Cidade vertical promete revolucionar urbanismo – Projeto trilionário será construído na Arábia Saudita

Cidade vertical futurista terá 170km de extensão, 9 milhões de habitantes, custará R$5,3 trilhões e deverá ficar pronta até 2030

Fonte: Neom

A cidade vertical será composta por dois arranha-céus paralelos. O objetivo é que eles cruzem áreas de difícil sobrevivência como desertos e montanhas e sejam separados por um vão de apenas 200 metros de largura.

Em seguida, confira fotos e vídeos desse e outros projetos de cidades verticais que estão sendo estudados.

“The Line”

Fonte: Neom

O projeto da primeira cidade vertical do mundo foi anunciado pela Arábia Saudita em 2021. Porém, desde então, pouco se falou sobre o projeto. Foi somente em julho de 2022, que foram divulgadas as primeiras imagens e informações valiosas sobre o município.

Estima-se que a “The Line” comportará 9 milhões de habitantes. Além disso, ativistas do meio ambiente estão felizes com essa construção, afinal, a cidade não emitirá carbono. Ou seja, não haverá um único carro motorizado circulando e toda a energia utilizada no local será 100% renovável.

A cidade vertical será construída no noroeste da Arábia Saudita, próximo ao Mar Vermelho.

Related Post
  • Veja também Rios voadores: o que é e qual é sua importância ambiental

A fachada da cidade vertical

Fonte: Neom

O objetivo é que a “The Line” fique praticamente camuflada em meio a natureza. Como resultado, ela não causará impacto ambiental.

  • Aproveite e nos siga no Google News para saber tudo sobre , Beleza, Famosos, Décor e muito mais. É só clicar aqui, depois na estrelinha lá no News!

Altura X Extensão

Fonte: Neom

Se você achava que o Empire Sate Buiding, em Nova York, e a Torre Eiffel, em Paris, eram construções altas, com certeza irá se surpreender com a nova cidade vertical da Arábia Saudita.

De acordo com especialistas, a cidade em construção estará a 500m acima do nível do mar, ou seja, bem maior do que os famosos monumentos. De área construída, serão 34km².

A ideia é que os moradores possam fazer tudo a pé. Entretanto, como haverá uma extensão de 170km entre as extremidades da cidade, está sendo planejado também um trem de alta velocidade. Sendo assim, em apenas 20 minutos, uma pessoa conseguirá atravessar a cidade de uma ponta a outra.

Quando a cidade vertical ficará pronta?

Fonte: Neom

Construir um verdadeiro paraíso tecnológico não é fácil. Inicialmente, o projeto tinha previsão para estar pronto em 2025. Porém, devido a uma série de atrasos, uma visão otimista indica que a “The Line” estará pronta em 2023.

Quem projetou a The Line?

Fonte: Neom

O jornal americano The Wall Street Journal, divulgou que o projeto da cidade vertical está nas mãos do escritório Morphosis Architects.

Portanto, quem está à frente é ninguém mais, ninguém menos, do que o ganhador do Prêmio Pritzker, Thom Mayne.

Por outro lado, o visionário que está bancando o projeto é o governante e príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohameed bin Salman.

Outros projetos

Fonte: Neom

Em segundo lugar, está a Trojena, um espaço voltado ao turismo com a primeira pista de esqui ao ar livre do Golfo Pérsico.

Para construir tais espaços, será necessário desembolsar cerca de R$2,7 trilhões.

O plano Neom integra a Saudi Vision 2030, que é um projeto elaborado pelo governo para diversificar a economia do país. Assim, eles não serão dependentes da venda de petróleo.

“‘The Line’ enfrentará desafios que a humanidade vive hoje na vida urbana e lançará luz sobre formas e alternativas de viver. Não podemos ignorar as crises de habitabilidade e ambientais que as cidades do nosso mundo enfrentam, e a Neom está na vanguarda do fornecimento de soluções novas e imaginativas para resolver esses problemas”, disse o herdeiro em .

O que dizem os críticos?

Fonte: Neom

Se por um lado, especialistas questionam se o projeto é viável em relação a tecnologia que exige, outros apontam quesitos “distópicos” do projeto.

Segundo críticos, a ideia é criar rivalidade com os Emirados Árabes Unidos, que possuem grandes centros como . Desta forma, a “The Line” seria ainda um local de visitação importante para turistas fazendo com a economia local atinja bilhões de dólares.

Além disso, as fortes questões sobre direitos humanos que permeiam a gestão do país podem ser um grande empecilho na hora de conseguir aliados e investidores.

Mais fotos da cidade vertical: “The Line”

Área preservada com parque e rio. Fonte: Neom
Visão noturna com prédios escuros. Fonte: Neom
Imagens são reproduzidas na lateral da torre. Fonte: Neom
Entrada da cidade será por um porto. Fonte: Neom
Cachoeira artificial. Fonte: Neom
Espaços amplamente arborizados. Fonte: Neom
Visão macro da cidade vertical. Fonte: Neom

Conclusão – cidade vertical

Fonte: Neom

Em conclusão, embora seja um projeto futurista, a “The Line” está próxima de se tornar realidade. Os desenhos apresentados apresentam a infraestrutura que, caso dê certo, poderá ser utilizada como modelo para diversos outros países.

Sendo assim, já imaginou morar em uma cidade sustentável, sem precisar de carro e com recursos de inteligência artificial avançados?

Diana Diniz: Diana Diniz é jornalista apaixonada por novas experiências. Possui uma bagagem de conhecimento adquirido na Universidade do Algarve, em Portugal. Através do MBA em Marketing Digital e Especialização em Saúde pôde se aperfeiçoar na redação de artigos para blogs com embasamento científico e unir a experiência da profissão com sua paixão: a escrita.
Posts Relacionados