Ervas saudáveis ​​e deliciosas: da salsa ao alecrim. Veja os benefícios

O Fashion Bubbles mostra quais ervas você deve usar em termos de benefícios para a saúde. Conheça as ervas saudáveis e fornecedoras de vitaminas

- Continue depois da Publicidade -

A busca por um estilo de vida saudável e alimentação adequada é apoiada por médicos. Mas ao contrário da crença popular, isso não é necessariamente caro, todos podem escolher produtos saudáveis. Conheça agora 10 ervas saudáveis e deliciosas!

 

 

1 – Cebolinha

 

 

A cebolinha é uma das ervas saudáveis considerada um verdadeiro fornecedor de vitaminas naturais e um auxiliar indispensável no combate a constipações e gripes.

E embora agora você possa comprá-lo em qualquer supermercado, muitas pessoas gostam de cultivá-la em casa.

A cebola verde também desinfeta o ambiente e ajuda o corpo a lidar com a fadiga e a deficiência de vitaminas.

- Continue depois da Publicidade -

 

Tem efeito antioxidante

 

 

 

- Continue depois da Publicidade -

cebolinha na tábua de legumes
Foto: Freepik

 

 

A cebola reduz os níveis de colesterol e açúcar e também pode prevenir infecções devido ao fato de que as substâncias ativas da planta matam bactérias e vírus.

Além disso, a cebolinha é melhor crua para preservar o efeito antioxidante que retarda a oxidação no corpo e ajuda a prevenir a inflamação. Esta erva tem apenas uma desvantagem, o cheiro.

- Continue depois da Publicidade -

 

Saúde cardiovascular

 

 

Sobretudo essa é uma das é uma das ervas saudáveis que contém poucas calorias, grande quantidade de minerais, vitaminas, ferro, tornando o vegetal indispensável para doenças do coração e dos vasos sanguíneos.

Sendo assim, o uso de saladas, sopas de vegetais com cebola serve como excelente prevenção da aterosclerose, anemia, ataques cardíacos.

Além disso, a planta fortalece significativamente as paredes dos vasos sanguíneos, aumenta o tônus ​​das artérias, veias e melhora a circulação sanguínea.

 

 

Ideal para gestantes

 

 

cebolinha e pepino
Foto: Freepik

 

Quase todas as verduras são ricas em ácido fólico, incluindo a cebolinha. O ácido fólico é uma das substâncias mais importantes no primeiro trimestre da gravidez.

Mas graças a ela, ocorre a formação normal do tubo neural fetal, evitando-se as malformações congênitas do coração e de outros órgãos vitais.

Por fim, a erva contém uma quantidade muito grande de vitamina C, que auxilia na absorção do ferro, evitando o desenvolvimento de hipóxia fetal.

 

Contraindicações

 

 

Cebola verde é contraindicada para pessoas que sofrem de gastrite com alta acidez e úlcera gástrica.

Em grandes quantidades, a cebolinha aumenta a pressão arterial. Por isso deve-se usar com cautela (observe a dose diária) para hipertensos e pessoas com doenças cardiovasculares.

Embora a medicina tradicional coloque a cebola verde em um remédio para a asma (e a cebola verde em si tem propriedades antialérgicas), as pessoas que sofrem de asma devem usar a cebola verde com muito cuidado. Isso se deve aos óleos essenciais encontrados nas cebolas.

Para se proteger, você precisa processar a cebolinha com água fervente. Em seguida, os óleos essenciais irão evaporar.

 

 

2 – Estragão

 

 

 

estragão em cima da mesa com limão e pepino
Foto: Freepik

 

O estragão é uma das ervas com um aroma muito delicado e inimitável e um sabor picante. Assim, é frequentemente usado para embeber maçãs, conservar repolho e também para conservar tomates e pepinos.

Em pequenas quantidades, pode-se adicionar o estragão a molhos, pratos de arroz e peixe cozido.

Na medicina popular, usa-se essa erva para tratar edema e escorbuto.

Além disso, a erva tem um efeito positivo no corpo humano, aumenta o apetite, normaliza o sono e fortalece as paredes dos vasos sanguíneos. Também é usado em dietas sem sal.

 

 

Efeito antibacteriano do óleo essencial, pesquisa

 

 

Em 2012, ficaram conhecidos os resultados de pesquisa de especialistas do Irã, que examinaram as propriedades antibacterianas do estragão.

Assim, como experiência científica, utilizou-se diversos meios de cultura, deliberadamente infectados por Staphylococcus aureus e Escherichia coli. As amostras foram tratadas com óleo essencial de estragão. A pesquisa mostrou:

  • Primeiramente, a erva interrompe o crescimento de bactérias e reduz seu número;
  • Por fim, o efeito é mais pronunciado com o aumento da concentração do óleo essencial.

Os cientistas chegaram à conclusão de que o estragão ajuda a reduzir o risco de crescimento bacteriano, estendendo a vida útil dos alimentos.

 

Eliminação da impotência sexual

 

 

O estragão estimula o fluxo sanguíneo para os órgãos pélvicos, ajuda a remover fatores que levam à impotência: inflamação do sistema geniturinário e estresse.

 

 

O estragão é bom para perder peso

 

 

Os benefícios dessas ervas para as mulheres incluem, entre outras coisas, suas propriedades dietéticas.

O estragão ajuda o corpo a absorver melhor os alimentos, promove a liberação e absorção de creatina – uma substância responsável pelo equilíbrio energético e construção muscular.

Assim, quando adicionado à comida, o estragão acelera o metabolismo e ajuda a perder quilos extras. E suas propriedades nutricionais permitem que você perca apenas massa gorda inútil, enquanto mantém o tecido muscular saudável.

 

 

Contraindicações

 

 

Atenção! O estragão em qualquer forma deve ser descartado durante a lactação. Mas as propriedades da planta reduzem a produção de leite materno e isso é prejudicial ao bebê.
Durante a gravidez, você deve parar de usar estragão. O produto é capaz de provocar aborto espontâneo ou prematuro, pois afeta os hormônios.

 

 

 

3 – Hortelã

 

 

 

hortela na mesa
Foto: Freepik

 

 

Para muitos povos do mundo, usa-se a hortelã como um aditivo ao chá. Tem um efeito calmante no corpo, por isso é muito útil no caso de distúrbios nervosos.
A hortelã contém uma grande quantidade de mentol, o que lhe confere seu aroma característico.
Além disso, a hortelã tem um efeito calmante, anti-inflamatório e analgésico. Mas também tem um efeito benéfico no funcionamento do aparelho digestivo: ajuda a eliminar a azia e a aumentar o apetite.

 

 

Hortelã elimina a insônia e o cansaço

 

 

O benefício mais importante da hortelã é sua capacidade de normalizar as funções do sistema nervoso.

Uma xícara de chá feito com as folhas desta planta após um árduo dia de trabalho irá ajudá-lo a se acalmar e melhorar o seu bem-estar. Além disso, a bebida é usada para eliminar a insônia e o cansaço.

 

 

Hortelã ajuda na perda de peso

 

 

Os nutricionistas costumam recomendar o uso desta planta para perda de peso. As decocções à base de tal especiaria são capazes de regular o metabolismo, enriquecer todas as células do corpo com oxigênio e, ao mesmo tempo, queimar os depósitos de gordura.

 

 

 

Menopausa

 

 

A hortelã é popularmente chamada de “erva feminina”, pois é especialmente útil para as mulheres. Portanto, esta planta medicinal é capaz de eliminar todos os sintomas desagradáveis ​​da menopausa.

Além disso, a hortelã ajudará a aliviar a inflamação associada à área genital feminina. Além disso, o produto ajudará a aliviar a cólica durante a menstruação.

 

 

  • Siga o Fashion Bubbles no Google News para poder acompanhar tudo sobre saúde direto no seu smartphone. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

Contraindicação

 

É proibido usar hortelã na dieta de crianças menores de cinco anos. Isso é explicado pelo fato de que tais verduras contêm uma grande quantidade de componentes biologicamente ativos. Ela pode afetar o organismo ainda frágil de diferentes maneiras. Isso pode se manifestar como um aumento da carga nos órgãos internos.

 

 

 

 

4 – Tomilho

 

 

Você também pode gostar!
colher de pau com tomilho
Foto: Freepik

 

 

O tomilho é usado na culinária como tempero para pratos quentes e frios. Assim, o tempero acompanha bem carnes e peixes, acompanhamentos e saladas.

Além disso, a erva também é conhecida como planta medicinal. Esse é um dos tipos de ervas com efeitos anti-inflamatórios, expectorantes, diuréticos e antivirais.

 

 

Perda de peso

 

 

O tomilho não tem propriedades de queima de gordura, mas pode ter um efeito positivo no corpo humano ao perder peso.

A erva acelera os processos de metabolismo e eliminação de toxinas, evita o aparecimento de excesso de líquido.

 

Bronquite e tosse

 

 

Antes de tudo, a erva liquefaz o catarro, estimula suavemente a sua liberação, evita a propagação de vírus e bactérias no sistema respiratório.

Assim, para o tratamento, pode-se usar chás, infusões, inalações com óleo essencial ou comprimidos e xaropes de tomilho.

 

 

  • Veja também: Folha de goiaba ajuda a combater a infecção urinária? Quais os benefícios?

 

 

Gastrite

 

 

O tomilho envolve a membrana mucosa, alivia a inflamação. Assim, para o tratamento, recomenda-se o uso de uma infusão de 1 colher de sopa 3 vezes ao dia.

 

 

Prevenção do câncer, pesquisa

 

 

Em 2012, cientistas brasileiros publicaram pesquisa sobre os efeitos do óleo essencial de tomilho no corpo. Os especialistas examinaram a capacidade da planta de eliminar o processo inflamatório resultante do dano celular.

 

 

Contraindicações e efeitos colaterais

 

 

Não recomenda-se dar tomilho a crianças pequenas. Também é contraindicado em tais casos:

  • Doenças renais ou hepáticas;
  • Gastrite com alta acidez e patologias do trato gastrointestinal;
  • Pessoas com constipação frequente;
  • Disfunção da glândula tireóide;
  • Arritmias;
  • Asma;
  • Enfisema dos pulmões;
  • Hipertensão crônica.

 

 

5 – Salsa

 

 

salsa na mesa
Foto: Freepik

 

 

A salsa é a erva mais popular. Ela contém tanta vitamina C que pode competir com o limão. Assim, com as cenouras, pode competir no teor de caroteno.

Além disso, a salsa contém muitos oligoelementos necessários para a falta de magnésio, ferro, zinco, fósforo e cálcio no corpo. Então, se a salsa for consumida diariamente, você pode repor as reservas que faltam no corpo.

Ainda mais, a salsa é uma das ervas que ajuda a melhorar a visão e aumenta a hemoglobina. E se você tiver problemas com a pressão arterial, a salsa pode ajudar a normalizá-la.

Na culinária, a salsa é adicionada a quase todos os pratos, com exceção dos doces. Quando cozida, seu sabor só se intensifica, por isso a salsa é usada em sopas e molhos.

 

Reduz o risco de câncer

 

 

A salsa contém muitos antioxidantes. Assim, muitos estudos comprovaram que os antioxidantes protegem as células do corpo de vários radicais livres.

Indica-se consumir salsa com carne porque, ao cozinhar, o nível de carcinógenos aumenta e a salsa os reduzem significativamente.

 

 

  • Veja também: Chá de alface: benefícios e como fazer a bebida poderosa no combate à insônia

 

 

Reduz o risco de inflamação

 

 

Os antioxidantes da composição da salsa combatem várias inflamações crônicas. Além disso, propriedades positivas são observadas na artrite, diabetes e doença de Alzheimer.

Alguns especialistas apontam propriedades positivas para a depressão, mas nenhuma pesquisa precisa foi feita sobre isso. Além disso, a salsa combina muitas vitaminas e minerais benéficos de que o corpo necessita para um desenvolvimento normal.

 

Ossos são fortalecidos

 

 

salsa na tábua de madeira
Foto: Freepik

 

 

A vitamina K é diretamente responsável pelo fortalecimento do tecido ósseo. Assim, 30 gramas de salsa contêm 550% do valor diário de vitamina K.

Também na composição você encontra cálcio e proteínas. Assim, uma vez no corpo, esses componentes têm um efeito positivo no sistema esquelético. Portanto, a salsa deve ser consumida por crianças e adultos com deficiência dessa vitamina.

 

 

Contraindicações ao uso de salsa

 

 

Apesar do grande número de propriedades úteis da salsa, também existem contraindicações ao seu uso:

  • Intolerância individual à salsa, reações alérgicas aos seus componentes.
  • Gravidez e amamentação – aumenta o tônus ​​do útero, tem propriedade abortiva;
  • Inflamação da bexiga na forma aguda ou crônica, nefrite, pielonefrite, gota, cálculos renais;
  • Exacerbação da úlcera péptica;
  • Epilepsia;
  • Distúrbios do metabolismo do cálcio.

Se você estiver tomando anticoagulantes é melhor beber chá de salsa com moderação, pois grandes quantidades de vitamina K podem interagir com esses medicamentos.

 

 

6 – Coentro

 

 

semente de coentro com folhas verdes de coentro
Semente de coentro com folhas verdes de coentro – Foto: Pinterest

 

 

As folhas de coentro fresco têm um aroma picante pronunciado. O coentro é uma das ervas utilizadas como tempero para sopas e pratos de carne.

Os óleos do coentro auxiliam na absorção de alimentos ricos em amido. É importante que o processo de digestão seja mais rápido e ao mesmo tempo não haja sensação de peso. O coentro é rico em oligoelementos e vitaminas úteis.

 

 

  • Veja também: 5 razões pelas quais você deve incluir coentro em sua dieta

 

 

7 – Manjericão

 

 

O manjericão faz parte dos pratos mais requintados, pois tem sabor delicado e cheiro agradável. No início, dá ao prato um sabor amargo e depois muda para um sabor adocicado.

Além disso, o manjericão é considerado um fornecedor de ferro, cálcio e vitaminas A e K. Estimula o apetite e promove uma boa digestão. É um afrodisíaco natural com sabor e aroma agradáveis.

 

 

8 – Agrião

 

 

agrião na vasilha
Foto: Freepik

 

 

Um copo de agrião (cerca de 35 g) contém:

  • Vitamina K;
  • Cálcio;
  • Vitamina C;
  • Vitamina A;
  • Magnésio.

Em resumo, graças a esses elementos, essa é uma das ervas que melhora o funcionamento do sistema imunológico e pode prevenir resfriados, além de promover o trabalho do coração.

 

 

  • Confira também: Jambu em 8 benefícios: para que serve e como consumir a PANC da Amazônia

 

 

9 – Alecrim

 

 

imagem de alecrim
Foto: Freepik

 

 

O alecrim é outro alimento básico da culinária mediterrânea. Essa é uma das ervas usada ativamente no cozimento de carnes e aves, e às vezes até mesmo adicionado a sobremesas e tortas.

Sobretudo, os antigos romanos consideravam a planta um presente da deusa do amor e tomavam banhos especiais de alecrim. Além disso, acreditava-se que o perfume da planta funcionava como um excelente afrodisíaco.

O aroma de alecrim ajuda a prevenir a congestão nasal. Um pequeno estudo com 29 pessoas mostrou que o alecrim pode suprimir os sintomas de alergia.

 

 

10 – Louro

 

 

folha de louro no pote
Foto: Freepik

 

 

Essa é uma das ervas que costuma-se usar em receitas como sopas e molhos. Assim, usa-se esta erva medicinal há muitos séculos, tanto para fins medicinais como para aromatização.

Veja os benefícios principais.

 

 

Possui propriedades antimicrobianas e antioxidantes

 

 

Surpreendentemente, a folha de louro, incluindo o óleo essencial de folha de louro, tem efeitos anti-inflamatórios, antimicrobianos e antioxidantes graças aos antioxidantes e outros compostos protetores encontrados na planta.

 

Pode ser útil para diabéticos

 

 

É possível que as folhas de louro ajudem a baixar os níveis de açúcar no sangue. Um estudo descobriu que tomar folha de louro duas vezes ao dia reduziu os níveis de açúcar no sangue e colesterol LDL nos participantes.

É importante observar que os participantes deste estudo continuaram a tomar seus medicamentos para diabetes regularmente. No entanto, os benefícios da adição de folha de louro foram positivos – por exemplo, também ajudou a aumentar os níveis de colesterol bom (HDL).

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes