Copa do Mundo: curiosidades que você precisa saber sobre esse evento

A Copa do Mundo chega à 22ª edição repleta de eventos marcantes, além de novidades para a próxima edição em três sedes

Compartilhe

A Copa do Mundo de futebol chega à 22ª edição em 2022. Nesse período, o torneio acumulou muitas histórias e recordes. Então, para já entrar no clima da competição, vale a pena conhecer mais sobre as curiosidades e fatos interessantes.

Entenda como funciona a Copa do Mundo

O maior torneio de futebol do mundo ocorre a cada quatro anos, em uma sede escolhida por meio de eleições pela FIFA. No formato atual são 32 seleções participantes, que passam por fase de classificação em cada continente. 

As equipes se dividem em oito grupos e jogam entre si na primeira fase. Assim, os dois primeiros colocados em cada chave passam para a fase seguinte. Na sequência, ocorrem as disputas de caráter eliminatório na seguinte sequência:

  • Oitavas de final;
  • Quartas de final;
  • Semifinal;
  • Disputa do terceiro lugar;
  • Enfim, a grande final em que se consagra o vencedor. 

O ganhador, além da tão cobiçada taça de campeão, ainda fica com vaga garantida para a próxima edição. Aliás, o Brasil é o único país que esteve em todas as copas já disputadas. 

  • Aproveite e nos siga no Google News para poder acompanhar o melhor da Moda, Beleza, Decoração, Famosos e muito mais  direto em seu smartphone. Para seguir É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

As principais curiosidades sobre esse evento

Um evento tão grande como a Copa do Mundo reúne números impressionantes. Além disso, a competição já foi palco de episódios que ficaram marcados na história, como, por exemplo: 

  • Como foi a primeira edição da disputa;
  • A primeira transmissão pela televisão;
  • O país com maior número de títulos e participações;
  • Artilharia do torneio;
  • Estreantes na competição. 

O torneio que já teve sede em 18 países diferentes segue como a principal competição mundial. Assim, é um evento que é capaz de reunir um imenso número de pessoas ao redor do globo. 

Bola de futebol com várias bandeiras.
Fonte: Canva

Recorde de audiência

Na última edição, em 2018, a audiência estimada pela FIFA foi de 3,5 bilhões de pessoas durante todo o torneio. Apenas a final, entre França e Croácia, teve em torno de 1,12 bilhão de telespectadores.

Quem inventou a Copa do Mundo?

O francês Jules Rimet foi responsável pela organização da primeira Copa do Mundo. Após assumir a presidência da FIFA, Federação Internacional de Futebol, ele pôde colocar em prática o projeto. 

A ideia de criar um torneio já era cogitada, mas teve de ser adiada em razão da Primeira Guerra Mundial. Assim, com o fim do conflito, foi possível retomar os planos para o evento de futebol.

Jules Rimet, um nome importante

O francês teve um papel crucial para promover a disputa. Antes de chegar à FIFA, ele foi presidente da Federação Francesa de Futebol e já sonhava com o projeto de um mundial. Contudo, o principal entrave era a tensão entre os países envolvidos no conflito na Europa.

Para ele, o torneio teria um grande potencial diplomático, ou seja, poderia promover um momento de paz e confraternização. Por isso, ele liderou os esforços para conseguir promover o evento, que teve a primeira sede no Uruguai.

A Copa do de futebol feminina foi criada no mesmo ano?

Time feminino de futebol.
Fonte: Canva

O torneio mundial feminino de futebol, por sua vez, só ocorreu em 1991. Isso porque, durante um longo período, as mulheres foram impedidas de praticar o esporte. No Brasil, inclusive, uma Lei da era Getúlio Vargas trazia essa proibição.

Só em 1979 o futebol feminino foi legalizado, ou seja, permitida a sua prática. Assim, foi possível dar os primeiros passos para a criação do mundial na categoria.  Em 1988 foi realizado um torneio experimental, no qual a seleção brasileira ficou na terceira posição.

Primeira edição

Em 1991 foi realizada a Copa M&M, que depois foi reconhecida como Copa do Mundo feminina. O evento ocorreu na China e reuniu seleções de doze países, que foram: 

  • Brasil;
  • Estados Unidos;
  • Suécia;
  • Nigéria;
  • China;
  • Japão;
  • Taipei;
  • Noruega;
  • Dinamarca;
  • Alemanha;
  • Itália;
  • Nova Zelândia.

A seleção brasileira estreou contra o Japão, com vitória. No entanto, não conseguiu avançar na competição depois de enfrentar os Estados Unidos e a Suécia. A equipe norte-americana foi a campeã daquela edição.

Foto de um estádio iluminado lotado de torcedores que acompanham uma partida de futebol noturna
Foto: A primeira edição da Copa do Mundo ocorreu no Uruguai, em 1930.

Como foi a primeira edição da Copa do Mundo?

A primeira Copa do Mundo ocorreu no Uruguai, em 1930. A sede foi escolhida pela FIFA, após tratativas com o governo do país. Nessa edição, não houve disputa de vagas, como ocorre hoje em dia. 

Quantas seleções participaram?

Na ocasião, somente 13 seleções participaram, das quais apenas quatro europeias. Assim, as equipes foram divididas em grupos para disputa da primeira fase: 

  • Grupo 1: Argentina, Chile, França e México;
  • No segundo as seleções do Brasil, Bolívia e Iugoslávia;
  • O terceiro reuniu Uruguai Peru e Romênia;
  • Por fim, no grupo 4 estavam Estados Unidos, Paraguai e Bélgica.

Os primeiros colocados em cada grupo passaram para as semifinais. Nesse sentido, se enfrentaram Argentina e Estados Unidos e Iugoslávia e Uruguai. As duas seleções da América do Sul venceram os jogos pelo mesmo placar, de 6 a 1.

Uruguai foi o primeiro campeão

A final disputada entre Uruguai e Argentina terminou com a vitória dos anfitriões por 4 a 2. Então, o país sede da Copa do Mundo foi também o primeiro a erguer a taça, que ganhou o nome de Jules Rimet.

As disputas vencidas pelo Brasil

O Brasil mantém a liderança em número de títulos conquistados em todas as edições do torneio. Nesse sentido, a seleção ergueu a taça cinco vezes, nos anos de 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002.

Brasil já sediou a Copa

A Copa do Mundo teve sede no Brasil em duas ocasiões. Em 1950, a quarta edição do evento veio para o país, e contou com seis cidades-sede. Desse modo, os jogos foram disputados nas principais capitais:

  • Curitiba;
  • Belo Horizonte;
  • São Paulo;
  • Rio de Janeiro;
  • Porto Alegre;
  • Recife.

Na segunda vez que o país sediou o mundial de futebol, em 2014, os jogos foram realizados em 12 cidades diferentes. Além das sedes anteriores, entraram para a lista: Natal, Recife, Salvador, Cuiabá, Manaus e Fortaleza.

Vídeo com algumas curiosidades sobre a Copa do Mundo

Os países do continente que foram sedes do evento

A América já abrigou a sede do torneio mundial feminino de futebol por sete vezes. Isso quando se leva em conta os países das regiões Sul, Central e Norte, conforme abaixo relacionados:

  • Uruguai, que foi sede na primeira edição de 1930;
  • No Brasil, por duas vezes, nos anos de 1950 e 2014;
  • O México também sediou o evento por duas vezes, em 1970 e 1986;
  • A Argentina foi a sede no ano de 1978;
  • Enfim, a Copa do Mundo de 1994 ocorreu nos Estados Unidos.

As demais edições do evento ocorreram, em sua maioria, na Europa. Contudo, a FIFA buscou nos últimos anos incluir outros locais. Assim, já houve uma sede na Ásia e na África e em 2022, será realizada no Catar.

Quais os requisitos para um país ser sede da Copa do Mundo?

A escolha do país sede do torneio é feita por um Conselho especial dentro da FIFA. Nesse sentido, os interessados submetem a proposta para análise e votação. Mas para que haja chances reais, é preciso atender a alguns critérios básicos: 

  • Ter ao menos 12 campos de futebol;
  • Capacidade mínima de 40 mil pessoas nos estádios e 80 mil na sede da final;
  • Estrutura para transmissão do evento ao vivo.

Os membros do Comitê que faz a escolha visitam os locais pré-selecionados para avaliar. O processo, portanto, passou por várias discussões antes de uma decisão final. Nesse contexto, há também a intervenção de governos locais para defender a sua pretensão.

Uma estrutura acessível

Outro ponto que pesa na avaliação é a infraestrutura do local. Assim, é preciso pensar em malha rodoviária e aérea para deslocamento entre as cidades-sede, por exemplo. Além disso, o transporte público também deve atender ao enorme fluxo de torcedores.

Foto de um idoso usando a blusa do Brasil com o nome de Robinho e segurando uma bandeira do Brasil. Ele está em um estádio junto com outras pessoas assistindo a uma partida de futebol
Foto: O Brasil já conquistou cinco títulos da Copa do Mundo, por isso é a seleção com maior número de títulos.

Conheça os maiores campeões da Copa do Mundo

Entre os países com maior número de títulos da Copa do Mundo estão Brasil, Itália e Alemanha. A seleção brasileira, por sua vez, já se consagrou campeã por cinco vezes, nas seguintes edições:

  • Em 1958, na Suécia;
  • Na Copa de 1962, disputada no Chile;
  • O tricampeonato veio em 1970, no México;
  • Em 1994, na Copa dos Estados Unidos;
  • Por fim, o último título em 2002, que teve como sedes Japão e Coréia do Sul.

Logo atrás no ranking dos países com maior número de vitórias, vêm Itália e Alemanha. Ambas possuem quatro títulos cada uma. Na sequência, vem Argentina e Uruguai com dois e Espanha, França e Inglaterra com um único campeonato.

A primeira vez que o evento foi transmitido na TV

Na Copa do Mundo da Suíça, que ocorreu em 1954, houve a primeira transmissão dos jogos pela televisão. Contudo, na ocasião apenas oito países da Europa puderam receber o sinal da emissora oficial.

Em 1962, a exibição das partidas chegou, enfim, ao Brasil. No entanto, não ocorriam ao vivo. Isso porque, as fitas com as gravações tinham de vir de avião do Chile para cá. Por isso, podia ocorrer até dois dias de atraso na transmissão.

Transmissão em preto em branco

Até então, a tecnologia só permitia a reprodução das imagens em preto e braco. Assim, foi só em 1970, na Copa do Mundo do México, que ocorreu a primeira transmissão em tempo real e em cores. 

Mesmo assim, muitas pessoas ainda não tinham o aparelho de televisão compatível. Portanto, os poucos que tinham o eletrônico ainda assistiam sem cores. Para melhorar a experiência, foi criada a bola com gomos pretos, a fim de dar mais destaque.

A Copa do Mundo de 2026

O local para a 23ª edição do mundial de futebol já está definido desde 2018. A FIFA escolheu a candidatura conjunta apresentada por Canadá, Estados Unidos e México. Desse modo, os três países vão se dividir para abrigar os jogos.

Não é a primeira vez que dois ou mais países se unem para sediar a competição. O mesmo ocorreu em 2002, quando Japão e Coréia do Sul levaram o evento pela primeira vez à Ásia. Aliás, será a estreia do Canadá como sede.

Um evento com 3 sedes diferentes

A divisão do evento entre os três países ocorrerá entre 16 cidades. Destas, 11 são nos Estados Unidos, três no México e duas no Canadá. Nesse sentido, os norte-americanos vão concentrar a maior parte das partidas.

Maior número de seleções

Outra novidade para a Copa do Mundo de 2026 é que vai subir para 48 o número de países. Por isso, serão ao todo oitenta jogos, entre fase de classificação, eliminatória até a final.

Copa do Mundo de 2022

A edição de 2022 do evento será a primeira a ser realizada em um país do Oriente Médio, no Cartar. Por isso, foi preciso alterar o calendário da competição. Em função do clima na região, o torneio vai começar em novembro e se estender até dezembro.

O país apresentou em sua proposta oito estádios para abrigar os jogos, em cinco cidades diferentes. Aliás, os projetos buscam alternativas ecológicas para reduzir o calor e dar mais conforto aos torcedores.

Primeira participação do Catar

Como sede da Copa do Mundo, o país não precisa passar pelas eliminatórias, ou seja, já tem vaga garantida. Com isso, será a primeira vez que o país vai competir no maior torneio de futebol do mundo.

Mapa do Oriente Médio.
Fonte: Canva

O gol mais rápido da Copa

Hakan Sukur, da seleção da Turquia, foi o autor do gol mais rápido de todas as edições. O jogador turco balançou as redes apenas 11 segundos após o início da partida. 

O marco ocorreu na disputa pelo terceiro lugar, contra a seleção da Coréia do Sul. Jogadores que mais participaram do evento

Você sabe qual o prêmio da Copa do Mundo?

Para a edição da Copa do Mundo do Catar, o prêmio destinado ao campeão é de R$ 196 milhões. Desse modo, além da alegria trazida ao país, a realização pessoal dos jogadores, o fator monetário é muito interessante. 

Fora isso, as equipes que participam da competição recebem uma ajuda de custo de R$ 6,7 milhões. O valor se destina ao trabalho de preparação dos times. Assim, é de especial importância para nações menores, com menos recursos e tradição no esporte.

Uma quantia altíssima

O valor expressivo reflete o volume de receita que esse evento é capaz de gerar. Nesse sentido, a FIFA espera atingir uma receita recorde com a edição realizada no país árabe. Isso leva em conta patrocinadores, bem como, a venda dos direitos de transmissão.

Principais artilheiros da Copa

O momento mais especial em um mundial de futebol é poder comemorar um gol por seu país. Mas alguns nomes se destacam por marcar muitas vezes ao longo da competição. Então, confira alguns deles:

  • Miroslav Klose pela Alemanha;
  • Ronaldo Fenômeno, brasileiro;
  • O alemão Gerd Müller;
  • Just Fontaine, da França.

Esse ranking leva em conta os gols realizados a cada edição, bem como, o acumulado geral. Assim, quanto mais vezes o jogador for à Copa do Mundo, maior a chance de igualar esse feito. 

Just Fontaine

O jogador francês foi o que marcou o maior número de gols em uma única competição. Nesse sentido, ele participou da Copa de 1958. Naquela ocasião, balançou as redes treze vezes. Aliás, até hoje não teve o recorde batido por nenhum outro artilheiro.

Klose

Quando se leva em conta o acumulado de gols daqueles que estiveram em mais de um torneio, Klose lidera a lista. Assim, ele alterou o placar por 16 vezes nos 28 jogos em que esteve em campo por sua seleção. 

Jogadores marcantes do evento

Na história desse evento grandioso, algumas curiosidades fazem com que o nome de um jogador fique marcado. Assim, mesmo que tenha uma participação breve, entra para os anais do torneio.

El-Hadary

O goleiro da seleção egípcia foi o jogador mais velho a participar de uma Copa do Mundo. De fato, ao entrar em campo por seu país na edição da Rússia, em 2018, ele tinha 45 anos. Mas esse não foi seu único feito naquele ano, pois ainda defendeu um pênalti.

Norman Whiteside

Por outro lado, o jogador irlandês foi o mais jovem a estrear na disputa. Desse modo, na Copa da Espanha ele tinha apenas 17 anos e 41 dias e quebrou o recorde que pertencia a Pelé.

Vitórias marcantes da Copa do Mundo

Torcedores do Brasil.
Fonte: Canva

O maior torneio de futebol do mundo reúne momentos únicos. Embora haja sempre os favoritos ao título, por vezes, o resultado pode surpreender. Além disso, algumas partidas ficam na memória por um lance, ou mesmo pelo número de gols. 

A goleada do Brasil sobre a Itália, em 1970, por 4 a 1, por exemplo, é um desses casos. Naquela ocasião, a vitória significou o tricampeonato brasileiro e coroou o trabalho da seleção de Pelé. 

Hungria x El Salvador

Já o placar mais elástico, ou seja, com maior número de gols marcados em uma partida, é difícil de ser superado. Isso ocorreu na Copa de 1982, em que as duas seleções se enfrentaram na fase de grupos.

Mesmo com a ótima estreia da seleção húngara, ela não avançou para a fase seguinte. Afinal, estavam no grupo ainda as poderosas equipes da Argentina e Bélgica, que chegaram às oitavas.

Foto mostra um estádio todo iluminado e repleto de pessoas levantando bandeiras vermelhas com branco e assistindo a uma partida noturna
Foto: O placar de 10 a 1 no jogo entre Hungria e El Salvador foi o maior da Copa do Mundo.

O troféu da Copa já foi roubado

A taça da Copa do Mundo foi alvo de ladrões em duas oportunidades. De fato, além de seu valor simbólico, ela era um patrimônio considerável, já que era feita em ouro, com pedras preciosas na base.

O primeiro furto ocorreu em Londres, quando ela estava exposta em um evento, meses antes da Copa da Inglaterra. Porém, a polícia britânica conseguiu recuperar o objeto. No entanto, não houve a mesma sorte na segunda ocasião. 

Roubo da taça no Rio de Janeiro

Em 1983, a taça estava exposta na sala de troféus na sede da CBF, a Confederação Brasileira de Futebol. Ela ficava em uma caixa de vidro à prova de balas. Ainda assim, um grupo conseguiu invadir o local e levar o objeto. 

Os responsáveis pelo crime foram encontrados e chegaram a ser presos. Mas o item jamais foi localizado, por isso, se acredita que ela tenha sido derretida para aproveitar o ouro. 

A réplica das taças

Por conta dessas situações, hoje as seleções vencedoras não ficam com a posse da taça original. Assim, a FIFA entrega uma réplica ao vencedor, e a principal é usada apenas na cerimônia de premiação.

Seleção com mais cartões vermelhos

O Brasil obteve esse recorde não tão positivo, ao chegar à marca de 11 cartões vermelhos. O número de expulsões contabiliza todas as 21 edições já disputadas. Na sequência, aparecem:

  • Argentina, com 10 cartões em 16 participações;
  • Uruguai, que acumula 9 penalidades nas 12 edições em que esteve presente.

Já quando se leva em conta a média de cartões por edições, a seleção de Camarões sai na frente. Ela foi para o mundial de futebol por sete vezes, e acumula oito cartões vermelhos na história.

Vídeo falando sobre a rivalidade entre Brasil e Alemanha

Brasil na Copa

Como o único país a estar em todas as edições da Copa do Mundo, o Brasil acumula muitas histórias. Além dos cinco títulos mundiais, protagonizou partidas memoráveis, como por exemplo: 

  • Vitória de 3 a 2 sobre a Argentina na Copa de 1982;
  • Contra a Holanda em 1994, que venceu por 3 a 2 e seguiu para a semifinal;
  • Pelo mesmo placar, venceu a Dinamarca nas quartas de final em 1998.

Mesmo com a trajetória vitoriosa, a seleção já amargou algumas derrotas. Uma delas foi a eliminação para a Itália em 1982. O Brasil, que era o grande favorito, ficou pelo caminho, enquanto a seleção italiana seguiu e ganhou o título naquele ano.

Brasil x Alemanha

Outro jogo difícil de esquecer foi a derrota de 7 a 1 para a Alemanha, em 2014. O Brasil era o anfitrião do torneio e viu o sonho do título em casa ir embora. Mas o placar foi um desfecho que não se esperava. 

Aos 22 minutos, a seleção alemã já tinha aberto dois gols de vantagem. Assim, no intervalo da partida, o placar era de 5 a 0. Enfim, na parte final a equipe brasileira ainda conseguiu marcar um gol. Porém, nada que pudesse reverter o resultado desastroso.

Jogador que mais participou do evento

Antonio Carbajal e Rafael Marqués do México, bem como, Lothar Matthaus da Alemanha, Buffon da Itália acumulam cinco participações em Copas do Mundo. Aliás, o alemão lidera em número de partidas, pois esteve em 25 jogos.

Um evento cheio de momentos marcantes e que promete muito mais

Cada detalhe citado faz parte da história da Copa do Mundo. No entanto, a cada edição muitas surpresas acontecem, o que faz com que os amantes do futebol estejam sempre com altas expectativas em relação ao evento.

Editado e atualizado por Diana Diniz.

Compartilhe

Notícias em Alta

Últimas Notícias