açúcar dilua completamente.

O açúcar deve caramelizar, pois isso vai ajudar a acalmara sua tosse. Para isso, você não pode parar de mexer, durante mais ou menos dez minutos.

Nesse caso, recomenda-se o consumo de uma xícara de leite com guaco diariamente antes de se deitar.

Assim, isso vai te ajudar a dormir melhor e, também vai contribuir para diminuir a tosse em poucos dias.

 

Conclusão

 

O chá de guaco possui importantes propriedades anti-inflamatórias e broncodilatadoras, ajudando em muito a diminuir os sintomas de alergias, tosses e outros problemas respiratórios em geral.

O guaco é uma planta que possui propriedades medicinais importantes e comprovadas, senso muito usado na fitoterapia.

Mas ele possui contra indicações também. Por isso, não recomenda-se o consumo sem que haja recomendação e orientação médica.

antialérgicoBenefícios dos chásCabeloscháchá de guacoChásexpectoranteguacoPele