montagem com 4 looks do desfile da Santa Resistência no SPFW N54

Santa Resistência transforma passarela do SPFW em roda de samba com o desfile “Do Rio ao Rio”

Rio antigo serviu como centro da coleção da Santa Resistência apresentada no SPFW. Desfile contou com Diogo Nogueira e Cris Vianna

Compartilhe

No último dia 19 de novembro, no Komplexo Tempo, a Santa Resistência fez sua passagem pela 54ª edição do São Paulo Fashion Week. Com peças fluídas, silhuetas retrô e estampas exclusivas, a marca ofereceu ao público um mergulho no Rio Paraguaçu, no Recôncavo Baiano, para o Rio de Janeiro.

O desfile, intitulado “Do Rio ao Rio”, contou ainda com a participação de Diogo Nogueira, Cris Vianna e Rodney Willian. Veja fotos em seguida!

Qual foi a inspiração do desfile da Santa Resistência no SPFW N54?

A coleção tem, em seu centro, o Rio antigo como grande inspiração. Assim, funciona como uma metáfora de um momento em que não só a cidade estava em seu auge, mas também um mundo maravilhoso pós-guerra estava surgindo.

modelo usando chapéu preto retrô, batom vermelho e camisa branca
Fonte: Marcelo Soubhia/@agfotosite

De acordo com Mônica Sampaio, diretora criativa da Santa Resistência, seu objetivo foi costurar uma trama para que a esperança possa ressurgir mais uma vez no século XXI.

“O Rio que me inspira é o Rio de Janeiro acolhedor. Do otimismo e da alegria. Do desenvolvimento criativo e construtivo. Da juventude dourada e das vielas musicais. Quero um resgate, através da minha moda, dessa época de ouro que a cidade viveu”, explica Mônica.

Mônica Sampaio, diretora criativa da Santa Resistência
Mônica Sampaio é diretora criativa da Santa Resistência. Fonte: Marcelo Soubhia/@agfotosite

Além disso, leia:

1950 x 2022

A estilista faz, dessa forma, um paralelo entre os anos 1950 e o cenário atual. Na época, após um período de guerra, de racionamento, a moda renasceu, assim como o resgate do cuidado com a própria aparência.

O glamour e a feminilidade ressurgiram e a oferta de tecidos foi retomada. A elegância voltou e um novo e glorioso momento fashion teve início. Então, essa década dourada reflete na coleção com suas silhuetas volumosas, fluídas e longilíneas, assim como a cintura bem marcada.

Cris Vianna desfilando para a Santa Resistência no SPFW N54
Cris Vianna desfilou para a Santa Resistência. Fonte: Marcelo Soubhia/@agfotosite

Em 2022, nos encontramos em um momento logo após a experiência da pandemia, do isolamento, do agravamento das tensões sociais. Então, por meio da ciência, da educação e da cultura, aparece o desejo de construir um futuro melhor para todo mundo.

“Desse novo mundo que sonhamos, trago a moda cada vez mais agênera. E eu não podia me colocar em um lugar que não acredito. Quero a Santa Resistência vestindo todos os corpos, mas muitas vezes eu não alcançava pois as peças eram essencialmente femininas. Essa mudança veio de uma necessidade real de abrangência de públicos que já queriam estar conosco”, afirma Mônica.

Rodney Willian desfilando para a Santa Resistência no São Paulo Fashion Week
Rodney Willian também participou do desfile. Fonte: Marcelo Soubhia/@agfotosite

Como foi o desfile da Santa Resistência no São Paulo Fashion Week?

Apesar da inspiração retrô, a grife trouxe para a passarela algumas tendências. É o caso das peças com brilho, dos conjuntos estampados e da camisa branca, por exemplo. Desse modo, saiba mais sobre o processo de criação e produção das roupas:

Peças de destaque

Vestidos longos e mídi foram os destaques da passarela, assim como as calças pantalonas. Muitos volumes, laços e babados a fim de exaltar a feminilidade e elegância da época.

modelo desfilando de vestido mídi marrom e chapéu preto
Fonte: Marcelo Soubhia/@agfotosite

Tecidos

A Santa Resistência preza por uma moda responsável. Por isso, o algodão sempre está presente, acrescido de crepes, brilhos e transparência. Além disso, o trabalho artesanal aparece em detalhes sutis.

Diogo Nogueira vestiu um terno verde no desfile da Santa Resistência no SPFW
Diogo Nogueira vestiu um terno verde. Fonte: Marcelo Soubhia/@agfotosite

Cartela de cores e referências

Rosa chá, hot magenta, verde escuro, marrom conhaque e branco coloriram a passarela do SPFW no desfile da Santa Resistência.

modelo usando top rosa de laço e saia verde no SPFW 2022
Fonte: Marcelo Soubhia/@agfotosite

De acordo com Mônica, “o verde e rosa representam as cores da Mangueira, escola de samba do Mestre Cartola. O magenta é a cor do ar festivo da cidade com os bailes de carnaval, os shows de Ari Barroso, Dalva de Oliveira e do surgimento da Bossa Nova. O marrom e suas variações representam os avanços da construção civil que ocorreram na época. O centro da cidade e a Cinelândia estavam em plena expansão e em todos os lugares havia canteiros de obras e a cidade adquiriu este tom terroso. O branco representa a fé da minha família neste Rio de Janeiro que iria nos acolher”.

Estampas da Santa Resistência

Além do colorido, as padronagens exclusivas chamaram atenção no desfile. Das quatro principais estampas:

  • Duas foram desenvolvidas juntamente com o departamento criativo da Lunelli Têxtil, patrocinadora da marca, e são recortes do Rio;
  • Uma se originou de uma pintura em tela feita por Larissa Sampaio, filha da estilista, que tem como referência o design de capa de Burle Marx, para uma edição de 1953 da revista Rio;
  • Por fim, a estampa da artista plástica Auxi integra o amor de Zicartola às paisagens do Rio de Janeiro.
modelo usando vestido com estampa do Rio de Janeiro na passarela da semana de moda
Fonte: Marcelo Soubhia/@agfotosite
  • Nesse sentido, veja também Conjunto de zebra: 40 looks criativos e dicas de como usar

Ficha técnica do desfile da Santa Resistência no SPFW N54

  • Direção Criativa: Mônica Sampaio
  • Stylist: Júnior Lima
  • Hair & Beauty: Brenno Melo
  • Produção executiva: Ray F.
  • Backstage: Max Melo
  • Cenografia e arte: Ale Borges
  • PR: Márcio Vicentti
  • Design de Joias: Zâmbia
  • Modelistas: Íris Azevedo e Washington Gomes
  • Costura: Washington Gomes
  • Óculos: Zereres
  • Alfaiataria: Eugênio Santos e Iara Neri
  • Chapelaria: Barbarah e Paissandu
  • Flores em Seda: Piedad


Design de Estamparia:

Estampa Cartola: Auxi @drawxi.studio
Estampa Jardim de Burle Marx: Larissa Sampaio @domonbae Estampa Xadrez Rio: Mônica Sampaio @monicabsm50 Direção de Casting: @Junior Lima @jllima

Convidados:

  • Diogo Nogueira
  • Cris Vianna
  • Rodney Willian
  • Monalysa Alcântara
  • Célio Justino

Patrocínio:

  • Lunelli Têxtil
  • Vult
  • Impretex Têxtil

Apoio:

  • Chandon
  • Cerveja Praya
  • Vicunha
  • Texprima Online
  • Focus Têxtil
  • Glow Tecidos
  • Avro Store
  • Melissa Brasil
Compartilhe

Notícias em Alta

Últimas Notícias